Governador de SE reclama de demora na liberação da vacina Sputnik V

0
Vacina Sputink (Foto: site oficial da vacina)

O governador de Sergipe, Belivaldo Chagas, está insatisfeito com a demora do Governo Federal e da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em liberarem o uso da vacina Sputnik V no Brasil. Em março, o Estado assinou um contrato com o Fundo Soberano Russo para aquisição de doses da vacina Sputnik. Além de Sergipe, Bahia, Ceará, Maranhão, Pernambuco e Piauí comprarão as doses do imunizante russo.

De acordo com o governador, o Estado assinou um contrato de intenção de compra de 400 mil doses, que iria beneficiar 200 mil sergipanos. “Fizemos um sacrifício em reservar recursos na ordem de R$ 25 milhões para pagar essas doses. As doses estão disponíveis, começamos as tratativas há mais de 90 dias, mas a Anvisa impõe restrições e demora nessa liberação. Precisamos avançar na vacinação, já que lá atrás o Governo Federal não agilizou a questão da vacinação e ainda hoje cria dificuldade para a liberação”, aponta.

Belivado acredita, pelo desenrolar das tratativas, que esse mês ainda aconteça a entrega das doses do imunizante russo, mas não na quantidade que o Estado gostaria de receber. “Receberemos 46 mil doses, beneficiando 23 mil pessoas. Só no mês de agosto, setembro e outubro é que teremos mais doses. Enquanto isso, a Argentina vacina sua população com a Sputnik V”, aponta.

A Avisa autorizou no dia 4 de junho,  em caráter excepcional e temporário, a importação da Sputnik V, mas impôs algumas restrições para o uso do imunizante. Cada estado somente poderá importar a quantidade de doses equivalente a 1% da sua população.

Demora na vacinação

O governador também afirmou que não admite que os municípios sergipanos atrasem a vacinação da sua população, já que todos os municípios recebem doses da vacina proporcionalmente. “A divisão é proporcional e não há porque ter atrasos. A Secretaria de Saúde cobra e monitora essa aplicação. Divulgamos diariamente o ranking de vacinação e a população deve cobrar do seu prefeito celeridade na imunização”, enfatiza.

Por Karla Pinheiro

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais