Doenças respiratórias e alergias se agravam no outono

0
Outono traz agravamento de algumas doenças, principalmente as respiratórias e as alergias. (Foto: Divulgação)

Nesta quarta-feira, 20 de março, o hemisfério sul dar as boas-vindas ao Outono, uma das estações do ano preferidas dos brasileiros, pois carrega características parecidas tanto com as do inverno como com as do verão. Afinal, ele separa estas duas estações.

Com temperaturas mais amenas, especialmente a noite, e queda da umidade relativa do ar, o Outono traz consigo o agravamento de algumas doenças, principalmente as respiratórias e as alergias. No entanto, é possível preveni-las para aproveitar o que há de melhor nessa estação.

Como o clima fica propício para a transmissão de vírus e para a proliferação de fungos e bactérias, a primeira dica é evitar aglomerações. A pneumologista Maria Luiza Dórea, do Hospital Universitário da Universidade Federal de Sergipe (HU-UFS), destaca que, nesta época do ano, pessoas com doenças crônicas relacionadas ao tabagismo, por exemplo, costumam sofrer mais. Outros exemplos são os que convivem com asma e rinites, pois a poluição do ar fica agravada no Outono.

Para diminuir os sintomas destas doenças, existem cuidados básicos. “As pessoas com baixa imunologia devem evitar ficar em ambientes muito fechados e aqueles que têm uma patologia, como os asmáticos, precisam usar a medicação adequada e de forma correta, sem sessar. No caso das viroses, a maioria pode ser evitada com vacinação, inclusive oferecida pelo SUS, especialmente para os doentes crônicos. Quanto mais vacinado, melhor é.”, alerta a pneumologista.

Não se automedicar é outra dica relevante. “Em casos de sintomas ligados a estas doenças, o melhor é procurar um posto de saúde para investigar a situação. Só um profissional de saúde pode indicar a melhor medicação e a dose adequada tanto para doenças respiratórias, quanto para alergias e viroses”, explica Maria Luiza Dórea.

Os sintomas de doenças típicas do Outono costumam desaparecer em até 7 dias.

Esta estação chega ao fim no dia 20 de junho, dando lugar ao Inverno.

Fonte: Ministério da Saúde

Comentários