MUSIQUALIDADE

0

R E S E N H A     1

 

Cantor: GUILHERME ARANTES

CD: “LÓTUS”

Gravadora: SOM LIVRE

 

Quando surgiu no mercado fonográfico, em 1976, o paulista Guilherme Arantes engatou, de cara, um dos maiores sucessos de sua carreira, a balada “Meu Mundo e Nada Mais”, catapultada às paradas da época por ter sido incluída na trilha sonora da 1ª versão da telenovela “Anjo Mau”, levada ao ar pela Rede Globo.

A partir daí e durante as duas décadas seguintes, engatou um hit após o outro (“Êxtase”, “Cheia de Charme”, “Pedacinhos”, “Deixa Chover”, “Um Dia, um Adeus” e “Fã Número 1” são somente alguns exemplos), participou de festivais de música (“Fantoches” e “Planeta Água”), contribuiu com canções para projetos infantis (“Lindo Balão Azul” e “Xixi nas Estrelas”) e viu suas criações serem gravadas por grandes nomes da nossa MPB: Elis Regina (“Aprendendo a Jogar”), Maria Bethânia (“Brincar de Viver”), Leila Pinheiro (“Coisas do Brasil), Fafá de Belém (“Aconteceu Você”), Mart’nália (“Só Deus É Quem Sabe”) e Caetano Veloso (“Amanhã”) estão entre eles.

Mas o tempo passa, novos modismos surgem e já há algum tempo que Guilherme vem tentando voltar a ter o seu nome conhecido. Neste período, mudou-se para Salvador (BA), teve problemas nas cordas vocais e, mesmo lançando discos (alguns de regravações e outros com inéditas pouco inspiradas), não obteve o êxito esperado.

Chegou recentemente às lojas, através da gravadora Som Livre, um novo e bem-vindo trabalho do artista. Pianista de excepcionais recursos técnicos, Guilherme apresenta onze canções, nove delas inéditas (“Por Todo Canto” e “Disque Sim!” já haviam sido anteriormente gravadas por Carla Visi e Max Viana, respectivamente), através das quais fica claro que sua voz, de timbre bonito e característico, vem se recuperando.

Emolduradas por bons arranjos, as canções não possuem a força melódica de algumas das já citadas anteriormente. Não obstante tal constatação, Guilherme construiu um álbum agradável no qual retoma parceria com Nelson Motta (as boas bossas “Verão de 59” e “Vaivém – Amor de Carnaval”), faz uma ode à nova cidade natal (a interessante “Salvador, Primavera e Outono”) e arrisca-se até no terreno do rap (a mediana “Cena de Cinema – Tributo”). Apresentando uma bela canção instrumental (“North Shore”), o CD alcança seus melhores momentos com as faixas “Carta de Gratidão” e “Blue Moon Para Sempre”. Estas, se bem trabalhadas, poderão render bons dividendos. Tomara que dê certo!

 

 

R E S E N H A     2

 

Grupo: BOCA LIVRE

CD: “LIVRE E AO VIVO”

Gravadora: MP,B / UNIVERSAL

 

O grupo vocal Boca Livre, que alcançou o auge do sucesso no final da década de setenta, sempre primou pela qualidade do repertório e pela beleza harmônica conferida aos arranjos vocais cuidadosos e refinados, amparados por instrumentação suave. Formado inicialmente por Zé Renato, David Tygel, Maurício Maestro e Cláudio Nucci, foi este último substituído, anos depois, por Lourenço Baeta.

É com essa formação que o grupo volta à tona com o lançamento de CD e DVD oriundos do registro de show realizado em fevereiro deste ano no Auditório Ibirapuera de São Paulo. Resultado da parceria das gravadoras MP,B e Universal, trata-se de um trabalho que mostra que o tempo não esmaeceu os talentos individuais de seus componentes, mas, pelo contrário, adicionou-lhes a experiência conquistada em anos de estrada.

É bem verdade que, vez por outra, os rapazes se reuniam e lançavam algum disco com caráter revisionista. O recém-lançado álbum, no entanto, dá um pontapé para o futuro ao evitar releituras de sucessos mais que batidos (como seria o caso de “Neném” e “Quem Tem a Viola”, por exemplo). Das canções que marcaram a trajetória do grupo, somente foram incluídas no atual repertório as bonitas “Mistérios” e “Toada”, esta contando com a intervenção mais que apropriada do MPB-4.

Pinçando pérolas do cancioneiro nacional, o grupo uniu compositores mais clássicos (Heitor Villa-Lobos em “O Trenzinho do Caipira” e Tom Jobim em “Correnteza”, parceria com Luiz Bonfá) a outros de formação mais popular (Geraldo Azevedo e Alceu Valença em “Caravana”), conseguindo um resultado bastante coeso. No agradável passeio musical, há incursões por canções estrangeiras (“Al Outro Lado Del Rio”, de Jorge Drexler, e “First Circle”, de Lyle Mays e Pat Metheny) e um curioso poema de Machado de Assis musicado por Carlos Lyra (“Quando Ela Fala”), além de uma nova versão para a contemporânea “Eu no Futuro” (de Lula Queiroga e Lulu de Oliveira) e da boa inédita “Todo Mundo Quer um Bem” (de Zé Renato e Fausto Nilo).

As participações especiais revelam que o grupo também se mantém antenado com o que está acontecendo de melhor no atual cenário da nossa música, de forma que se fazem presentes Roberta Sá (em “Desenredo”), Renato Braz (em “Cruzada”), Rodrigo Maranhão (em “Feito Mistério”) e Fred Martins (em “Diana”).

Vida longa ao Boca Livre!

 

 

N O V I D A D E S

 

·               Em outubro, estará chegando às lojas, através da gravadora EMI, o primeiro CD de um novo grupo que recebeu o nome de Moinho e é formado pela cantora Emanuelle Araújo, pelo guitarrista Toni Costa e pela percussionista Lan Lan. Todos já tentaram carreira solo e como não deu muito certo, resolveram se reunir em um trabalho que prioriza o samba no repertório.

 

·               Alzira Espíndola, que vem a ser irmã de Tetê Espíndola, está lançando, através do selo Duncan Discos (de propriedade de Zélia Duncan), o seu mais novo CD que é composto por treze canções, todas de sua autoria assinadas em parceria com o poeta Arruda. Os arranjos são simples, a voz de Alzira (embora legal) não possui a força da de Tetê, mas há agradáveis momentos neste trabalho que tem como destaques as faixas “Talento”, “Ouvindo Lou Reed” e “Chuva Acesa”. Como melodista, a artista lembra, em algumas passagens, o inesquecível Itamar Assumpção, com quem (inclusive) já trabalhou. O irrequieto André Abujamra faz uma participação especial em “Kitnet”, sempre contribuindo com sua irreverência e talento.

 

·               Voltando às suas raízes sertanejas, a cantora Roberta Miranda estará lançando em breve o seu novo CD que contará com a participação especialíssima de Maria Bethânia na faixa “Guacyra” (de Hekel Tavares e Joracy Camargo).

 

·               Luiza Possi acabou de registrar em vídeo show realizado no Teatro Municipal de Niterói (RJ), o qual irá se transformar em seu primeiro DVD que chegará às lojas até o final do ano. O trabalho contará com a participação especial de Herbert Vianna na canção “Por Quase um Segundo”. Do repertório constarão releituras para obras-primas de Caetano Veloso (“Oração ao Tempo”) e Chico Buarque (“Tango de Nancy”, parceria com Edu Lobo).

 

·               O segundo DVD da carreira da cantora Olívia Hime resultará de uma parceria entre a gravadora Biscoito Fino com o Canal Brasil e será o registro ao vivo do show de lançamento do CD “Palavras de Guerra”, o mais recente da artista. Deverá chegar às lojas no próximo mês de outubro.

 

·               O quarto CD de Maurício Pereira, ex-integrante da dupla Os Mulheres Negras (ao lado de André Abujamra), já está nas lojas. Intitulado “Pra Marte”, traz várias canções inéditas, além de “Pranto para Comover Jonathan”, poema da mineira Adélia Prado musicado pelo compositor.

 

·               O irrequieto Zeca Pagodinho está abrindo o seu próprio selo musical e para começar com chave de ouro estará pondo nas lojas, em novembro, o primeiro e grandioso projeto. Trata-se do CD e DVD “Cidade do Samba” que reunirá vários artistas de diversos segmentos reunindo-se em duplas para interpretar grandes sucessos. Dentre os nomes confirmados estão: Alcione, Ivete Sangalo, Gilberto Gil, Daniela Mercury, Almir Guineto, Chorão, João Bosco, Djavan, Maria Rita, Roberto Silva, Erasmo Carlos, Roberta Sá e Teresa Cristina.

 

 

RUBENS LISBOA é compositor e cantor


Quaisquer críticas e/ou sugestões serão bem-vindas e poderão ser enviadas para o e-mail: rubens@infonet.com.br

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais