Sebrae e afronta ao Judiciário

0

Definitivamente José Guimarães está tentando fazer de tudo para continuar à frente do Sebrae, mesmo depois da liminar determinando uma nova eleição. Na semana passada o desembargador José Alves Neto negou provimento ao agravo impetrado por ele tentando suspender a liminar. Num gesto desesperado, no final de semana, no jornal Correio de Sergipe, do aliado dele, João Alves, de qual foi coordenador da campanha resolveu colocar sob suspeição a decisão do magistrado.

 

Como quase toda imprensa de Sergipe e a sociedade sergipana está estarrecida com o golpe praticado num domingo onde retirou Hugo França dos votantes, José Guimarães parte agora contra o Judiciário. Publicou um “acordo” feito em setembro, muito antes da eleição onde queria “garantir” a todo custo os votos de alguns membros do conselho. Como Hugo França, não votou nele, resolveu partir para o desespero e semanalmente “planta” matérias na imprensa tentando denegrir a imagem de um homem honrado e sério.

 

Agora, através da matéria do jornal de João Alves, tenta desmoralizar a decisão do Judiciário, num ato insano, chegando a dizer que o governador está fazendo pressão naquele Poder.  O desespero dele é porque hoje, 05, acontecerá uma reunião do Conselho do Sebrae para que seja marcada uma nova eleição conforme a decisão judicial.

 

Em outro ato de desespero o presidente do Conselho Deliberativo, José Thomaz – aquele que está envolvido nos processos de Pirambu, inclusive com bens bloqueados a pedido do MP – resolveu prorrogar o mandato da atual diretoria que acabou no último dia 31. Um ato unilateral que vai de encontra a qualquer ordem jurídica.

 

Ficam no ar algumas perguntas: Qual o motivo que leva José Guimarães a praticar esses atos tentando impedir a eleição do Sebrae? O que está por trás de tudo isso? Será que existe mesmo uma caixa preta? E essa tentativa de desmoralizar o Judiciário sergipano? Não é um ato insano?

 

Mandado de segurança

Corre nos bastidores a notícia de que a matéria encomendada e publicada no Correio no último final de semana é uma tentativa de chamar a atenção do Judiciário, jogando contra o governador. Só que pelo teor da matéria, José Guimarães se complicou ainda mais colocando o Poder sob suspeita. A notícia é que ele ingressará com um mandado de segurança hoje para que a reunião do conselho não ocorra. De plantão estará a séria e determinada desembargadora Célia Pinheiro, presidente do Poder, que certamente não deve ter gostando das insinuações contra o Poder Judiciário.

 

Amase deve emitir nota

Um juiz conversou com este jornalista ontem, 04, e disse que iria pedir que a Associação dos Magistrados faça uma nota contra a matéria publicada pelo Correio de Sergipe, a pedido de José Guimarães, colocando sob suspeição a decisão de um magistrado. Essa de dizer que o governador está tentando interferir no Judiciário foi a “pá de cal” que faltava.

 

Carmópolis

Na qualidade de primeira mulher eleita prefeita de Carmópolis, a economista Esmeralda França (PT) tomou posse do cargo prometendo cumprir suas principais promessas de campanha. Sua prioridade será a educação profissional para a juventude e a geração de empregos. Milhares de pessoas aplaudiram a nova prefeita em uma cerimônia realizada em praça pública, em pleno sol do meio dia.

 

Justificada esperança

O Vice-Prefeito João Gilberto-Gil (PSB) registrou em seu discurso de posse que a vitória de Esmeralda é um fato histórico, mas que histórica também precisará ser a nova gestão. E garantiu que com o apoio do Governador Marcelo Deda e do Senador Valadares, a prefeita Esmeralda fará uma administração eficiente e consagradora.

 

Volney fugiu

O ex-prefeito Volney Leite Alves (DEM) ainda ressentido com a população pela derrota nas urnas não ficou para a transmissão do cargo. Um dia antes viajou com a família para o exterior, exonerou todos os secretários e diretores de órgãos, fechou tudo e deixou um funcionário de nível inferior para “entregar a chave” da prefeitura. Quando o cerimonial anunciou a ausência do ex-prefeito a multidão explodiu numa vaia monumental.

 

Dossiê bombástico contra parlamentar

Certo homem público está fazendo um dossiê bombástico contra uma parlamentar de Sergipe. O material colhido até agora é altamente explosivo: tem compra de imóveis em nome de laranjas em Aracaju e Salvador, corrupção eleitoral usando verba pública, gravações comprometedoras em escândalos em nível nacional, testemunhas de pessoas compradas ilicitamente na última eleição e outros. Tudo está sendo feito na calada da noite por um especialista contratado. O material recolhido é nitroglicerina pura.

 

Bombeiros: caminhão para fazer mudanças

Terça-feira (30/12/2008),  um caminhão do bombeiros estava parado em frente ao Condomínio Spring Village na alameda b no bairro jardins, até ai tudo “normal”. Normal se entende, porque constantemente os moradores vêem vários tipos de carros do bombeiro estacionado ou chegando e saindo com familiares nesse Condomínio, onde mora (ou morava) um componente graduado do Corpo de Bombeiros. Para surpresa dos moradores, que não sabiam que o CBM era especializado em mudanças, quando no dia 02 de janeiro,  às 13:15 hs, esse mesmo caminhão estava parado na frente do condomínio e alguns rapazes devidamente uniformizados da transportadora (componentes do bombeiro com trajes do mesmo), estavam colocando vários objetos, ou seja, móveis de algum apartamento. Será que todo mundo pode solicitar esse mesmo caminhão para fazer suas mudanças?

 

Sofrimento na espera da balsa

No último feriadão, quem desejou atravessar de balsa, na travessia Mosqueiro/Caueira penou numa média de duas horas. Um absurdo para um Estado que fala em turismo. E a ponte Joel Silveira, quando será inaugurada?

 

Fechamento da clinica dos acidentados

O fechamento da Clinica dos Acidentados sobrecarregou a ala de ortopedia do Hospital João Alves Filho. A clinica atendia cerca de 450 pessoas diariamente.

 

Almeida e o PMDB de Aracaju I

Enquanto o senador Almeida Lima luta para realizar outra eleição em Aracaju, uma pergunta fica no ar: O que está acontecendo com o diretório do PMDB em Aracaju? Antes das eleições, uma casa vistosa, jardins bem cuidados, iluminação que a transformava numa “tocha de fogo” a ser vista de qualquer ponto da Av. Barão de Maruim.

 

Almeida e o PMDB de Aracaju II

Agora exala ares de abandono, o mato cresce onde antes era jardim. A noite chega e nada se acende. Mas a placa do PMDB está lá, sozinha coitada, numa solidão de dar dó. Então o que era um diretório para tratar das coisas do partido, não passava de um mero comitê eleitoral, numa confusão sem lógica e acho que até fora da legislação. Diretório é diretório, comitê é comitê. Mas infelizmente, pelas mãos do boquirroto senador Almeida Lima, o PMDB em Aracaju viu-se reduzido a um comitê de ocasião. Uma pena!

 

Período de férias

Este jornalista entra em período de férias a partir de amanhã, 06. Retorna a escrever ainda no final deste mês. Paz e saúde para todos.

 

BR Distribuidora não demitirá

Deu na coluna Painel da FSP: Está podendo. Presidente da BR Distribuidora, José Eduardo Dutra anunciou que, ao contrário de outras grandes empresas, a subsidiária da Petrobras “não demitirá em função da crise” graças aos lucros de mais de R$ 1 bi.

 

TSE vai julgar oito governadores em 2009 I

O ano de 2009 começa tenso para, pelo menos, oito governadores. Todos eles estão sendo processados no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e correm risco de cassação. A lista é liderada pelos governadores da Paraíba, Cássio Cunha Lima (PSDB), e do Maranhão, Jackson Lago (PDT), cujos processos já foram iniciados, mas interrompidos. O TSE retoma suas atividades em fevereiro. O julgamento costuma ser realizado apenas com o quórum completo. As denúncias contra os governadores são, na sua maioria, por abuso de poder econômico, compra de votos e realização de propaganda ilegal com uso de recursos públicos.

 

TSE vai julgar oito governadores em 2009 II

Além de Lima e Lago, estão sob ameaça de cassação os governadores Luiz Henrique da Silveira (PMDB), de Santa Catarina; Ivo Cassol (sem partido), de Rondônia; Marcelo Déda (PT), de Sergipe; Marcelo Miranda (PMDB), de Tocantins; José de Anchieta Júnior (PSDB), de Roraima; e Waldez Góes (PDT), do Amapá. Para quatro deles, a tramitação dos processos indica vitória parcial. Os governadores da Paraíba, do Maranhão e de Santa Catarina conseguiram o adiamento de seus processos com pedidos de vista, enquanto o de Rondônia obteve liminar favorável à sua manutenção no cargo. (JB Online).

 

Restaurante Frei Miguel

O prefeito de Socorro, Fábio Henrique convidando a imprensa para participar nesta segunda-feira, 05, da abertura do restaurante popular Frei Miguel, localizado no conjunto João Alves Filho. O restaurante servirá pratos a R$ 1,00 para a população carente.

 

Posse da Esporte e Lazer

Maurício Pimentel assume na quarta-feira, 07, às 10hs, a pasta da Secretaria de Esporte e Lazer. A solenidade será na sede da secretaria, no Complexo do Batistão. É uma pasta difícil onde os vícios estão enraizados há cerca de 20 anos onde as figurinhas carimbadas ficam permutando nos cargos comissionados e nada se faz. Sem falar na lista de servidores lotados na pasta que não trabalham. A coluna tem a lista e vai divulgar no final do mês.

 

Unit: curso de direito não presta?

Um out door chama a atenção em Aracaju. Nele aparece o nome de Joubert Uchoa Neto (neto do reitor da Unit), como vitorioso no vestibular de direito da PUC de Campinas. Seria até normal se comemorasse a passagem no vestibular da USP, da Unicamp ou de uma universidade federal. Mas não passou para uma das universidades mais caras do país. Não seria melhor estudar na Unit? Ou o curso de direito da Unit não serve para os da “casa”?

 

Eduardo Abril em Aracaju

O radialista Eduardo Abril depois de um tempo na FM Itabaiana, deixou a rádio e está estudando alguns convites. O mais provável é que ele inicie em fevereiro um programa em Aracaju.

 

Rota da transposição do São Francisco tem obras paradas I

Um ano e meio após ser iniciada, a obra da transposição do rio São Francisco, em trechos ao longo de sua rota, ainda se resume a estacas de madeira que, fincadas em meio à caatinga, marcam onde passarão os canais levando água a regiões secas. Por enquanto, carroças puxadas por jegues levam tambores com água barrenta a moradores dessa parte da obra.Eles têm antenas parabólicas e podem chamar a carroça por celular, no serviço “disque-jegue”, mas enfrentam racionamento de água para beber.Nos dois trechos onde haverá captação da água no rio, em Cabrobó e Floresta, no sertão pernambucano, desde junho de 2007 o Exército abre canais e constrói reservatórios. É a parte mais adiantada do projeto.

 

Rota da transposição do São Francisco tem obras paradas II

Responsável pela transposição, uma das principais vitrines do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), o Ministério da Integração Nacional corre para substituir estacas por obras e entregar a maior parte do projeto em outubro de 2010, como previsto. O governo admite atrasos, mas diz que a construção será acelerada.As obras têm dois eixos: o norte, que parte de Cabrobó, com 426 km de extensão, e o leste, de Floresta, com 287 km. Ao longo desses dois ramais, 1.998 áreas serão desapropriadas, mas as indenizações de 1.509 ainda não foram pagas -628 proprietários não têm sequer títulos de posse.Antes de pagar indenizações e avançar com a obra, é preciso regularizar as terras. Nesse processo, o governo já pagou R$ 30 milhões e deve desembolsar mais R$ 24,1 milhões. (FSP).

 

Transposição pode irrigar maconha em Pernambuco I

Narcotraficantes que plantam maconha em Pernambuco vão desviar água dos canais de transposição do rio São Francisco para irrigar as lavouras da droga, caso a ação policial na região não seja ampliada.Essa é a avaliação do delegado da Polícia Federal Cristiano de Oliveira Rocha, em Salgueiro (PE), e do subcomandante da PM em Cabrobó (PE), capitão Isaque Barbosa.Os dois eixos da transposição vão passar pelo chamado polígono da maconha, em Pernambuco, onde a droga é cultivada em meio à caatinga.O lado positivo é que, segundo o delegado, as obras da transposição, gerando vagas de trabalho, diminuíram o número de pessoas que buscam o cultivo da droga como emprego.

 

Transposição pode irrigar maconha em Pernambuco II

Em 2008, a PF intensificou as operações. As estatísticas apontam que no ano passado foram cortados 2.131.687 pés de maconha em Pernambuco, contra 294.716 durante 2007 e 702.598 em 2006.”A maconha tem de ser combatida através da erradicação, acabando com as plantações”, diz o delegado, que espera reforço para impedir que, depois de pronta, a transposição sirva a traficantes. “Não é que vão desviar toda a água do canal, mas vão fazer jacarés [ligações clandestinas para pequenos desvios]”, diz o capitão da PM.O coordenador-geral de fiscalização da transposição, Frederico Fernandes de Oliveira, disse que o consórcio de empresas que vai operar os canais, após a conclusão da obra, terá sistemas de segurança. (FSP).

 

 

Lula quer entregar parte de obras no São Francisco em 2010

O governo diz que concluirá o eixo leste da transposição do São Francisco em outubro de 2010, no fim do mandato de Lula. Pelo cronograma, também será terminada parte do eixo norte, além de 18 barragens, nove aquedutos, três túneis e nove estações de bombeamento, que farão a água chegar às regiões mais altas. A intenção é tornar a obra, de R$ 5 bilhões, um projeto irreversível para o próximo governo, que, até outubro de 2012, concluiria mais 356 km do eixo norte, nove barragens, quatro aquedutos e dois túneis.O atraso nas obras foi resultado das chuvas no início do ano em Cabrobó (PE), segundo o secretário de infraestrutura hídrica do Ministério da Integração Nacional, João Reis Santana Filho, em relato no Senado em setembro de 2008.Ele também citou como obstáculos a fiscalização do Tribunal de Contas da União, as exigências ambientais e a disputa judicial de empresas que participaram da licitação, além da regularização fundiária para indenizar desapropriados.

 

Andamento das obras

Criticada por políticos, índios, religiosos e artistas, a transposição -que já gerou atos polêmicos, como as duas greves de fome do bispo de Barra (BA), dom Luiz Flávio Cappio, e a paralisação das obras, derrubada pelo Supremo Tribunal Federal- tem ocorrido tranquilamente nos últimos meses.O Exército constrói sem maiores obstáculos os canais de aproximação, para captar água nas margens do São Francisco, e os primeiros reservatórios em Cabrobó e Floresta.A desistência da empresa Camargo Corrêa de construir um dos trechos levou o governo a pedir pressa na instalação do canteiro de obras pelo novo consórcio contratado: as empresas Camter e Egesa. Ao todo são 1.268 pessoas trabalhando na obra, mas o governo espera chegar a 7.000 neste ano.A água do São Francisco será transportada em dois eixos. O norte partirá de Cabrobó e chegará a Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte, numa extensão de 426 km. O eixo leste sairá de Floresta e chegará a Monteiro (PB), percorrendo 287 km. A ideia é levar água às bacias de rios nas regiões secas do sertão, cariri paraibano e agreste pernambucano.

 

DO LEITOR

 

Turista em Sergipe: Um Pobre Invisível

E-mail de Leozirio Bomfim: “Neste Feriadão de Fim de Ano resolvi passa em nossa terrinha mesmo e acabei descobrindo que para os donos de bares e atrações turísticas de nosso estado somos todos invisíveis, fui com a família a um dos diversos bares da Sarney e chegando fiquei por mais de cinco minutos e nada de ser atendido, resolvi sai daquele lugar e fui embora sem ter sido notado pelos garçons daquele bar, parei em outro bar mais adiante e por minha surpresa foi a mesma coisa, como já estava estressado, após alguns minutos sem ser notado tive que ir ate o balcão pedir para que fosse atendido e  acho que pela reclamação que fiz fui muito mal atendido (parece que eles não precisam de nós turistas) para não me aborrecer mais fui embora atrás de outras atrações para passar meu fim de semana, como não conseguir ir a praia do saco porque a fila na balsa esta um absurdo,  acabei indo para o Boa Luz , coisa que me arrependo ate hoje, tudo caro, mal atendido, piscinas totalmente imundas, vários brinquedos sem funcionar e na saída ainda tiver que ter muita atenção porque a conta veio quase que duplicada. Pergunto será que o governador e as autoridades  turísticas de nosso estado estavam aqui nesse feriadão. Acho que não e com certeza foram passar em  estado com mais infra-estrutura turística e melhor atendimento que o nosso”.

 

Sergipe mal na fita e péssimo exemplo

E-mail recebido: “Depois do sucesso de São Cristóvão no sábado, no caldeirão do Hulk, eis que no domingo, já no fantástico, aquela ridícula e lamentável para todo o mundo a exposição de uma empresa clandestina de VANS, transportando e expondo ao perigo, pessoas que por causa de R$ 40,00 a menos numa passagem se sujeitam a esse tipo de situação. O interessante é saber que justamente o senhor Valdenes, presidente da COOPERTALSE, que tanto combate o transporte clandestino de passageiros em Sergipe, através de sua esposa e seus irmãos, exploram essas linhas de Sergipe para São Paulo e vice-versa. É um verdadeiro “monopólio”. Inclusive, naquele comboio, havia outra VAN sua que faz parte da frota reserva autorizada pelo DER/SE, para circular aqui e, que, se encontrava de viagem”.

  

Descaso no Detran

Da leitora Thyara: Aproveito o espaço que sua coluna sempre dá aos seus leitores para demonstrar toda a minha revolta com o serviço do Detran, que no segundo dia do ano que se iniciou, simplesmente não  funcionou, deixando milhares de usuários com provas marcadas para hoje sem qualquer explicação. Após quase dois meses de espera para fazer a prova teórica, o mínimo que eles poderiam ter feito era ligar para nós, para remarcar, já que eles possuem nossos telefones. Não vou perder tempo com palavras de revolta, embora as tenha, porque o que nos falta em relação ao Detran é uma atitude que demonstre que não estamos satisfeitos com seus serviços, e tampouco podemos negligenciar a corrupção, que tornam normais os pequenos favores, a irresponsabilidade e o descaso com os usuários”.

 

Investimentos na área da saúde I

É impressionante a má-vontade de alguns dos seus leitores – provavelmente bem poucos – para com a atual gestão da Secretaria Estadual de Saúde. Na sua coluna de 31/12, a propósito de falar do tema do “rompimento” entre o Governador e o ex-Secretário da Fazenda, um leitor anônimo entendeu por bem expor “as cenas de filme de terror” do Hospital João Alves (coincidentemente as mesmas palavras usadas naquela reportagem do Fantástico). Pois bem, registrando apenas alguns dados concretos, vale lembrar que: 1. Mais de R$ 72 milhões estão sendo utilizados, pelo Governo do Estado, na construção de dois novos hospitais, Lagarto e Estância, e recuperação de outros doze (Simão Dias, Boquim, Porto da Folha, Propriá, São Cristóvão, Nossa Senhora da Glória, Itabaiana, Neópolis, Tobias Barreto, Capela, Poço Redondo e Nossa Senhora do Socorro). 2. No próprio HUSE mais de R$ 6 milhões foram utilizados na compra de novos equipamentos e, com a reforma física do Pronto Socorro, já em processo licitatório, mais R$ 14 milhões serão utilizados. A propósito, agora em dezembro passado, nova área do Centro Cirúrgico foi entregue, com capacidade para novos 250 procedimentos ao mês. 3. Para as Clínicas de Saúde da Família, que ao final do Governo serão 100 em todos os 75 municípios sergipanos, já foram repassados R$ 58,5 milhões para que as licitações sejam realizadas ao nível dos municípios (muitas já se realizaram e mesmo agora, em dezembro, as duas primeiras destas Clínicas já foram inauguradas: em Laranjeiras e em Itabaiana).

 

Investimentos na área da saúde II

4. Também agora em dezembro, foi entregue à população o Hospital da Dengue (no prédio da Maternidade Hildete Falcão), com 100 leitos, primeiro do gênero no Brasil, como atuação preventiva do Governo do Estado no sentido do enfrentamento de alguma nova eventual epidemia que venha a ocorrer. 5. Vale lembrar que, na crise do ano passado, enquanto muitos Hospitais particulares cerraram suas portas sem condição de atendimento, o HUSE abriu mais de 300 leitos de hidratação para pacientes com suspeita de dengue (sem necessidade de operação de guerra, com tendas nas ruas, como ocorreu, por exemplo, no Rio de Janeiro). 6. A taxa de mortalidade geral no HUSE vem caindo gradativamente. Se em 2006 o índice era de 12,42%, no ano seguinte teve leve diminuição para 12,31% e em 2008 caiu para 11,06%. A queda também é verificada na taxa de mortalidade nas primeiras 48 horas, período que expressa a qualidade do atendimento na admissão do paciente. Há dois anos, ela era de 4,9% e hoje está em 3,66%. 7. O Centro de Oncologia do Hospital de Urgência de Sergipe Governador João Alves Filho (HUSE) alcançou um número recorde de atendimentos no ano de 2008. De acordo com o mais recente levantamento estatístico, a unidade atendeu em média quatro mil pessoas por mês, número que representa um aumento de 20% em relação ao ano passado 8. Resultados positivos na área da Saúde da Criança também marcaram o ano de 2008, pois, no que depender de Sergipe, o Brasil será uma das nações a diminuir em 2/3 os índices de mortalidade infantil. Alcançar essa redução significa para o país chegar a 18 óbitos por mil nascidos vivos, taxa superada pelo Estado, que hoje apresenta um índice de 17,10, segundo dados do IBGE. Há três anos, ele era 23,95, o que representa uma queda de 28,45%.

 

Investimentos na área da saúde III

9. Dados também do IBGE divulgados no início de dezembro apontam que a expectativa de vida em Sergipe subiu de 63,41 anos em 2006 para 70,93 anos em 2007. Com este aumento percentual de pouco mais de 10%, Sergipe tem a segunda maior taxa do Nordeste, ficando atrás apenas da Bahia, com 72 anos. O Estado também ultrapassa a média do Nordeste (69,71) e, de todos os estados nordestinos, é o segundo que mais se aproxima da média nacional de 72,57 anos. Duas observações, ainda: antes que alguns desses leitores carregados de má-vontade digam que estes dados são mentirosos, vale a pena ressaltar que eles são construídos a partir do levantamento efetivado por técnicos os mais variados, decentes, com larga experiência profissional, muitos deles servidores públicos há muitos anos. E mais, o leitor anônimo, mencionado lá no início, disse, no seu desabafo, que “é lamentável principalmente quando sabemos que o referido hospital tem uma equipe de “coordenadores” que recebem na faixa de 25 mil reais, assim como uma equipe de auditores do estado da Bahia que vem aqui mim (sic) parece uma vez no mês ou a cada 3 meses e ganham fortuna”. Essa valiosa informação que ele nos passa só tem uma falha: de natureza cronológica. Não se refere, em absoluto, à gestão atual (2007-2008). Quem sabe não se refira a algum outro momento “dantesco” do Hospital João Alves? Caro Claudio – com tudo isso, ainda há graves problemas e muito por fazer. Feliz 2009 para você e para seus leitores.  Fernando Monteiro – Assessor Técnico do Gabinete do Secretário de Estado da Saúde.

 

Secretariado sem surpresas em Simão Dias

Do leitor Pequeno: “O prefeito eleito Denisson Déda (PSB) anunciou agora a pouco seu secretariado em entrevista ao radialista Edelson freitas na Tropical FM. Segundo Déda, alguns departamentos já tem nomes definidos, mas deve anunciar apenas na próxima semana.  Veja os nomes:EDUCAÇÃO: Marcelo Domingos (amigo fiel); SAÚDE: Armandina Déda (prima); Administração e Planejamento, Marcos Domingos (irmão do seu amigo fiel); Obras, Antero (irmão de Jorge Rabelo – advogado  do PSB); Agricultura, AGRICULTURA: Lourival da Emdagro; Controle Interno, Jaqueline Contadora (Indicação de Valadares); Finanças, Antony Menezes (Aracaju); Ação Social, Emilia ( irmã de Luiz dos Reis – indicação de Valadares); Assessoria Juridica, Artur Tavares (governo de Zé Valadares); Chefe de gabinete, Uldilson Soares (Parabéns); Chefe de gabinete do vice, Luzia Dortas,  (prêmio por desistir de ser vereadora) e Recursos Humanos,

Jilvano (boa escolha)”.

 

Frase do Dia

”Eu ainda preciso de mais descanso saudável para trabalhar no meu máximo. Minha saúde é meu capital principal e eu tenho e quero administrá-la inteligentemente.” Ernest Hemingway.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários