Saiba como se proteger de doenças virais durante a folia de Carnaval

0
Atualizar o cartão de vacinas é importante antes de viajar para passar o carnaval em lugares de risco de endemias( Foto: Flávia Pacheco/SES)

Com a chegada da folia de carnaval é comum que muitos aproveitem a oportunidade que o feridão traz para realizar algumas viagens. Afinal, Carnaval também é sinônimo de ponte área. No entanto, antes de embarcar para curtir a folia é importante se atendar para tomar algumas vacinas e se prevenir durante a estadia em outros estados, principalmente aqueles que estão sob surto de algumas endemias, como febre amarela ou sarampo.

A coordenadora de Imunização da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), Ilziney Simões, alerta que o cuidado em relação as vacinações precisam também “preocupar” os adultos. Segundo ela, muitos só se preocupam com a vacinação das crianças e acaba se deixando de lado. “As pessoas adultas geralmente têm uma preocupação pela situação vacinal das crianças. Deve-se lembrar também que existe o calendário para o adulto”, afirma.

Ilziney Simões orienta que a vacinação deve ser feita com no mínimo dez dias de antecedência antes de viajar para o local considerado de risco (Foto: Portal Infonet)

Em grandes eventos como o Carnaval, por exemplo, Ilziney destaca a importância de atualizar o cartão de vacinas, primordialmente antes de se fazer uma viagem. “A pessoa precisa está atenta para saber se esse local que ela vai possui algum risco de contágio da febre amarela, sarampo, ou outras doenças virais”, destaca. “A vacina contra a febre amarela é destinada aos viajantes que vão para áreas consideradas de risco”, explica.

Para saber se a localidade que a pessoa irá é de risco ou não, Ilziney orienta fazer uma busca no site do Ministério da Saúde para analisar se o local está numa área de contágio definida pelo órgão. “Se a pessoa verificar que o município onde pretende ir é de risco, então a vacinação é necessária”, alerta.

Dica de imunização 

Ilziney orienta que a vacinação deve ser feita com no mínimo dez dias de antecedência antes de viajar para o local considerado de risco. “Esse tempo é o suficiente para que se possa produzir os anticorpos necessários para a proteção contra a doença”, diz.

Nos Blocos de carnavais

A coordenadora explica que em locais onde se há muita gente, como nos blocos, por exemplo, há riscos mais consideráveis para contrair algumas doenças virais, como Sarampo, Rubéola e Caxumba. “Nesse caso específico a transmissão ocorre por meio das gotículas de saliva que são eliminadas ao falar, tossir, respirar e espirrar”, pontua. “Essas pequenas gotículas ficam suspensas no ar e com isso as pessoas ficam suscetíveis a inalar e contrair o vírus”, completa.

Cuidados durante a folia

Para evitar contrair quaisquer um desses vírus, Ilziney alerta que repetidos hábitos de higiene, como lavar constante as mãos e fazer uso de álcool em gel podem ser ações eficazes de prevenção. “Além disso, oriento também evitar passar as mãos sujas nos olhos, rosto e lábios, e evitar falar muito próximo das pessoas”, afirma.

por João Paulo Schneider 

Comentários