Covid-19: 20 municípios terão recursos para Centros de Atendimento

0
MS enviará recursos a 20 municípios de SE para criação de Centro de Atendimento da Covid-19 (Foto: Freepik)

O Ministério da Saúde divulgou que 20 municípios sergipanos foram credenciados para o recebimento de custeio temporário destinado à implantação de Centros de Atendimento para enfrentamento da pandemia causada pelo coronavírus.

Os Centros de Atendimento são estruturas complementares, que servem para identificação precoce dos casos, com atendimento adequado das pessoas com síndrome gripal (SG) e COVID-19 com sintomas leves, no Sistema Único de Saúde (SUS).

Em Sergipe, foram credenciados os seguintes municípios: Campo Do Brito, Canindé de São Francisco, Capela, Carira, Cedro de São João, Divina Pastora, Indiaroba, Itabaiana, Itabaianinha, Itaporanga, Japoatã, Neópolis, Nossa Senhora das Dores, Pacatuba, Pedrinhas, Salgado, Santa Rosa de Lima, Santo Amaro das Brotas, Siriri e Telha.

O MS explicou que estas unidades também funcionam como ponto de referência da Atenção Primária à Saúde (APS) para o acolhimento e atendimento de pessoas com queixas relacionadas aos sintomas da COVID-19, com o objetivo de conter a transmissibilidade do coronavírus, ao reduzir a procura dos serviços de urgências ou hospitais por pessoas com sintomas leves.

Conforme divulgado pelo Ministério da Saúde, os Centros de Atendimento para enfrentamento da COVID-19 podem ser de três tipos: Tipo 1, para municípios de até 70 mil habitantes; Tipo 2, para municípios entre 70 e 300 mil habitantes; e Tipo 3, para municípios com mais de 300 mil habitantes. O incentivo financeiro para os municípios e Distrito Federal possui os seguintes valores mensais: R$ 60 mil para os Centros de Atendimento Tipo 1; R$ 80 mil para os do Tipo 2; e R$ 100 mil para os do Tipo 3.

Os Centros de Atendimento devem oferecer os seguintes espaços: consultório, sala de acolhimento, sala de isolamento e sala de coleta. Podem ser instalados em estabelecimentos de saúde, como Unidade de Saúde, Unidade Mista, Policlínica, Centro Especializado. Precisam funcionar 40 horas por semana com a composição de médico, enfermeiro e técnico ou auxiliar de enfermagem.

Com informações do Ministério da Saúde

 

Comentários