Pedido de desculpas

0

A vizinhança já sabia: toda semana, dona Zafira, recebia a visita de um senhor de terno e gravata. Chegava de tardinha, entrava e demorava-se lá, uma hora ou mais e saía, dirigindo-se ao carro que estacionara no outro trecho. Tudo era tão tranqüilo, que uma vizinha mais afoita perguntou a Zafira quem era aquele homem. Ela não rendeu conversa: “ah!… é um médico que meu marido manda pra tirar minha pressão…”. Depois disso, ninguém se atrevera a lhe perguntar nada, ela vivia de cara e casa fechadas.

Um dia, seu marido chegou, entrou na casa e viu a mulher, no quarto, deitada com o visitante habitual. O homem, nu, sentado na cama, segurava um lençol pra se cobrir, esperando o pior, um crime ou um escândalo. Mais escandalizado ficou, quando o dono da casa, balbuciou, humildemente: “o doutor me desculpe eu interromper, mas ela se esqueceu de me avisar!”

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários