Ocupação em leitos de UTI se mantém estável com flexibilização

0
Ocupação oscilou pouco e tem se mantido abaixo de 50% (Foto: Ilustrativa/Andre Moreira/PMA)

Alvo de análise constante pelos comitês criados pelo Governo do Estado, a ocupação dos leitos de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), um dos principais indicadores da gravidade da Covid-19, tem se mantido estável desde que setores comerciais começaram a reabrir no estado. Shoppings, por exemplo, já estão abertos desde o dia 14 de agosto, enquanto os bares e restaurantes abriram cinco dias depois e já completaram três semanas de funcionamento.

Nos últimos dias, os números da ocupação em leitos de UTI chegaram a oscilar, mas em percentuais baixos. Na última segunda-feira, 7, por exemplo, as taxas de ocupação na rede pública eram de 38,5%; e 25,3% na rede privada; no dia seguinte elas subiram para 41,1% e 29,7%, respectivamente.

Os números ainda são analisados com cautela, já que o vírus da Covid-19 pode se manifestar nas pessoas infectadas em até 14 dias, segundo especialistas. Governo e Prefeitura de Aracaju podem começar a desmontar leitos hospitalares nas próximas semanas. A redução de alguns leitos continua sob análise e, se efetivada, poderá garantir o retorno gradual das cirurgias eletivas na rede estadual, por exemplo.

A Covid-19 já infectou aproximadamente 74 mil pessoas, em Sergipe. O estado já contabiliza 1.909 óbitos.

Por Ícaro Novaes

Comentários