A volta dos que não foram

0

Contados às centenas, eles reapareceram há poucos dias e estão em toda a parte: são os candidatos derrotados nas eleições passadas que querem uma nova chance. Agora, tentam convencer um número maior de eleitores, sonhado com o convite para a festa de diplomação. Mais tarimbados, alguns esbanjam confiança, ditam regras para conquistar os indecisos, renegam os ‘traíras’, falam com segurança sobre como convencer cabos eleitorais e juram que “é agora ou nunca”. Qualquer hora dessas você vai cruzar com um desses candidatos, que lhe entregará um ‘santinho’ e repetirá as mesmas promessas feitas por ele na eleição passada. E vai ser assim daqui a dois anos se, novamente, eles forem derrotados no pleito de outubro.

Novo diretor

O Ipesaúde está com diretor novo. O amigo Jason Neto acaba de assumir a Diretoria de Promoção à Saúde do Instituto. "A orientação do presidente Lauro Seixas é investir em programas que previnem a saúde dos servidores públicos e seus dependentes". Jason cita como exemplo o Programa Viver Melhor, que divulga junto aos servidores a importância da prevenção e oferece serviços como aferição da pressão arterial, teste glicêmico, ginástica laboral, vacina contra a gripe, heptatite e tetâno, além de orientação sobre saúde bucal e distribuição de kits. 
Legal!

Mal contada

Por que será que coube ao candidato a governador Eduardo Amorim (PSC) assinar a ‘Nota à Imprensa’ sobre o suicídio do contador Max Alves dos Santos? Correto não seria a explicação ter sido dada pelo dublê de político e empresário Edvan Amorim (PR), para quem o suicida trabalhava há anos? Para sanar esta e outras dúvidas, a delegacia de Itabaiana apura o ato de Max, que encontrou a morte ao saltar da ponte sobre o rio Vaza Barris, a mais alta de Sergipe.

Crime cultural

A escultura do caranguejo colocada na Praia da Costa, ali na Barra dos Coqueiros, teve os olhos arrancados maldosamente. É um absurdo que mequetrefes destruam uma peça que caiu na graça popular, a ponto de ser muito fotografada por turistas e moradores daquele balneário. Felizmente, o “caranguejaço” exposto na Orla de Atalaia, em Aracaju, está sendo muito bem conservado.

Roleta russa

Será que a SMTT de Aracaju vai deixar para colocar um simples quebra-molas na rua Joventina Alves, esquina com a Euclides Paes Mendonça, só quando ocorrer alí um acidente grave? Diariamente, Os motoristas apressados têm que pisar fundo no freio para evitar colisões.

Agora é tarde

A Procuradoria Regional Eleitoral recomendou à presidência da Assembleia para não repassar as generosas verbas subvenções para instituições ditas filantrópicas. Os procuradores entendem que o repasse feito agora na campanha fere a legislação eleitoral. Só que, segundo informaram ao blog, todas as subvenções de 2014, que somaram algo em torno de R$ 1,5 milhão, já foram pagas no decorrer deste mês.

Confronto direto

O prefeito de Socorro, Fábio Henrique, e o deputado estadual Zé Franco – ambos do PDT – travam um confronto pessoal nas eleições deste ano. O primeiro quer eleger a esposa Sílvia Fontes (PDT) para a Assembleia, enquanto Zé desistiu da reeleição para apoiar a candidatura do comunista padre Inaldo. O lado que sair vitorioso em outubro próximo terá dado um largo passo para conquistar a Prefeitura de Socorro em 2016.

Sabão Omo

Uma tutela antecipada funcionou como sabão Omo para a ficha política do ex-prefeito de Capela, Manoel Messias, o ‘Sukita’ (PSB). Concedido pelo Tribunal Regional Federal da 5ª Região, o remédio jurídico suspende a inelegibilidade decretada contra ele pelo Tribunal de Contas da União. Com a ficha desencardida, o ex-prefeito acusado de lavar dinheiro público, resolve nas próximas horas se disputa uma cadeira na Assembleia.

Defesa da mãe

A jornalista Aninha Alves se apressou em desmentir que a mãe e senadora Maria do Carmo Alves (DEM) teria desistido de disputar a reeleição. A moça postou nas redes sociais que a demista segue candidatíssima. “A força dessa mulher parece estar incomodando os candidatos”, reagiu Aninha.

Comércio criminoso

O candidato a vice-governador Belivaldo Chagas (PSB) é pragmático quando se trata de compra de votos. Em recente evento, ele sugeriu aos eleitores que recebam a ajuda dos adversários, “mas votem cá que a gente agradece”. A sugestão de Chagas é a prova latente de que a compra de consciência segue afrontando a lei e desrespeitando a cidadania. Uma lástima!

Menos jovens

Apesar de o eleitorado ter crescido 5,17% nos últimos quatro anos, a participação dos jovens aptos a votar nas eleições deste ano será menor do que em 2010. Segundo a Justiça Eleitoral, enquanto no último pleito geral os eleitores com 16 anos eram 0,66%, este ano eles serão 0,34%. Já o percentual de idosos aptos a votar cresceu no mesmo período. Em 2010, os eleitores com 60 anos ou mais eram 15,29% e agora são 17,01%.

***A coluna recebeu no mesmo dia 30/07/2014 nota da assessoria de comunicação do senador Amorim, explicando a nota acima "Mal contada":

Em resposta à nota publicada na coluna de Adiberto de Souza, do dia 30 de julho de 2014, ao ter o nome de Eduardo Amorim citado, a assessoria do parlamentar informa que informações foram divulgadas de forma incorreta e maldosa sobre o fato que o senhor Max Alves dos Santos seria contador ou coordenador financeiro de campanha do candidato a governador de Sergipe, Eduardo Amorim.

Desde o momento que tais informações inverídicas começaram a ser noticiadas houve a necessidade de a assessoria buscar a devida correção para provar que Max não trabalhava para Eduardo. Assim, fez-se necessário informar que Max prestava serviços da área de contabilidade para o empresário Edivan Amorim, o qual era amigo pessoal.

Recorte de jornal

Publicado no jornal aracajuano A Notícia em 31 de agosto de 1896

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais