E as chuvas botaram prá quebrar…

0

Há tempos, e põe tempo nisso, não se via tanta chuva nessa cidade de Aracaju. Chove praticamente há uma semana, Os pequenos intervalos sem chuva são logo complementados por vários torós, ou seja por chuvas fortes e longas rajadas de vento. A cidade fica então tomada por água que, na prática, não tem para onde escorrer. As já estreitas ruas de Aracaju parecem ficar ainda mais estreitas porque restam apenas uma nesga de rua para que os carros possam trafegar, jogando água por cima dos pedestre. Em qualquer lugar que você for, o panorama é o mesmo. No centro da cidade ruas que historicamente ficam cheias ao menor som de uma chuva mais grossa, agora encheram mesmo prá valer. Muitos não puderam chegar ao local do trabalho, outros chegaram encharcados porque era impossível desviar-se dos grossos pingos de chuva. Não, definitivamente nunca se viu em Aracaju, por tanto tempo, chuva tão forte, ventos tão imoderados. Aracaju parece ter sido a cidade mais castigada por essas chuvas tão fortes, mas elas ocorreram em todo o Estado. Felizmente não houve notícias de transbordamento de rios o que tornaria a calamidade maior ainda. O Serviço de Meteorologia, incapacitado de fazer alguma coisa, limitava-se a informar que “amanhã vai chover mais ainda”. E toma água, e tome chuva! O tempo esfriou um bocado e só com muito agasalho o frio parava…

Albano relembra João Oliva Alves

O ex-governador Albano Franco continua a ser um contumaz colaborador da Imprensa sergipana escrevendo artigos que ele publica sempre aos domingos. O último deles foi dedicado ao escritor e jornalista João Oliva Alves, que faleceu aos 97 anos há poucos dias atrás. O dr. Albano Franco relembra, com visão critica, os livros que ele escreveu e muitos dos artigos que publicou ao longo dos anos nos inúmeros jornais locais. Diz Albano: “A Operação Nordeste , lançada pelo presidente Juscelino Kubitschek, que redundou na criação da Sudene, foi por ele, saudada como um passo importante para a redução das desigualdades regionais. A questão do subdesenvolvimento sempre esteve presente nos seus muito bem escritos textos”. “Sobretudo a Imprensa” é sem dúvida um documento muito em articulado de uma época de profundas transformações na história de Sergipe e do Brasil. Deveria ser adotado nos cursos de História sergipana das universidades locais”.

Morre sociólogo que fundou o PT

O PT local não fez nenhum comentário a respeito do sociólogo Francisco de Oliveira, que Lula costumava chamar de frei Chico. Mas, Chico Oliveira não morria de amores por Lula, a quem rotulava de crápula e não reconhecia o seu trabalho operante a história. Foi um dos fundadores do PT, mas depois tomou rumo próprio.

Recital de Canto e Piano

“Vozes para o Infinito – Recital de Canto e Piano”, com a sergipana Marília Teixeira, soprano e Achille Picchi, pianista, estará em cartaz nesta próxima quarta-feira, 17 de julho, as 20h30, no Teatro Atheneu. No roteiro canções e árias de ópera brasileiras e estrangeiras. Cantora lírica, advogada, pós-graduada em Direito Processual Civil e mestra em música, Marília Teixeira é a atual Presidente da Associação Brasileira de Canto e coordenadora do departamento jurídico do Instituto Salto Quântico para onde será revertida 50% da renda dos ingressos, cujo valor é de R$ 80. Marília já recebeu diversos prêmios e homenagens nacionais e internacionais; participou de duas edições do Festival de Ópera do Paraná como Diretora Pedagógica e organizou em 2015 o primeiro festival Internacional de Canto de Curitiba. Os ingressos estão sendo vendidos na bilheteria do Teatro, de terça a domingo, das 12 as 19h e na loja Hitz, do Shopping Jardins.

Recital revive os Beatles

O espetáculo Beatles 4Ever será apresentado dia 27 de julho as 20h, no Teatro Riomar Aracaju. O show é marcado pela fidelidade como que os integrantes apresentam a história dos quatro rapazes ingleses. Todas as roupas e adereços são réplicas fiéis dos figurinos que os Beatles usavam na época. A maioria dos instrumentos é similar aos instrumentos usados por eles, o que torna a sonoridade idêntica as gravações originais. Os ingressos estão à venda na bilheteria do Teatro. O show cota com detalhes a trajetória dos Beatles . A apresentação começa com a fase da beatlemania, quando os Beatles usavam seus elegantes ternos e um corte de cabelo revolucionário para a época. Um telão e uma trilha sonora ilustram a história contada de forma cronológica e levam o público a uma viagem no tempo, relembrando músicas que marcaram suas vidas e emocionando a todos.

Comentários