Médicos negociam fim da greve com secretária de Saúde

0
O encontro ocorreu na tarde desta quinta-feira, 8, na sede da Secretaria Municipal da Saúde (Foto: SMS)

Representantes do Sindicato Médicos de Sergipe (Sindimed) negociaram o fim da greve da categoria na tarde desta quinta-feira, 8, com a secretária da Saúde da capital, Waneska Barboza. Os médicos das Redes Especializada e de Atenção Básica estão em greve há 113 dias.

A SMS propôs que profissionais compensem o número de atendimentos deixados de ser realizados durante a greve. “Foi sugerido que o pagamento retroativo das consultas seja feito mediante o atendimento dos pacientes prejudicados. Inicialmente, esperamos que a compensação seja feita dentro dos próximos seis meses, a fim de que as consultas extras não sejam prejudicadas em termos de qualidade, mas tudo vai depender de cada profissional, pois existem algumas variáveis”, destacou a secretária.

Com base nessas variáveis, como as diferentes especialidades médicas, por exemplo, a SMS deve pactuar com cada médico separadamente o quantitativo de consultas extras que serão realizadas até a completa quitação da demanda reprimida gerada pelo movimento grevista. “Vamos repassar a média do número de atendimentos ao Sindimed, e estamos abertos a considerar o número da falta de atendimento de cada profissional. Com isso, cada médico deverá atender, no mínimo, dois pacientes a mais por dia trabalhado, considerado o que já era produzido normalmente antes da paralisação, sem prejuízo do atingimento da meta individualizada no prazo de 6 meses”, complementou Waneska.

Para o presidente do Sindimed, João Augusto, a reunião foi positiva, uma vez que ela demonstrou ser um primeiro passo para diminuir a tensão gerada durante os últimos meses entre os profissionais que estavam em greve. “Avaliamos a reunião como positiva, pois ela quebra a tensão que existia entre a gestão e a categoria. De agora em diante, com a aproximação do término do litígio, espero que possamos manter um relacionamento mais harmonioso. Com esse encontro vemos a possibilidade real de término da greve sem muito dano à categoria e à população”, ressaltou o presidente.

Nesta sexta-feira, 09, o Sindimed fará uma assembleia para colocar em votação o término oficial do movimento paredista dos médicos em Aracaju, e para repassar todas as propostas negociadas com a equipe diretiva da SMS.

Com informações da SMS

Comentários