Missão X Retaliação

0

 

    Por conta da falta de uma ação concreta na área social deixada pelos diversos governos que passaram pelo Brasil nos últimos anos, surgiram diversas instituições – cada uma com sua forma de ação – tentando minimizar o sofrimento das populações carentes. Muitos destes projetos não são meramente assistencialistas, mas foram concebidos para viabilizar a inclusão social de diversas famílias que estavam à margem da sociedade. É um compromisso adotado por pessoas de diversos segmentos da sociedade, que através de alguma ONG ou OSCIP vem mudando o dia-a-dia de milhares de brasileiros. Neste contexto surgiu no Brasil, em 1998, a Missão Criança através de uma idéia do atual senador Cristovam Buarque (PDT). A Missão Criança não é uma ONG, mas uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP), não-governamental e sem fins lucrativos, voltada ao combate a todas as formas de pobreza e exclusão social, especialmente por meio de investimentos na área de educação.

  Há mais de quatro anos a Missão Criança desembarcou em Aracaju através da então primeira-dama, Eliane Aquino, que iniciou o trabalho social sem chamar a atenção, mas de forma séria e buscando parcerias com diversas empresas sergipanas. Um alerta aos puxa-sacos de plantão: pessoalmente este jornalista não conhece Eliane Aquino e, por isso, tem a tranqüilidade para analisar os fatos ocorridos nos últimos dias envolvendo a instituição Missão Criança, onde a ex-primeira-dama atuou nos últimos anos.  Algumas perguntas para os críticos de plantão. Quantas vezes, nos cinco anos do governo Déda a primeira-dama apareceu nos meios de comunicação? Quantas vezes ela apareceu nas colunas sociais, em festas e eventos, típicos da posição da primeira-dama? Foram raras as aparições de Eliane, que apesar de ser fotojornalista, parece detestar aparecer na mídia. Talvez seja adepta do ditado de que “jornalista é para fazer notícia e não ser notícia”.

   Quando surgiram matérias publicadas na Folha de São Paulo questionando os recursos enviados pela Petrobras a Missão Criança este colunista foi procurar mais detalhes sobre a instituição. Descobriu, por exemplo, que é realizado um trabalho não apenas assistencialista – com a adoção de famílias pela entidade em parceria com a iniciativa privada – onde é direcionado para  um salário mínimo para cada uma delas. Só que a família recebe a metade e a outra metade é usada na capacitação profissional. Essa capacitação é feita em várias áreas. Sem falar nos projetos nas áreas cultural, esportiva e de lazer.

  Um destes parceiros, procurado por este jornalista, o empresário Adierson Monteiro, relatou que a Progresso foi a primeira empresa a fazer parceria com a Missão Criança há quatro anos. A Progresso também tem parcerias com outras organizações como a Casa Maternal Amélia Leite, o Centro Social Padre Luiz Lemper, a Caixa das Gestantes, a Escolinha Zebra, entre outras.  “É um trabalho sério onde o resultado é concreto, tirando as famílias da marginalidade e dando oportunidades de capacitação”, disse. Para Adierson a Missão Criança não precisa de defesa já que não foi acusada de fazer nada errado, apenas porque tem um convênio com a Petrobras. “Sou testemunha que esse projeto, em parceria com várias outras empresas privadas vem resgatando a dignidade de várias famílias”, alertou. Um dos produtos confeccionados pelas famílias do projeto é o artesanato patchwork, famoso em todo o mundo.

  Mais uma vez, sem chamar a atenção, Eliane Aquino, antes das eleições se afastou da Missão Criança, para que não especulasse qualquer vinculo político-eleitoral. Agora, no intuito de tirar da Petrobras um representante do Nordeste (é esse o objetivo dos políticos do sudeste com o apoio de alguns nordestinos como ACM) começaram um verdadeiro bombardeio contra as administrações de Sérgio Gabrielle e do seu antecessor, José Eduardo Dutra. Nesta hora são deixados de lado qualquer tipo de escrúpulos e a ordem é atingir a todos sem distinção. E, tentam macular a imagem de uma entidade séria como a Missão Criança apenas com fins políticos-eleitorais.

  Esquecem que todos recursos repassados para estas organizações, através das empresas estatais passam por uma rigorosa auditoria para saber da real aplicação dos recursos públicos. Neste caso, como são recursos federais, a Missão Criança tem que prestar contas ao Tribunal de Contas da União. Porém, para os políticos de plantão, preocupados apenas em atingir “a bola da vez”, não importa o trabalho realizado. O discurso demagogo vale mais do que as ações concretas do dia-a-dia. Esquecem que esses discursos podem, na pratica, prejudicar um projeto que vem mudando a vida de centenas de famílias aracajuanas. Fica aqui a solidariedade de quem sabe criticar quando existe fundamentação, não só para a ex-primeira-dama, Eliane Aquino, mas a todos que fazem a Missão Criança em Aracaju. Será que as criticas exacerbadas que surgiram em Sergipe não são por receio que este trabalho de Eliane Aquino possa ser estendido a todo o Estado caso ela assuma o comando da área social do governo estadual? Fica a pergunta para reflexão e a certeza que, esse espaço, será o primeiro a denunciar quando realmente aparecer alguma irregularidade não só na Missão Criança, mas em qualquer organização que receba recursos públicos.

 

 

Ainda sobre o almoço de Lula com governadores

Duas notas publicadas na coluna Painel da Folha de São Paulo de hoje: “Genético 1. O único momento saia justa do almoço dos governadores aliados a Lula, anteontem em Brasília, foi provocado por Cid Gomes (PSB), do Ceará. Ele se queixou da disposição dos colegas à mesa. Marcelo Déda (PT-SE), Wellington Dias (PT-PI) e Jaques Wagner (PT-BA) ocupavam a cabeceira. Genético 2. “Da próxima vez, providenciem uma mesa quadrada. Em encontro de governadores não pode ter cabeceira”, bronqueou o irmão mais novo de Ciro Gomes.”

 

 

Sergipano participará de comissão Nacional

O Governo Federal está criando uma comissão nacional de pesquisadores da área de Políticas Publicas de Juventude e membros de entidades que discutem este tema. Esta comissão é enxuta e tem por finalidade reformular o projeto nacional para a implementação das PPJ”s pelo Governo Federal e que norteará os Estados e municípios nesta área. O professor Anderson Farias, de Umbaúba, foi escolhido para compor a equipe devido a experiência que tem desde o movimento estudantil, onde foi dirigente da UNE e atualmente é coordenador municipal do Projovem. Pela competência que tem, com certeza Anderson Farias dará uma grande contribuição para a formulação de políticas públicas voltadas para a juventude no país.

 

 

Retaliação política ou bagunça mesmo? I

E-mail sobre a cultura no governo estadual: “Aproveitando seus comentários em sua coluna sobre a transição de governo  estadual, e recentemente sobre a saída do Secretário de Cultura, gostaria de  tornar público um fato acontecido com o grupo de teatro Companhia Buffa de Teatro, de Salvador.  Após encerrar com grande sucesso a temporada na capital baiana da peça “Fato(s)  do Brasil”, a companhia de teatro está se preparando para uma turnê em capitais  nordestinas para inicio de 2007. Segundo amigos meus que fazem parte da referida  companhia, ao entrar em contato em outubro com a Secretaria de Estado da Cultura  para agendar pauta para janeiro em algum teatro de Aracaju, a companhia foi informada de que não haveria possibilidade de reservar datas no inicio do ano por causa da mudança de governo. Seria retaliação política ou bagunça

burocrática?”, explica o leitor.

 

Retaliação política ou bagunça mesmo? II

Continua a leitora:Já não basta a morosidade das políticas culturais em relação aos grupos locais,  agora teremos que nos privar de qualquer tipo de intercambio com companhias teatrais de outros estados para os primeiros meses do próximo ano, por pura má vontade em agendar pautas com antecedência? Ou é preciso vir um “artista  global” para abrir rapidamente a pauta do Teatro Tobias Barreto?”. Cabe a Secretaria de Cultura alguns esclarecimentos a sociedade sergipana.

 

 

Sobre a matéria da FSP criticando José Eduardo Dutra

Do leitor João Luiz Valois: “As doações, legais, foram informadas a Justiça Eleitoral,  que está analisando todas elas e tudo indica serão aprovadas; o que causa estranheza é que, jornais como a Folha e o Globo, repercutam de forma precipitada, denúncias, raivosas e malvadas de um personagem da vida pública brasileira, em que ninguém, (nem os Baianos), acreditam mais que é o Sr. Antônio Carlos Magalhães (o Cabeça Branca), critico ferrenho da imprensa, durante e após o golpe de 64,.levando muitos jornalistas ao desespero, inclusive uma das filhas, que depois teve um fim trágico, e que todos na Bahia conhecem; o ódio revanchista, do Sr. ACM, ao Dr.Eduardo Dutra vem desde o desbaratamento  por parte do então senador petista da quadrilha que foi montada para surrupiar o segredo da votação para cassação do então senador.Luiz Estevão”.

 

 

Fórum Pensar São Cristóvão I

Encerra-se hoje no auditório do Museu de Arte Sacra do município de São Cristóvão o Fórum “Pensar São Cristóvão”. O evento foi aberto ontem com  discussões relativas à construção de alternativas integradas de geração de emprego e renda, a partir de uma visão sistêmica das áreas de Cultura, Turismo e Meio Ambiente. Os debates de ontem foram conduzidos pelo deputado eleito Wanderlê Correia, idealizador do fórum; pelo economista José Roberto de Lima Andrade; a especialista em Gestão Elsa Ribeiro Gonçalves,; e os professores universitários Prof. Antonio Carlos Campos, Cristiane Alcântara e Carlos Cunha, além da arquiteta Ana Libório.

 

 

Fórum  Pensar São Cristóvão II

Hoje o evento continua ás 8h30 com uma mesa redonda sobre cultura, turismo e meio ambiente, com a participação do professor Antonio Carlos Campos /UFS – Desenvolvimento Local Integrado e Sustentável na Escala municipal; da professora. Cristiane Alcântara /FASE – O Planejamento como estratégia de desenvolvimento do turismo de São Cristóvão e região; do professor Carlos Cunha/UNIT – A importância do meio ambiente como fator de sustentabilidade em projetos de desenvolvimento local integrado e da arquiteta Ana Libório – Patrimônio Histórico e Patrimônio Ecológico: estratégias de preservação e desenvolvimento da atividade turística.  Ao final será elaborada a “Carta de São Cristóvão”, a ser encaminhada ao governador eleito Marcelo Déda.

 

 

Já imaginou se tivesse acontecido com a  esposa ou filha dele?

Este portal divulgou ontem uma matéria com o título “Alunas da PM são constrangidas por oficial”, mostrando que

“nove mulheres que estão sendo incorporadas na Polícia Militar (PM) foram constrangidas ao fazer exame físico por uma junta médica no Hospital da PM”.De acordo com o coronel Rezende, o inquérito foi aberto no dia 18 de outubro e o processo tem o período máximo de duração de 40 dias, podendo ser prorrogado por mais 40. “O processo está com o presidente e corre em sigilo. Será dada a defesa ao oficial médico e quando for concluído o inquérito o mesmo volta ao comandante e passa a auditoria militar”, diz. É esperar para que o oficial seja punido exemplarmente.

 

Carira completa 53 anos

O Município de Carira completa 53 anos de Emancipação Política hoje, 25, e para homenagear a data, o Presidente da Câmara, vereador Geofrancio Reis, convocou Sessão Solene da Câmara para a entrega de titulo de Cidadania Carirense homenageando diversas personalidades, dentre elas, o Deputado federal Bosco Costa. A solenidade ocorrerá no plenário da Câmara da cidade de Carira, neste sábado às 17h.

 

III Seminário freipaulistano de cidadania

No próximo dia 7 de dezembro a Câmara de Vereadores de Frei Paulo realizará o III Seminário Freipaulistano “Nas pegadas da Cidadania”, no salão paroquial daquele município. A abertura será às 18h30 e logo após ocorrerá a palestra do médico e presidente da Orquestra Sinfônica de Itabaiana, Rômulo de Oliveira Silva, sobre o tema “Cultura: Direito do Cidadão e fator de qualidade de vida”. Depois do debate o juiz de direito, Alberto Romeu Leite falará sobre “O Parlamento:  sua origem histórica e sua importância no Regime Democrático”. Segundo a idealizadora do projeto, a presidente da Câmara, Ana Maria Dantas, o objetivo é buscar a integração do Poder Legislativo do Município com a comunidade.

 

 

Gestores apresentam resultados

Os gestores do Projeto Promos/Sebrae/BID que atuam em Sergipe, Paraíba, Pará e no Rio de Janeiro apresentaram no Clube do Exército, em Brasília, os resultados alcançados dos arranjos produtivos locais. No município sergipano de Tobias Barreto, empresários donos de pequenas confecções de cama, mesa, banho e vestuário popular melhoraram as vendas a partir das consultorias do projeto Promos. O trabalho de qualificação da produção e de abertura de mercados, que começou em 2002, chegou a cerca de 80 empresas de pequeno porte e 150 artesãos especializados em bordados. 

 

 

Frase do Dia

“Quando você elimina o impossível, o que sobra por mais incrível que pareça só pode ser a verdade.” Arthur Conan Doyle

 

 

 

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários