Delações premiadas coautores subvenções

0

“O jornalismo é o exercício diário da inteligência e a prática cotidiana do caráter.” Cláudio Abramo.

Assim como nas investigações da operação Lava Jato, que apura corrupção na Petrobras, o blog começa a acreditar que o caso das subvenções em Sergipe pode chegar ao fim do túnel.

Só para lembrar, na semana passada o blog noticiou que por conta da ausência de várias testemunhas (através de atestados médicos) as prisões de alguns seria a melhor solução acompanhadas depois de acordos para  delações premiadas. Parabéns a juíza 1ª Vara Criminal, Jane Silva Santos Vieira, que acatou o pedido do Ministério Público. Duas pessoas foram presas  (Clarice Jovelina de Jesus e José Agenilson de Carvalho Oliveira) e outra encontra-se foragida. Eles fazem parte de uma entidade em Aracaju que recebeu cerca de R$ 2,3 milhões dos deputados Augusto Bezerra, Paulinho das Varzinhas e Susana Azevedo. Está última hoje responsável por analisar contas de gestores. Sem comentários.

É esperar que o MPE e o MPF solicitem acordos de delação premiadas, não só para estes responsáveis por associações, mas outros. O blog conhece um parente de um dos envolvidos que está desesperado. O parente vem pedindo ao envolvido para abrir o jogo e pedir proteção para toda família.

O crime está aí. Todo Sergipe não tem dúvida. Cabe aos envolvidos menores confessar o crime e delatar todos envolvidos. Tem advogado  que chama a delação premiada de traição benéfica.

Na verdade a delação serve para proteger alguns envolvidos. É preciso lembrar que os coautores neste caso ficaram com quase nada e os verdadeiros autores com quase todo dinheiro e a certeza da impunidade.

Em SE, ninguém acredita em punição. Todos tem certeza da impunidade
Em Sergipe, muita gente já foi envolvida em operações de todos os tipos, Fox, Navalha, Arremate, etc. Alguns foram presos, soltos e acabou. Ninguém fala mais nada e a impunidade reina. Quem lembra da operação Arremate? De 2011, que prendeu dezenas de empresários sergipanos? Que fim levou? Alguns desfilam nas colunas sociais e nos restaurantes como se nada aconteceu.

Magistério: lei estadual garante majoração do piso para todos, mas se despesa pessoal for inferior a 46,55% da receita corrente
O Sintese sabe que uma lei complementar (250) aprovada em julho de 2014, garantindo a retomada da carreira do magistério -onde a política de valorização assegura a majoração anual do piso nacional – só pode ser colocada em prática quando a despesa de pessoal do Poder Executivo retornar ao patamar inferior a 46,55%. Hoje a despesa encontra-se em 48,5%.

O que diz o artigo 6º da lei, aprovada com o voto de todos, inclusive Ana Lúcia
Está claro no artigo 6º da lei aprovado por todos, inclusive pela deputada Ana Lúcia.Esta Lei Complementar entra em vigor  a partir de 1º de Janeiro de 2015 produzindo efeitos para início de aquisição de direitos e pagamentos de vantagens nela previstos, a partir do 1º (primeiro) dia do quadrimestre seguinte àquele que a despesa de pessoal do Poder Executivo Estadual apurada na forma do art. 18 e seguintes da Lei Complementar Federal nº 101, de 04 de maio de 2000, retornar ao patamar inferior a 46,55% da Receita Corrente Líquida do Estado de Sergipe.

Lei Complementar não existia no governo Déda
A Lei Complementar foi solicitada pelo magistério para acabar com as sucessivas derrotas na Justiça sobre o reajuste do Piso para toda categoria. Com a lei, o piso deve ser majorado em igual para todos os professores, mesmo aqueles que recebem mais do que o piso.  O blog não tinha conhecimento dessa lei repassada por um leitor professor. Agora a mesma lei, deixa claro que o governo só poderá executá-la, quando a despesa com pessoal for inferior a 46,55%, o limite prudencial da LRF.

É hoje, 19, palestra sobre a realidade do Velho Chico
O Movimento de Mobilização da Sociedade Civil pela Revitalização do Velho Chico vai realizar  hoje, 19, às 19h, no auditório do

 Sindicato dos Bancários de Sergipe, uma palestra (com um amplo debate após)  do professor Luiz Carlos Fontes sobre a realidade do rio São Francisco.

Frustração geral na reforma política
Mais uma vez as expectativas do povo brasileiro quanto à reforma política frustram-se por completo. Discutida a toque de caixa e repique de sino apenas pelos parlamentares – deputados federais e senadores – em seu bojo estão inseridas sugestões que não tocam nem de leve em temas relevantes, limitando-se, de forma flagrante, a preservar as benesses de que já são beneficiários os próprios políticos.

Frustração geral na reforma política II
A duração do mandato de senador é bem um exemplo disso. O relator da matéria chegou a propor 10 anos (atualmente, oito anos). A maioria, evidentemente, está a favor da manutenção das contribuições privadas. Em tempo: o "distritão", se passar, só aumentará as chances de eleição dos detentores de maior poder econômico, enquanto favorecerá à extinção dos pequenos partidos.

“Discursão” Vazio
Inacreditável, mas é verdade. Na tarde de ontem, a TV Câmara permaneceu, durante toda a cobertura que fazia de mais uma reunião da Comissão Especial da Reforma Política, com a seguinte legenda ilustrativa: DISCURSÃO E VOTAÇÃO DO TEXTO FINAL. De fato, o que se ouvia era um discurso (grande e vazio) e não uma DISCUSSÃO sobre determinado tema. A sessão era presidida por Rodrigo Maia (DEM/RJ). Sobre assunto de fundamental importância para o nosso país, o presidente da Câmara já confirmou que a votação será fatiada, ou seja, dividida em fatias. Também foi possível notar um parlamentar tirando um cochilo reparador, e ainda alguns manuseando seus smartphones.

Vereador demista homenageia sindicalista comunista
O vereador Vinicius Porto (DEM), presidente da Câmara de Aracaju, apresentou projeto de lei denominando uma das ruas do conjunto Vitória da Resistência (Lamarão) com o nome do sindicalista José Souza, ex-presidente do Sindicato dos Bancários de Sergipe.

Vereador demista homenageia sindicalista comunista II
Vinicius Porto disse que a homenagem  e ao homem, ao ser humano e ao lutador de uma categoria importante para o desenvolvimento de Aracaju. “Souza era filiado ao PCdoB, nunca votou em mim, mas o que realmente importa é o reconhecimento pelo parlamento municipal da luta por um ideal que Souza sempre abraçou”, destacou Porto.

Pastelaria rasga asfalto e Emurb não faz nada
O blog recebeu um e-mail com assinado por alguns moradores da rua 43, no conjunto JK, denunciando que uma pastelaria rasgou o asfalto e fez uma ligação clandestina para um bueiro situado no canteiro central da rua. Segundo os moradores foi quebrado o meio-fio, deixando o barro à vista. A Emurb foi avisada e nenhum fiscal apareceu.

Adpese irá comemorar Dia Nacional da Defensoria Pública
Para comemorar o Dia Nacional da Defensoria Pública, hoje, 19, , a Associação dos Defensores Públicos do Estado de Sergipe – ADPESE vai promover diversas atividades para os seus associados.    A programação ocorrerá no Hotel Mercure, a partir das 09h, com duas palestras. A primeira terá como tema “A importância da Defensoria Pública na construção de um sistema de Justiça Democrático” e será proferida pelo Juiz de Direito, Marcelo Semer, que atua na 10ª Câmara de Direito Público do Tribunal de Justiça, em São Paulo. Ele também é Mestre de Direito Penal na USP e responsável pelo blog Sem Juízo, entre outras coisas.

Parceria para implantação de indústrias
Os prefeitos , Amintas Diniz (Neopolis), Maria Gracinha (Itaporanga D’Ajuda), Gervásio Moura (Siriri), Jefferson Santana (Maruim), Jean Carlos (Boquim) e José Américo (Propriá) estiveram ontem, 18, na Codise, onde discutiram com o presidente do órgão, Sérgio Reis parcerias para implantação de  pequenas, médias e grandes indústrias na região.

Capacidades
Segundo o presidente da Codise, Sérgio Reis, durante a visita os prefeitos explanaram as capacidades produtivas, como as potencialidades que cada cidade obtém. Informou ainda que os gestores municipais tem a pretensão de doar áreas para a Codise para que a Companhia possa, por sua vez, construir alguns galpões facilitando o ingresso de novas indústrias nessas regiões. Algumas dessas indústrias serão no setor de Agro Indústria e a grande maioria no setor de fertilizantes e petróleo.

Coletânea
A coletânea de artigos "1964: 50 anos depois. A ditadura em debate" organizados pelo historiador Grimaldo Carneiro Zachariadhes foi entregue ao secretário da Casa Civil do Governo da Bahia, Bruno Dauster, com autógrafo do governador de Sergipe, Jackson Barreto.  O livro foi editado pela Edise (Editora Diário Oficial de Sergipe),

Momentos
Ao receber o livro, o secretário Bruno Duaster transmitiu, através do presidente da Imprensa Oficial da Bahia, Luiz Gonzaga Andrade, o agradecimento ao governador de Sergipe, lembrando momentos da vida política brasileira durante o regime militar, com a instauração da ditadura em abril de 1964, que se estendeu até o ano de 1985.

Aconteceu em Santanápolis, Será lançado amanhã, 20
O desembargador e professor aposentado, Artur Oscar de Oliveira Déda, lancará amanhã, 20, às 19h, no Museu da Gente

 Sergipana o Livro, Aconteceu em Santanápolis, um romance. Veja o que escreveu o jornalista Luiz Eduardo Costa sobre o assunto: “O Romancista que foi juiz – Artur  Oscar de Oliveira Déda,  desembargador e professor aposentado, deu um tempo ao Direito, ciência que o fascinou desde a adolescência, e dedicou-se mais à literatura, coceira que coça com satisfação imensa, e que agora, na quase inatividade, se tornou mais forte. Jornalista com presença eventual na imprensa sergipana, Déda, é cronista  de prosa leve e atraente. Agora, ingressou com o pé direito  e coceira mais intensa ainda na seara do romance,  e o seu primeiro produto, que é primoroso , ele estará a revelá-lo  dia 20, a partir das 19 horas, no Museu da Gente Sergipana. Aconteceu em Santanápolis, é o livro que os ledores, em busca de boas novidades, não poderão deixar de ler. A capa criativamente bonita  e inovadora, é de autoria do arquiteto Ézio Déda.”

Transparência pública
O Governo do Estado de Sergipe conquistou a quarta melhor colocação entre os Estados brasileiros com maior transparência pública e a segunda posição na região Nordeste. Pela metodologia, Sergipe alcançou a nota 9,31, de uma escala de 0 a 10, ficando atrás apenas dos estados de São Paulo e Ceará – que tiveram nota máxima, e do Paraná, com 9,72.O índice, aferido pela Controladoria-Geral da União (CGU).

Orgulho
“Como gestor, fico orgulhoso de Sergipe figurar entre os quatro estados mais transparentes do Brasil. A lisura na administração pública é importante para a consolidação da democracia no país. Nosso estado foi destaque nacional no levantamento feito pela Controladoria Geral da União (CGU), isso nos motiva e nos orgulha”, comemora o governador Jackson Barreto.

Funasa entrega computadores
A Funasa realizou ontem, 18, a entrega de microcomputadores aos 30 municípios que firmaram convênio com a Fundação e o Instituto de Tecnologia e Pesquisa (ITP/Unit)  para a elaboração dos Planos Municipais de Saneamento Básico PMSB. O evento aconteceu no auditório da Funasa e contou com a presença de prefeitos, técnicos dos municípios, do ITP e do Núcleo Intersectarial de Cooperação Técnica (Nict/Funasa).

Módulos
Os municípios com população superior a 15 mil habitantes foram contemplados com 2 micos, todos com software específico para auxiliar os técnicos do ITP/Unit e dos municípios envolvidos no trabalho de elaboração PMSB. O documento, com prazo de 10 meses para ser finalizado, é realizado por módulos, que abrangem 11 produtos a serem elaborados pelos gestores e técnicos.

PMSB
De acordo com a lei n°11.445/2007, até o final de 2015, toda prefeitura deve elaborar seu Plano Municipal de Saneamento Básico, abrangendo as áreas de abastecimento de água potável, esgotamento sanitário, manejo de resíduos sólidos, drenagem e manejo das águas pluviais urbanas. Sem o PMSB, os municípios não poderão receber verbas federais destinadas a projetos de saneamento básico.

Cortella faz palestra em Aracaju
No dia 27 de maio, a partir das 19h30, o filósofo Mario Sergio Cortella estará em Aracaju, no Teatro Tobias Barreto, onde fará uma palestra com o seguinte tema: “Ética, indivíduo, sociedade e empresa”. Nesta palestra, o escritor vai destacar os aspectos éticos que envolvem as pessoas, a sociedade como um todo e as empresas. Esta é a primeira vez que o filósofo vem a Sergipe em uma palestra aberta ao público.

Cortella faz palestra em Aracaju II
O evento é uma realização da Rede RM, Assessoria, Comunicação e Eventos, Taissa Amorim e IMP Consultoria. Os ingressos para a palestra podem ser adquiridos nas livrarias Escariz. Para mais informações, acesse: http://www.impconsultoria.com.br   ou ligue para: (79) 8819-6158 / 9153-1269.

Programação especial
Para celebrar a 13ª Semana de Museus, a Funcaju preparou uma programação especial entre os dias 20 a 22 de maio. A atividade abre com a exposição “Danças e Folguedos” e o lançamento do livro “Dicionário da Religiosidade Popular”, de Frei Xico, no dia 20. Já nos dias 21 e 22 o público poderá participar da “1ª Jornada de Estudos Cultura Popular e Sustentabilidade”, pela manhã, e a “Mostra Audiovisual da Cultura Sergipana”, à tarde. Toda a programação é gratuita e acontece no Centro Cultural de Aracaju.

Sucesso!
O Hapvida é um case de sucesso no setor de saúde suplementar no Brasil. Mesmo em meio a crise enfrentada pelo país, o Hapvida cresceu, no varejo,no primeiro trimestre de 2015,  16% em relação ao mesmo período de 2014, com tendência de alta. Só em março deste ano, o crescimento foi de 20%. As vendas no varejo chegaram a 76 mil, sendo mais de 2.500 mil só em Aracaju.

Servidores estaduais: crédito Banese, através caixas eletrônicos e Internet Banking
O Banco do Estado de Sergipe (Banese) está disponibilizando, para os servidores públicos estaduais, a opção de obtenção do Crédito Rápido Salário através dos caixas eletrônicos e pelo sistema de Internet Banking da instituição. Segundo o banco, através desses canais de autoatendimento, os servidores podem obter crédito rápido, fácil e sem burocracia.

Modalidade
O Crédito Rápido Salário é uma modalidade de empréstimo pessoal do Banese destinada a cliente servidor público que recebe salário através de crédito em conta corrente do banco, mediante convênio firmado com os órgãos.O dinheiro da contratação é creditado na mesma hora. As taxas de juros e os prazos para pagamento dos empréstimos variam conforme o perfil do cliente e o seu relacionamento com o banco. O Banese recomenda que o cliente, antes de contratar a operação, consulte as condições do produto e verifique se elas se encaixam no seu orçamento familiar.

Dia Mundial da Internet
Entre os dias 14 e 22 de maio, o portal de cursos livres da Estácio ? Você Aprende Mais ? fará campanha em comemoração ao Dia Mundial da Internet. Durante a semana da promoção, todos os cursos online estarão com até 90% de desconto. Ao total, mais de 240 cursos estarão disponíveis a partir de R$ 4,79. Dentre eles os das categorias Direito, Tecnologia, Gestão, Marketing, Finanças, Meio Ambiente, Educação, Saúde, Gerenciamento de Projetos, Atendimento e Outros. O curso de espanhol para brasileiros também será contemplado com o desconto. Para mais informações e inscrições, basta visitar o site http://www.voceaprendemais.com.br/ . Todos os cursos do portal têm chancela da universidade.

A delegação de Sergipe vitoriosa no III III Nacional de Artes Marciais  Escolares Educativas                                 

Ontem, 18, o blog destacou que Sergipe, através da  Federação Sergipana de Karatê Escolar – Feseke, fez bonito no III Nacional de Artes Marciais  Escolares Educativas, realizado em Olinda (PE) no último fim de semana. O campeonato teve cerca de 270 atletas de 10 estados e dois países convidados. Sergipe ficou em 5º Lugar geral. Os atletas: Gustavo campeão kata e kumite ; Thiago Loeser(salesiano) vice campeão de kata; André (salesiano ) vice campeão kata equipe , vice campeão kumire e terceiro em kata, Emerson Thaislan vice campeão kumite campeão e vice campeão kata, Gabriel terceiro no kumite; Camila terceiro no kata e terceiro no kumite; Anderson vice kata equipe , vice em kata e terceiro em kumite; Guilherme terceiro em kata equipe.

PELO TWITTER

www.twitter.com/JoseRaimundos  Se só prenDer os bodes expiatórios de nada adiantará.

www.twitter.com/palmeriodoria Já tem nome o futuro programa de FHC na GloboNews: "Abraçado ao meu rancor".

www.twitter.com/WilliamFonseca  Se você tem saúde e paz, já tem o principal. O resto você conquista, espera, aceita, agradece.

www.twitter.com/jrobertotgomes  A atávica hipocrisia nacional é a mães de todos os corruptos brasileiros…

www.twitter.com/ffariajr  Pedir para apresentar contra-cheque de assessor que trabalha é injusto. Porque não pede para professor voltar a sala de aula?

www.twitter.com/emirsader  Lula vai às ruas: sai para percorrer o Brasil inteiro.

NOTA  CONVENÇÃO COLETIVA 2015/2016 / Sindicato Radialistas

Resumo da segunda rodada da negociação 2015/2016 – 18/05/2015.
Ocorreu na tarde desta segunda-feira (18) na Superintendência Regional do Trabalho e Emprego em Sergipe – SRTE, no Calçadão da João Pessoa, a segunda rodada da negociação para a convenção coletiva dos trabalhadores nas empresas de rádio e televisão.
Em resumo (e bem resumido) a reunião da tarde desta segunda-feira (18) serviu apenas para os patrões pedirem mais tempo para análise da nossa contraproposta e reafirmarem o discurso de todos, (TODOS!), os anos: ‘tá difícil; é a situação econômica; é a carga tributária…
Desta vez os representantes dos donos da mídia sergipana não trouxeram nenhuma contraproposta, eles alegaram que não houve tem hábil para reunir os prepostos, com isso foi marcada a terceira rodada da negociação, desta vez para o dia 03/06/2015 também na SRTE.
Esperamos sinceramente que hajam avanços, pois, a categoria está cansada de ter apenas correção inflacionária e nenhum ganho real significativo. Esperamos também que analisem as nossas reivindicações sociais, o radialista sergipano recebe hoje cerca de um salário mínimo e meio (R$1.205,25) e mais nenhum tipo de ganho extra. Essa é a realidade e é vergonhosa! Enquanto as rádios e as TV’s faturam alto ano após ano, crescendo muito (MUITO MESMO!) acima do PIB nacional, o radialista vê com tristeza a cada ano, o seu salário se aproximando do piso nacional, o popular salário mínimo (o nosso piso chegou a ser equivalente a quase quatro salários mínimos).
Os representantes dos operários da comunicação solicitaram ao mediador que constasse em ata que a classe aprovou por unanimidade na última assembleia o Estado de Greve.
O SINDICATO SOMOS TODOS NÓS!
STERTS – É Luta!

Fernando Cabral
Presidente do STERTS

DO LEITOR

Resposta professor artigo de ontem do blog sobre greve e o Sintese
Do Professor Lúcio Ferreira:  “Sou um leitor assíduo do seu blog e te parabenizo pelo excelente trabalho que desenvolve, infelizmente mais uma vez me deparo com uma análise equivocada e até certo ponto covarde quando o senhor resolve escrever sobre a educação no estado de Sergipe. Das vezes anteriores tentei não me manifestar, mas devido a circunstância atual me acho no direito de respondê-lo, com todo o respeito tenho a convicção clara de que existe diversos problemas nas suas argumentações, além de uma falta de sensibilidade enorme.
Senhor Claudio, tecer críticas a um movimento legítimo argumentando sobre o salário de professor A ou B é no mínimo desleal, primeiro que sobre o contracheque do professor citado já foi desmascarado e segundo que não faz sentido acreditar que o salário de uma parcela mínima de professores ( o que o estado não especifica por que ser tal valor) seja considerado suficiente, a grande maioria dos professores, onde eu me encontro recebem um salário de 2,200 reais, como o senhor brilhantemente utilizou do portal da transparência pode conferir, se professores recebem mais que isso é mais do que justo, já que a valorização profissional aceitavelmente passa pela valorização salarial, e não só. Pois senhor Claudio, o que está sendo exigido além do aumento de 13,01% instituído pelo MEC é uma melhora na qualidade da Educação de forma geral, com reformas das escolas, com uma discussão sobre a violência que é latente. Senhor Claudio é uma ilusão da sua parte achar que a qualidade das escolas públicas é medida por índices de avaliação externos, o senhor utiliza de forma massiva o IDEB como referência, também pode utilizar o PISA onde o Brasil não é bem colocado, ou o mesmo IDEB para dizer que as escolas particulares de Sergipe são péssimas, mas para quem conhece, estuda e vive a educação tem a plena certeza de que nenhum dessas provas realmente constatam a qualidade de um sistema educacional. Existe influências do FMI, Banco Mundial e outros organismos mundiais que posicionam os objetivos do sistema a uma visão meramente economicista onde a verba se dá por aluno, um aluno se transforma em um número, e isso senhor Claudio, quem vive a escola pública, quem constrói a escola pública não aceita. Senhor Claudio faz tempo que as mazelas da educação que são históricos recaem no colo dos professores, nos tornamos pontas-de-lança, será que quando se mede o IDEB tem a clareza de que nós trabalhamos com alunos que vivem em zonas de risco, que as drogas, a gravidez precoce, a violência, desemprego e a falta de estrutura familiar é constante? Esses problemas são levados em consideração pelo governo do estado e pela opinião pública? A educação hoje transcende o sinônimo escolarização, as escolas se tornaram centros sócio-culturais e nós professores, apesar de não sermos preparados para tamanha responsabilidade, não nos omitimos. Porém senhor Claudio, sozinho nós não conseguiremos. A sociedade de forma geral tem que parar de se omitir, o governo do estado, a imprensa, devem parar de se omitir.
Não existirá qualidade de ensino se todos os outros atores continuarem se omitindo, então senhor Claudio, sua crítica também se torna vazia quando o senhor não lê a pesquisa que indica o Brasil como o terceiro pior país quando se refere a pagamento de salário do professor e quando esquece de ler o PNE onde tem entre suas metas a valorização salarial do professor até equiparar seu salário a outras profissões de nível superior. Nossa luta é mais do que legítima, a greve pela sua interpretação é agressiva, mas muito mais agressiva é a omissão da sociedade e do poder público para com a educação. A greve é um mecanismo conquistado historicamente e é a arma do trabalhador para combater as injustiças, e tenha toda certeza que a forma com que se tratam os professores nesse país, com raras exceções é injusta.
Em relação a minuscula parcela de professores que cometem algum desvio de conduta, tal como o senhor sempre exige cobrança, que fique claro que os professores não compactuam e não fazem corporativismo, senhor Claudio, apenas não utilize da estratégia de querer fazer com que esses poucos representem toda uma classe responsável. Não caia nessa ilusão de que a opinião pública irá aceitar tal argumento. Nenhuma profissão tem uma conduta única das pessoas, temos problemas em todas. Um desvio de conduta de um policial representa a corporação por inteiro? um médico irresponsável representa todos os médicos? temos certeza que não.
Senhor Claudio, me despeço cordialmente, apenas me identificando, meu nome é Lúcio Alberto Lima Ferreira, sou professor do estado de Sergipe desde 2012, trabalho na cidade de Neópolis. Sou daquelas pessoas que realmente amam ser professor e lutam para uma melhor educação, tal como a  ampla maioria dos meus colegas que vejo e acompanho no chão da escola tentando construir uma perspectiva diferente de mundo que seja menos desigual, defendemos uma escola pública que consiga realmente exercer seu papel de formar pessoas dignas. Nossa luta é justa e a sociedade de forma geral compreende isso.“

Blog no twitter: www.twitter.com/BlogClaudioNun   

Frase do Dia
“Os teus atos, e não os teus conhecimentos, é que determinam o teu valor.” Johann Gottlieb Fichte, filósofo alemão, nasceu em 19 de Maio de 1762 e morreu em 1814.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários