Congresso caixa 2

0

O Brasil assiste estarrecido o Congresso e o governo tentando aprovar, na calada da noite, um projeto para salvar os políticos que se lambuzaram com o caixa 2 das grandes empresas. O corre-corre para escapar da operação Lava Jato deixa claro que a maioria dos congressistas está envolvida até o pescoço na volumosa delação premiada dos executivos da Construtora Norberto Odebrecht. De costas para o clamor das ruas, os congressistas querem aprovar um seboso projeto lhes inocentando pela prática do caixa 2 nas esferas penal, tributária, financeira e eleitoral. A safadeza é tanta, que ninguém na Câmara Federal assume a autoria da proposta. Pior, a maioria já decidiu que a votação dessa molecagem não será nominal. Além de sujos, covardes! Ora, por que ditos representantes do povo querem esconder seus votos? Porque sabem que o eleitor não os perdoará. Não há como desculpar quem legisla em causa própria, principalmente quando o faz para impedir que a Justiça o puna por ter se lambuzado com gordas propinas pagas com dinheiro roubado do povo. Lastimável!

Bom exemplo

O deputado federal Valadares Filho (PSB) é um dos poucos na Câmara contrário ao indigno projeto anistiando quem se lambuzou com dinheiro sujo de caixa 2: “Não há como perdoar quem, ao longo dos anos, fez transações ilícitas”, discursa Vavazinho. Taí um bom exemplo a ser seguido pelos demais congressistas sergipanos.

Água no chopp

A Assembleia cancelou a sessão especial para comemorar os 100 anos do Banco do Brasil em terras sergipanas. A presidência do Legislativo entendeu não ser correto aplaudir o BB justamente quando sua direção anuncia o fechamento de 402 agências em todo o país, das quais cinco estão em Sergipe. A festa estava marcada para às 17h da próxima segunda-feira.

Cadê o meu?

E a Federação dos Municípios de Sergipe está orientando os prefeitos a colocarem o governo federal na Justiça. O objetivo é obrigá-lo a repassar às prefeituras parte dos recursos obtidos com as multas da repatriação. Os governos estaduais fizeram isso e o Palácio do Planalto os atendeu. A Federação, inclusive, já colocou dois escritórios de advocacia à disposição dos prefeitos.

Vida de gado

Crianças de Tobias Barreto dividem a modesta sala de aula com ovelhas e galinhas. Segundo denúncia do Sindicato dos Professores, o anexo da Escola Municipal Gilmara Fontes Góis, onde os alunos estudam pelo dia, serve de curral para os animais e as aves passarem a noite. Crendeuspai!

Auxílio-vergonha

Veja o que publica hoje o Jornal da Cidade: “Depois de terem recebido auxílio-moradia retroativo, agora os promotores de Justiça de Sergipe vão receber auxílio-alimentação, também retroativo. A determinação consta na Resolução 013/2016, publicada no site do MP. O auxílio-alimentação já existe no Tribunal de Justiça de Sergipe desde dezembro de 2012. Êta Brasilzão sem jeito!

Voltou atrás

Assustado com a forte repercussão negativa, o governo estadual voltou atrás na decisão de antecipar o pagamento do IPVA. Pela portaria a ser revogada, quem fosse emplacar o veículo depois do final de janeiro, seja qual for o final da placa, teria que pagar o imposto até 30 de junho de 2017. Quem desejar o desconto de 10%, porem, terá que pagar o IPVA integral até 31 de janeiro próximo. O objetivo do governo é fazer caixa para pagar a folha salarial. Então, tá!

PPP abortada

E a Prefeitura de Aracaju desistiu de fazer uma Parceria Público-Privada (PPP) para reestruturar a iluminação da capital. A medida foi muito criticada por ter sido adotada ao apagar das luzes da atual administração. Ontem, o conselheiro do Tribunal de Contas de Sergipe, Ulices Andrade, foi informado que a Prefeitura abortou o suspeito chamamento público. Ainda bem, né?

Sufoco no WC

Deputados e servidores da Assembleia tiveram muito trabalho para soltar o deputado Venâncio Fonseca (PP), preso no banheiro da sala das comissões temáticas. Por quase 10 minutos, a turma tentou abrir a porta do WC, enquanto Fonseca desmanchava-se em suor. Resolvido o problema, os trabalhos da comissão foram retomados. Cruz cedo!

Despesa suspeita

O vereador Wilson Fraga de Almeida, o “Xexeu”, terá que devolver R$ 671 mil à Câmara de Lagarto.  Segundo o Tribunal de Contas de Sergipe, quando presidiu o Legislativo, “Xexeu” pagou inscrições e diárias a servidores e vereadores que teriam participado de eventos fora do estado. O TCE constatou, porém, que os congressos eram realizados com regular frequência, nas mesmas cidades e organizados pelas mesmas empresas. Homem, vôte!

Black Fraude

Cuidado com os exagerados descontos oferecidos pelas lojas nesta sexta-feira de Black Friday. Muitos comerciantes aproveitam o evento para fazer falsas promoções visando enganar os tolos e aumentar o faturamento. Em muitos casos, pratica-se abertamente a Black Fraude, numa afronta à inteligência do consumidor. Fique ligado!

Recorte de jornal

Publicado no jornal Correio de Aracaju, em 29 de novembro de 1929

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais