Impasse entre INSS e peritos médicos continua em Sergipe

0
Perícias médicas continuam suspensas em Sergipe (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

As perícias médicas continuam suspensas nas agências do Instituto de Seguridade Social (INSS) em Sergipe, pois o impasse entre os peritos médicos e a autarquia continua. Enquanto isso, cerca de 4.500 mil segurados dependem de uma perícia médica para receber ou atualizar seus benefícios.

Estava marcada para acontecer na tarde desta terça-feira, 22, uma vistoria nos consultórios médicos das duas agências do INSS em Sergipe, mas de acordo com o diretor-executivo do INSS, Raimundo Britto, a Coordenadoria Regional dos Peritos Médicos de Alagoas e Sergipe desmarcou novamente a inspeção. “Desde a semana passada tentamos marcar essa vistoria. Ontem foi desmarcada e hoje recebemos a informação da coordenadora de que não tinha médico perito disponível para fazer a vistoria hoje”, conta.

Gerente executivo do INSS em Sergipe vai enviar fotos da vistoria, realizadas pelo Regional Sergipe, diretamente para o diretoria do órgão em Brasília (Foto: Ascom INSS)

Por conta do impasse, o diretor executivo decidiu fazer a vistoria e enviar diretamente para Diretoria de Atendimento do INSS em Brasília. “ Atendemos todas as exigências do Ministério da Saúde e dos peritos. Os consultórios estão equipados com equipamentos de segurança e material para proteger o médico e o segurado. O que não vamos mais é esperar que os peritos venham fazer a vistoria. Nós fizemos, fotografamos tudo e vamos mandar para a Diretoria de Atendimento que vai decidir se as agência de Sergipe estão aptas a retomar os atendimentos de perícia médica presencial”, ressalta Raimundo.

O gerente-executivo conta que, em média, nas duas agências da capital cerca de mil atendimentos são realizados diariamente. “Por conta da pandemia, temos uma demanda de cerca de 4.500 mil segurados que precisam passar por perícia. Não quer dizer que todas essas pessoas estão sem receber seus benefícios, mas muitos podem ter recebido um adiantamento, mas não o salário real. Essa é a nossa preocupação”, enfatiza.

Raimundo explica que agora é a Diretoria do órgão em Brasília que vai definir sobre a abertura dos consultórios e resolver esse impasse entre os peritos e a autarquia. “Se a diretora de Atendimento julgar que as agências de Sergipe estão aptas, o presidente do INSS é comunicado, ele entra em contato com o Secretário (Secretaria de Previdência da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho) que, por sua vez, comunica à Coordenadoria dos Peritos Médicos. Se for autorizada  a abertura de agenda de perícia, vai ter que ter perito médico nas agências”, explica.

Portaria

Foi publicado na manhã desta terça-feira, 22, no Diário Oficial da União, uma portaria que autoriza a remarcação de perícias médicas perdidas ou não realizadas. As remarcações serão feitas através do telefone 135 ou do endereço eletrônico meu.inss.gov.br. Em Sergipe, só será possível fazer as remarcações após o retorno dos peritos médicos ao trabalho.

“Por enquanto, não é possível fazer remarcações de perícias médicas. Isso só será possível quando abrir a agenda dos peritos, que por enquanto está fechada”, conclui Raimundo.

O Portal Infonet não conseguiu contato com a representação dos peritos médicos em Sergipe. Entramos em contato com Associação Nacional dos Médicos Peritos (ANMP) através do e-mail da instituição, mas até a publicação da matéria não recebemos resposta.  O Portal Infonet  está à disposição através do e-mail jornalismo@infonet.com.br.

Por Karla Pinheiro

Comentários