Sputinik: SE ainda não sabe quantas doses receberá do Governo Federal

0
Primeiras doses do imunizante Sputnik V deve chegar ao Brasil na próxima semana (Foto: Site oficial da Sputnik)

O Governo de Sergipe ainda não sabe quantas doses da vacina russa Sputinik-V receberá do Governo Federal. Os imunizantes devem chegar ao Brasil na próxima semana, no entanto, o quantitativo de doses para o Estado dependerá do Ministério da Saúde. É que o órgão decidirá se se as doses irão integrar o Plano Nacional de Imunização (PNI) ou se serão enviados diretamente aos Estado que compraram: Sergipe, Bahia, Ceará, Maranhão, Pernambuco e Piauí.

O assunto foi discutido nesta terça-feira, 13, durante videoconferência entre o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, e o Fórum Nacional de Governadores, entidade da qual o governador Belivaldo Chagas participa.

“Sobre a Sputnik V, que tem previsão de chegada ao país neste mês, o Ministério da Saúde ainda vai decidir se as doses vão integrar o PNI. Neste caso, o Governo Federal adquiriria as doses e as distribuiria proporcionalmente entre todos os estados”, informou governador Belivaldo Chagas por meio  de post em sua rede social.

O Estado Sergipe havia assinado contrato com a intenção de compra de 400 mil doses da vacina Sputinik-V, mas a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou, neste primeiro momento, a compra de apenas  46 mil doses para o estado.

Reunião

Durante a reunião, os governadores também discutiram a antecipação da 2ª dose das vacinas Pfizer e AstraZeneca, de 90 para 60 dias, e solicitaram  um calendário semanal de entrega das doses pelo Ministério da Saúde até outubro. O Governo Federal também ficou encarregado de enviar uma nota técnica para todos os estados com recomendações e protocolos para o retorno das aulas presenciais no país inteiro já a partir de agosto.

Por Karla Pinheiro

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais