Incidente em Tapiró

0

O povoado Deus Te Dará a Paga, até hoje comenta esse caso. Para uns, estranho, para outros, explicável. O leito do rio Calmo, como o nome bem define, sempre corre lento, atravessa campos até encontrar um rio maior. Certo dia, um morador do pacato povoado, olhou assustado: boiavam pelas águas do rio três corpos de homens, todos de rostos para cima, vestidos de terno e gravata. Chamou outras pessoas, inclusive a polícia e o médico, que retiraram os corpos, colocando-os, lado a lado, deitados na grama. Estão mortos, disse o médico. Constatou o óbvio.

 

Quando o vendedor Paracelso chegou foi que o espanto aumentou: conheço todos eles, são da cidade de Tapiró, perto daqui. Eles só andam assim, de ternos amarelos e com gravatas pretas. Logo enviaram um portador a Tapiró e colocaram os corpos em cima de uma grande mesa.

 

Quem são? O que aconteceu? Espanto. Os moradores ficaram mais apavorados, quando o portador chegou de carro e com uma autoridade trazendo consigo três homens, vestidos de terno e igualzinhos aos mortos. Esses homens moram em Tapiró e são pessoas de respeito, disse a autoridade. E estão vivos, mas o que estão fazendo seus corpos, já mortos, aqui? Eu é que pergunto: se eles estão mortos aqui, o que estão fazendo vivos em outro lugar? – falou a autoridade do povoado.                  

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários