MEDICINA E NEGÓCIOS

0

Quer ganhar uma viagem de 5 dias para Fernando de Noronha com hospedagem e acompanhante? Basta acumular 667 pontos. Ou prefere San Carlos de Bariloche, na Argentina, nas mesmas condições. Nesse caso você vai precisar de 1.333 pontos. Agora, se optar por Gramado, ali nas Serras Gaúchas, a pontuação é maior, 1.666 pontos. Com 667 pontos poderá desfrutar das maravilhas do SPA SALUTE BAHIA, localizado na Linha Verde, com direito a acompanhante, durante 10 dias. Que maravilha! Vocês vão voltar nos “trinques”. No entanto, se for mais ousado, se optar por conhecer as maravilhas do Tahiti, terá que acumular 2.000 pontos. Afinal, você merece conhecer esse paradisíaco lugar.

Se o seu negócio não é viagem, existem então outras alternativas. Que tal um home theater com projetor de cinema? 2.666 pontos. Para ganhar uma TV de plasma, que está na moda, serve a mesma pontuação anterior. Você escolhe. Se for menos ambicioso, do tipo que fica satisfeito com pouco, pode optar por uma jantar no Trapiche Adelaide, com acompanhante. Basta acumular 70 pontos. Só tem um problema: de Aracaju para Salvador, onde está localizado o restaurante, a viagem é por sua conta.

A casa está precisando de eletrodomésticos, chegou uma grande oportunidade: uma geladeira, 500 pontos; um fogão de seis bocas, 500 pontos ou coisas mais simples, como por exemplo um telefone sem fio, bastam 83 pontos ou uma modesta TV de 20 polegadas, sem tela plana: 166 pontos. Ufa, que maravilha!

Agora você está doido para saber como pontuar. Juro que não é através do Bom Clube, nem do Smile da Varig (arre!). Primeiro, só pode participar quem for médico. De preferência clínico ou endocrinologista. O processo é simples, é por “uma boa causa e busca propiciar uma melhor qualidade de vida para as pessoas”. Que programa tão humanitário associa levar bem estar às pessoas a acumular pontos para serem convertidos em benefícios pessoais? Isso existe?

Atenção, Conselho Regional de Medicina e  Ministério Público de Sergipe. O programa existe sim e responde pelo elegante nome de SMILES DOCTOR. No documento que me chegou às mãos, o Programa de Relacionamento Smiles Doctor é um benefício destinado exclusivamente aos “médicos parceiros” da ANOB – Associação Nordestina de Obesos. Segundo o mesmo documento, a “intenção deste trabalho é oferecer condições adequadas para o tratamento da obesidade, buscando qualidade de vida para as pessoas”. 

Dessa forma, o médico que encaminhar um gordinho ( atenção: o IMC – índice de Massa Corporal  tem que estar acima de 40, isso é, na faixa da obesidade mórbida, aquele gordinho bem gordinho mesmo) para a tal associação com o propósito de buscar o internamento e conseqüente tratamento cirúrgico, ganha pontos. Basta mandar somente um, já está ganhando pontos, ou seja, já garante um jantarzinho na Cantina Cortille ou um jantar no Boi Preto, para duas pessoas. Todos os locais ficam em Salvador. Não sei se já existe algum restaurante credenciado em Aracaju, se souber eu aviso, pelo menos não haverá a necessidade de deslocamento para outro Estado.Isso quer dizer que a partir de 1 indicação efetivada, isso é, o paciente tem que internar para poder pontuar, você já sai ganhando.

Ah! E tem mais: a depender do plano de saúde da pessoa, a pontuação pode ser mais ou menos valorizada. Se o plano da Saúde for CAMED (Caixa de Assistência dos Funcionários do Banco do Nordeste), GEAP (servidores públicos federais), Assefaz (servidores da Secretaria da fazenda), contidos no grupo A, cada paciente indicado vale 133 pontos. Se for do grupo B, usuários da CASSI (Banco do Brasil), Unimed, Casseb, IPES e Medial, cada paciente vale menos: 100 pontos. Agora, usuários da OAB, Golden Cross, Petros, Previna, que são do Grupo C, cada paciente encaminhado somente 66 pontos. A turma deste grupo realmente está muito desvalorizada…

Deixando a irreverência de lado, este Programa Smiles Doctor seria hilárico se antes não fosse trágico. Revela a  relação perversa entre empresas, prestadores hospitalares e médicos que se colocam à disposição para esse tipo de “negócio”. Trata-se de uma distorção grave do sistema de saúde ao auferir prêmios a quem encaminhar pacientes obesos para tratamento cirúrgico e para esses SPA’S da vida. Urge que o Conselho Federal de Medicina e o Ministério Público atuem de imediato para coibir essa prática imoral e antiética. Para facilitar o trabalho, informo que a Associação Nordestina de Obesos tem sede na Avenida Tancredo Neves, 1485, Caminho das Árvores, Ed.Esplanada Trade Center – sala 402, Salvador, Bahia – CEP 41820-021, mas está atuando fortemente por aqui. O telefone, infelizmente, eu não consegui.


 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais