Salários: Público X Privado

0

Matéria publicada no jornal  O Globo para reflexão dos leitores neste final de semana:

Trabalhadores do setor público ganham mais do que os do setor privado formal em 88% das ocupações. Levantamento do GLOBO, a partir dos dados do Censo 2010, levando em conta estatutários, militares e trabalhadores com carteira assinada, aponta que, no Brasil, das 338 ocupações onde é possível a comparação, o setor público paga mais em 297. Nessas 338 ocupações, o setor público soma 3,2 milhões de funcionários; o privado, 31,6 milhões.

Advogados e professores – Advogados e juristas, por exemplo, que trabalham as mesmas 40 horas semanais ganham

no governo ou no setor militar 121% a mais do que seus colegas de formação empregados com carteira assinada no setor privado: R$ 10.097 contra R$ 4.578, em média. Mesmo professores dos ensinos fundamental, médio e superior recebem mais quando não estão na iniciativa privada. No fundamental, os profissionais chegam a ganhar 11% a mais.

No Rio, os salários de funcionários do setor público também são maiores do que os dos trabalhadores da mesma ocupação no setor privado em 222 profissões, de um total de 267. Os médicos, por exemplo, ganham 8% a mais se estiverem trabalhando para o governo. Nessa conta, no entanto, não entram os profissionais que têm consultórios e tendem a ser melhor remunerados. Já os professores universitários recebem 21% a mais se não estiverem na iniciativa privada.

Média de 20% a mais –  “O servidor público tem, em média, mais escolaridade do que o que está no setor privado e isso justifica em parte os salários maiores. Mesmo quando são levados em conta a escolaridade e o gênero, ainda assim, o servidor recebe, em média, 20% a mais do que quem está na iniciativa privada”, diz Fernando Holanda Barbosa Filho, professor do Instituto Brasileiro de Economia (Ibre) da Fundação Getulio Vargas (FGV-Rio), que acredita que como os servidores têm estabilidade, “uma espécie de seguro”, deveriam ganhar menos do que os que estão no setor privado, “que correm mais risco”:

— Pode-se dizer que o funcionalismo tem uma dupla vantagem: o salário mais alto e a estabilidade.

Rotatividade reduz ganho em empresas

Segundo Breno Braga, economista da Universidade de Michigan e autor do estudo Escolaridade e diferencial de rendimentos entre o setor público e o setor privado no Brasil, com dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) 2005, “os funcionários públicos recebem rendimento 24% maior/por hora do que os setor privado”.

No entanto, Braga explica que “o diferencial de rendimentos médio por hora de trabalho no setor público decresce com o nível de escolaridade dos trabalhadores”:
— Esse diferencial é significativamente positivo para trabalhadores que têm o ensino superior incompleto. Para os que têm ensino superior completo o diferencial é pequeno, mas ainda favorável ao setor público. No entanto, o diferencial salarial se torna favorável ao setor privado quando os trabalhadores têm pós-graduação.

Também autor do artigo, Gustavo Gonzaga, do departamento de Economia da PUC-Rio, lembra que os mais escolarizados ganham mais no setor privado, provavelmente, por conta do teto do funcionalismo, que hoje é de R$ 26, 7 mil.

— Mas se olharmos a aposentadoria, esse desequilíbrio é corrigido. No setor privado, uma pessoa que ganha R$ 30 mil vai se aposentar recebendo o teto, que não chega a R$ 4 mil. No setor público, uma pessoa muito qualificada não recebe os mesmos R$ 30 mil, mas se aposenta com o salário integral. Então, se essa pessoa fica no serviço público é porque leva em conta o salário somado com a aposentadoria — diz Gonzaga, para quem a segurança que o funcionalismo tem também é um benefício: — Esse rendimento que a estabilidade traz nem tem como ser medido no emprego privado.

Levando em consideração benefícios previdenciários e FGTS, o estudo de Braga e Gonzaga aponta que “trabalhadores de todos os níveis de escolaridade recebem em média maiores rendimentos no setor público”. Os menos qualificados, aqueles “sem nenhuma escolaridade formal”, recebem em média 37% a mais do que os trabalhadores na rede privada.

— Durante a era FH, o ajuste fiscal foi feito muito em cima do funcionalismo e os salários foram achatados. No governo Lula, houve uma recomposição dos salários. Mas o fato de o funcionalismo ganhar mais não tem oscilado muito ao longo dos anos — diz Fernando Barbosa.

Ação dos sindicatos – Para ele, a ação dos sindicatos também contribui para que os servidores tenham melhores salários:

— O enfraquecimento dos sindicatos é universal, mas no Brasil, ainda que fracos, eles atuam mais no setor público, pressionam e isso ajuda a elevar o rendimento.

Início de carreira – Professor do Instituto de Economia e pesquisador do Centro de Estudos Sindicais e de Economia do Trabalho da Unicamp, Waldir José de Quadros lembra que os salários no setor público já são maiores no início da carreira:

— No setor privado, leva-se anos para ganhar R$ 20 mil e o trabalhador ainda pode ser trocado a qualquer momento. Agora, se a pessoa fizer concurso para a Polícia Federal, se for trabalhar no Banco Central ou no Judiciário, ela começa a carreira ganhando quase R$ 20 mil. No Brasil, neste momento, o setor privado não tem como competir com o público.
Quadros diz ainda que a alta rotatividade no setor privado contribui para que os salários sejam menores.

— Quando um profissional começa a ganhar mais, ele é demitido e o novo funcionário é contratado recebendo menos do que o anterior. É essa rotatividade que faz o funcionário público receber mais e o piso dele, em muitos casos, nem é um exagero. A questão é que o setor privado paga pouco, porque não consegue concorrer, por exemplo, com a produção chinesa, com a concorrência externa. Além disso, muitos empresários buscam uma margem de lucro exagerada e não podem criar déficit como o governo porque quebram — diz Quadros, que estuda o assunto há mais de 30 anos: — Nem sempre foi assim. Na década de 70, o setor privado pagava mais do que o setor público.

Leia mais sobre esse assunto em: http://oglobo.globo.com/pais/em-88-dos-empregos-setor-publico-paga-mais-5361837#ixzz24XlxFCXx

Majoritários e os primeiros programas: DEM I
Quem não é sergipano e vê pela primeira vez o programa eleitoral do candidato João Alves (DEM), fica na dúvida sobre a importância de Inácio Barbosa para Aracaju. A história diz que em 1855 foi justamente Inácio que deu início à história da recém criada capital sergipana. Só que as supostas realizações de João Alves, enquanto prefeito biônico na década de 1970, sacramentam a insignificância de Inácio Barbosa.

Majoritários e os primeiros programas: DEM II
Só que como de costume, João Alves adora utilizar inverdades. Exemplo disso é dizer que fez o que nunca fez. E todo mundo sabe que avenidas da região central da cidade, como Pedro Calazans e Simeão Sobral, já existiam há décadas. No máximo, o prefeito biônico fez apenas uma pavimentação.

Majoritários e os primeiros programas: PSB I
Com todo respeito aos conterrâneos baianos (o titular deste blog nasceu em Itabuna), mas o exemplo de Feira de Santana (BA) para melhorar o sistema de saúde pública em Aracaju não vai empolgar pretenso eleitor algum do candidato a prefeito pelo PSB, Valadares Filho.

Majoritários e os primeiros programas: PSB II
A propósito, vez ou outra aparece ambulância de Feira estacionada no pátio do Hospital de Urgência de Sergipe (HUSE) com paciente do interior baiano. Abra o olho, Valadares é só enviar colocar uma equipe de plantão em frente ao HUSE.

Majoritários e os primeiros programas: PPS
Já o candidato Almeida Lima (PPS) citou por várias vezes o mote “foi João que fez” mostrando o esgoto a céu aberto na cidade; a destruição de parte da Coroa do Meio e os milhões gastos na barreira de contenção; parte da praça de eventos da orla que está sendo levada pelo mar e o final da rodovia Sarney que também foi destruída pelo mar. Todos os fatos são verdades, mas ele esqueceu  um detalhe: Almeida Lima é oposição agora. Foi eleito numa coligação com o PT, ou seja, também foi governo por muito tempo, inclusive prefeito. Tem sua parcela significativa de culpa também.

Estância
O publicitário Vicente Filho estará se integrando nesta segunda feira a equipe da Coligação do candidato a prefeito de Estância Joaldo Santos(PT).  Sem dúvida uma grande aquisição.

Nova mudança na FHS – Nota pública
Da assessoria de Comunicação da Secretaria de Estado da Saúde: dQuanto ao SAMU, o secretário de Estado da Saúde, Silvio Santos, afirma que está mudando todo o comando. A partir de segunda-feira, o médico Clóvis França assume o cargo de superintendente. O novo coordenador administrativo é Alex Santana e o gerente de frota, Manoel Ilson da Silva.O secretário Silvio Santos desmente, ainda, a exoneração de André Andrade da gestão e esclarece que ele é um quadro da sua confiança e irá assumir a função de diretor administrativo financeiro da Fundação de Saúde Parreiras Horta. O Secretário afirma ainda que essas mudanças fazem parte da reestruturação e que novas mudanças serão feitas na Fundação Hospitalar de Saúde.

Águas de Sergipe
Sergipe conquista uma grande vitória para o futuro de uma das suas mais importantes riquezas naturais: os recursos hídricos da Bacia do Rio Sergipe. Nesta sexta-feira, 27, o Diário Oficial da União trouxe a autorização do ministro da Fazenda, Guido Mantega, para a contratação de mais de US$ 70 milhões junto ao Banco Mundial para o Programa Águas de Sergipe que, no total, incluindo a contrapartida do Governo em obras do PAC, envolverá investimentos de US$ 117 milhões para melhorar a gestão das águas ao longo de todo o curso do Rio Sergipe e dos demais rios que compõe a bacia.

Projeto de Maria visa garantir mais autonomia aos médicos
Projeto de Lei da senadora Maria do Carmo Alves (DEM) sugere que médicos e Sociedades da categoria possam ficar proibidas de receber benefícios da indústria e comércio de produtos para a saúde. A intenção explicou a parlamentar é preservar a autonomia do médico ao prescrever ou indicar medicamentos ou tratamentos.A proposta modifica a Lei dos Conselhos de Medicina (Lei 3.268/57) para exigir que o Código de Ética Médica ou Código de Deontologia Médica impeçam pagamentos, incentivos ou benefícios de indústria e comércio de produtos para a saúde.

17 de março
Duas indicações da vereadora Karla Trindade, PCdoB, voltadas para melhorias no Bairro 17 de Março foram atendidas e anunciadas durante audiência com o prefeito Edvaldo Nogueira, realizada na última quinta-feira, 23 de agosto. A comunidade conquistou o Código de Endereçamento Postal, o CEP, e a circulação de mais uma linha de ônibus dentro do bairro, que levará os moradores até o Terminal da Zona Sul, também conhecido como Terminal da Atalaia. Ao lado da vereadora, participaram da reunião representantes da Comissão Organizadora do 17 de Março, com o intuito de discutir outras demandas importantes para a comunidade.

Combate a violência doméstica I
A partir da próxima quarta-feira, 29, Aracaju recebe uma série de eventos relacionados ao combate a violência doméstica, numa parceria da Associação Mulheres pela Paz, com apoio do Governo de Sergipe, através da Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres. Na abertura haverá a exposição '1000 Mulheres pela paz ao redor do mundo', com a apresentação de imagens de mulheres indicadas ao Prêmio Nobel da Paz 2005 que em 150 países, representavam as lutas contra a violência e a discriminação, contra a opressão e a miséria.

Combate a violência doméstica II
Do grupo retratado, 52 são brasileiras, que também terão suas histórias contadas na publicação Brasileiras Guerreiras da Paz, cujo relançamento acontecerá na mesma data, na Galeria Jenner Augusto (Sociedade Semear). A amostra acontece até o dia 15 de setembro. A presidente da Associação, Clara Charf – viúva do guerrilheiro Carlos Marighella- e Vera Vieira, diretora executiva, também estarão em Aracaju para acompanhar a exposição.

Debates e oficinas
O programa do evento conta ainda com debates e oficinas. No dia 29, serão abordados os temas “Mulheres e Homens pela Paz e contra a Violência Doméstica” e “A importância de se dar visibilidade ao trabalho das mulheres”. No dias 30 e 31, será realizada uma oficina sobre violência doméstica, a qual abordará a construção de metodologia de educação popular feminista específica para trabalhar com mulheres e homens.

Experimente uma aula de Pilates totalmente grátis. Stúdio da Postura Wellness
O Stúdio da Postura Wellness, tem como compromisso a promoção da saúde, do bem estar e da qualidade de vida para

seus clientes. Além de sua ótima localização (Rua Ananias Azevedo, 184 / Galeria Center  Treze, bairro 13 de Julho, atrás  do G Barbosa da Av. Francisco Porto), conta com um ambiente climatizado, estacionamento no local, profissionais especializados e multidisciplinar. O Stúdio tem as seguintes modalidades de Pilates:Reabilitação, Fitness e Solo, além de outros serviços como RPG, massoterapia, fisioterapia, Isso Stretching, Kinesio Taping e Escola de Postura. Agenda sua aula experimental totalmente grátis e conheça os pacotes, promoções e convênios. Informações: (79) 9961-2177/8819-72-80 e e-mail: studiodaposturawellness@hotmail.com 

McDia Feliz
Acontece neste sábado nos restaurantes da rede McDonald’s de Aracaju e Socorro o McDia Feliz, a maior campanha nacional em benefícios de crianças e adolescentes com câncer no Brasil. Em Sergipe, o McDia Feliz vai beneficiar a Associação dos Voluntários a Serviço da Oncologia em Sergipe (Avosos).  Os cantores Antônio Rogério e Chico Queiroga, Roberto Alves, Kleber Melo, Jussara, Ana Carolina, Lucas Aribé e as bandas Xote Baião, Ágape, Sena e Cantoria, entre outrosartistas sergipanos, já confirmaram presença neste grande evento solidário. “ Esperamos contar com a participação de  todas as pessoas de boa vontade. Juntos vamos transformar sanduíches  Big Mac em sorrisos”, disse tia Ruth, fundadora e presidente de honra da Avosos.

PELO TWITTER

www.twitter.com/JC_X Senhores compositores de jingles politicos. A pessoa vai pra terceira eleicao e perdeu todassss e ai vc me vem com: "Agora é nossa vez?"

www.twitter.com/zalberto "Quem acorda cedo, Deus ajuda." – Será que falta muito para chegar a minha vez?

www.twitter.com/henriclay  Segurança Pública/SE convoca entrevista coletiva p/ falar à sociedade TUDO sobre o assassinato do menino Jonatha: "Nós não sabemos NADA."

www.twitter.com/marciorocha1 Tem gente que deve achar que o predador do macaco prego é o tubarão martelo… Êta povo doido!

www.twitter.com/UsielRios  Candidato fala que tem que planejar. É o planejamento do aterro do mangue da Coroa do Meio que a maré comeu a metade dos terrenos? Milhões jogados no mangue?

www.twitter.com/inteligentevida  Antes levar um tapa da verdade do que um abraço da falsidade.

Blog no twitter: www.twitter.com/BlogClaudioNun

Frases do Dia
"Um projeto político verdadeiramente popular só se constrói com princípios éticos inegociáveis."Frei Betto, teólogo e escritor brasileiro, nasceu em 25 de Agosto de 1944.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários