Covid-19: SE registra alta no número de novos casos na última semana

0

O estado de Sergipe registrou na última semana um aumento no número de novos casos de Covid-19, segundo dados divulgados nesta terça-feira, 13, pelo Observatório de Sergipe.

De acordo com estudo, o número de novos casos, nas últimas cinco semanas epidemiológicas (S 36 a S 40), manteve-se em torno de 1.000 a 1.400. Porém, na semana epidemiológica (S 41) que se encerrou sábado, 10, foram cerca de 1,5 mil casos, frente a 1,1 mil casos da S 40;

Ainda segundo o estudo, na semana epidemiológica 41, a maior incidência de novos casos por cem mil habitantes, foi no Médio Sertão (108,1). Na comparação com a incidência da semana anterior (S 40), observa-se que houve aumento na incidência nos territórios sergipanos, exceto no Centro Sul do estado.

Óbitos e internações

Nas últimas quatro semanas epidemiológicas (S 38 e S 41), o número médio de mortes se estabilizou em torno de 4 óbitos por dia (incluindo as mortes sob investigação).

Também houve estabilidade na média móvel o total de internações, que chegou a 197,2 ontem (12 de outubro) frente a 185,6 de 14 dias atrás (29 de setembro), o que representa um acréscimo de 6%.

Nas enfermarias, a média móvel chegou a 102,6 internações ontem, uma alta de 11% em relação a 14 dias atrás. Já nas UTI’s chegou a 94,6, com aumento de 2% em relação a igual período.

Ranking entre os estados

O Observatório de Sergipe apontou que Sergipe se mantém na 20ª posição no ranking de estados com mais casos confirmados.

Em relação a taxa de incidência (por 100 mil habitantes) por estado, Sergipe ocupa a 8ª posição entre os estados com mais casos por 100 mil habitantes.

Conforme o Observatório de Sergipe, a análise da taxa de mortalidade (por 100 mil habitantes) indicou que Sergipe está na 7ª posição entre os estados com maiores taxas de mortalidade.

No caso da  taxa de letalidade (que  representa o risco que as pessoas com a doença têm de morrer por essa mesma doença), Sergipe ocupa a 19ª posição dentre os estados com menores taxas.

Por Verlane Estácio com informações do Observatório de Sergipe

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais