Lacen regulariza serviços para atestar qualidade da água

0
Água da Deso deixou de ser analisada pelo Lacen por falta de insumos (foto: pixabay)

O Laboratório Central do Estado (Lacen), vinculado à Fundação de Saúde Parreiras Horta (FSPH), já está apto para prestação de serviços inerente à análise da qualidade da água ofertada pela Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso) à população de Aracaju. O Ministério Público ingressou com ação judicial e a justiça determinou prazo para o laboratório regularizar o serviço, que foi suspenso por falta de insumos para a realização dos exames físico-químico e microbiológico, indispensáveis na execução do Programa Nacional de Vigilância da Qualidade da Água para o Consumo Humano.

Em nota enviada ao Portal Infonet, a assessoria de imprensa informou que a Fundação Parreiras Horta já se manifestou no processo judicial e também informou ao Ministério Público Estadual e à Vigilância Sanitária que o Laboratório já está apto para receber as análises de água.

Turbidez da água

Na ação judicial, assinada pela promotora Euza Missano, o MPE solicita que o Lacen adote os procedimentos para a aquisição de todos os itens necessários para realização das análises, não permitindo que haja novas paralisações do serviço pela ausência de materiais indispensáveis à execução dos exames laboratoriais. No processo, consta a informação de que os técnicos da Secretaria Municipal de Saúde atestam que as alterações contidas na água coletada nas estações mantidas pela Deso possuem relação direta com os padrões estéticos, especialmente quanto à cor e turbidez do líquido.

Por Cassia Santana

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais