Sobre tapiocas e ONGs…

0

 

 

Quando colunistas sérios, a exemplo do jornalista Josias de Souza, da Folha de São Paulo, começam a fazer ironia com coisas tão importantes quanto o desvio e a gastança ilícita dos dinheiros públicos, verdadeiramente, amigos leitores, é que as coisas não andam bem e os chamados excessos de corrupção entre certos homens públicos estão se tornando, além de escandalosos, rotineiros. Josias ironiza que no Senado, senadores da oposição e de outros partidos estão brigando e tornando uma questão de fim do mundo, a tal CPI dos cartões, já apelidada de CPI da tapioca, e não concedem a mesma atenção a outra CPI, já instalada, que vai investigar, ou diz que vai, mais 32 bilhões de reais desviados envolvendo 7.670 ONGs (Organizações-Não Governamentais).

 

O colunista acrescenta que os senadores estão mais interessados numa CPI ainda a ser criada que vai investigar entre outros, gastos de cartões corporativos de 461,16 numa loja de free shop  e de 8,30 pela compra de uma tapioca. A CPI já criada das ONGs ainda não saiu do lugar, mas a briga está feia pela criação e os postos da CPI da tapioca. E diz que os contribuintes ficarão de cabelo em pé ao saberem o quanto de dinheiro, o meu, o seu, o nosso dinheiro, foi desviado pelo ralo para os bolsos de alguns e o quanto o fisco foi lesado!

 

Se alguém bem informado nos bastidores do Poder diz isso, avalie o que vem por aí, o que somente concede a este colunista razão quando, em comentários anteriores, mostrou certa descrença e apelou para a própria dignidade de todos,  para continuar na luta para noticiar tudo que se passa, apesar das ameaças e dos processos. A célebre frase de Ruy Barbosa continua valendo e é época também de reler os sermões do padre Antônio Vieira!

 

  Lá, no centro do Poder e por aqui, nos nossos estados tão necessitados de tantas coisas, vários homens públicos estão perdendo por completo a compostura e cabe a cada um continuar vigilante e os poderes judiciários, além  do Ministério Público fazerem a sua parte, custe o que custar, inclusive colocando logo em pauta a tal reforma política e partidária com a função não somente de organizar mais essa área, mas principalmente fiscalizar e punir os faltosos, impedindo até que os mesmos tenham direito de se candidatarem. Do contrário vão continuar as batalhas verbais no Congresso Nacional, via tv, com acaloradas discussões que não levam a nada, tendo como resultado  o mesmo triste e banal fim: grandes pizzas que envergonham o país!

 

Ainda sobre ONGs

Este espaço ao comentar  sobre as CPIs dos cartões corporativos e das ONGs, mesmo com a informação que a relacionada a essas vai revelar mais desvio de dinheiro, é justo que se reconheça que não se pode incluir nisso tudo, nessa sujeira de desvios de dinheiro, todas as ONGs. Muitas delas vêm prestando relevantes serviços ao país e esse modelo de organização vem sendo adotado em todo o mundo, especialmente beneficiando os países onde existe mais pobreza. E os ideais de muitas ONGs são positivos e devem ser valorizados. Mas por isso mesmo deve-se esperar que o joio seja separado do trigo, porque a realidade é que algumas pessoas inescrupulosas aproveitam esse modelo de organização para benefício próprio. O que se espera é que, inclusive, se criem maiores exigências para que as ONGs sérias sejam beneficiadas e as suspeitas, não cheguem nem a serem criadas.

 

Navalha: Flávio quer voltar a trabalhar

Imagine, caro leitor, um envolvido em um esquema de superfaturamento de obras, com escutas feitas pela PF a pedido do STJ, voltar para o TC, como se não tivesse ocorrido? E o pior? Analisar as contas de diversos administradores e, até mesmo dar pareceres contrários a algumas delas. O conselheiro afastado do TC, Flávio Conceição entrou com um pedido de suspensão da liminar concedida pela juíza Simone Fraga.

 

Dever de preservar e proteger o dinheiro público

Flávio esquece que o TJ é composto de homens probos que zelam pelo interesse coletivo, que neste caso é a preservação do patrimônio público. No último sábado, Flávio Conceição assistiu o jogo do Botafogo no bar última Sessão como se nada tivesse acontecido. Além de torcer para o Botafogo torce para que o esquecimento e a impunidade sejam vitoriosos em Sergipe. Não só ele, mas os outros envolvidos.

 

Pirambu: MP entrar com Agravo Regimental

O Ministério Público Estadual ingressou ontem, 18, com um Agravo Regimental para que o Tribunal de Justiça possa rever a decisão do presidente, Artêmio Barreto, de arquivar o processo de pedido para prorrogar a intervenção de Pirambu. Além deste agravo outras ações estão sendo preparadas, inclusive por um órgão importante em nível federal.  

 

Vice afastado não pode assumir

Dificilmente o vice-prefeito afastado de Pirambu, Guilherme Jullius e a presidente da Câmara afastada conseguirão êxito nas ações que ingressaram na Justiça para reassumirem seus cargos. O vice afastado tem sérios problemas: além das contribuições partidárias que não foram declaradas ele era presidente do time Pirambu, que recebeu quase meio milhão da Prefeitura sem nenhuma prestação de contas.

 

Gasto com a saúde não foi cumprido em 2006

Como o discurso do governador na AL ontem, 18, foi de quase duas horas, pode ter passado despercebido. Ele não disse diretamente, talvez por ser um momento de confraternização entre o Legislativo e o Executivo, mas os números apresentados deixaram claro que em 2006, o Governo do Estado não cumpriu o que determina a Lei de Responsabilidade Fiscal com os gastos na área saúde. Tem muito prefeito que tem as contas rejeitadas por conta desta afronta a LRF. Será que o TC fará o mesmo com as contas de 2006?

 

Cenário estarrecedor no Banese

Outro cenário estarrecedor, que não foi novidade para este colunista, que sempre defendeu o Banese e os baneseanos, foi a transferência em 2006 de R$ 42 milhões do banco para o Governo do Estado. Com isso, em 2007, o banco teve que absolver R$ 32 milhões de prejuízo por conta deste excesso de transferência. Um detalhe: em 2007, foram transferidos do banco para o Governo do Estado, apenas R$ 1,2 milhão. Antes se inventava um lucro para gerar  uma receita fictícia e, conseqüentemente, um dividendo maior para os acionistas.

 

Nova invasão no bairro Aeroporto

Atenção Emurb, ou quem deve tomar as devidas providencias. No bairro aeroporto, no fundo de uma invasão que aconteceu há alguns anos, estão tocando fogo e aterrando uma ampla área para uma nova invasão, perto de um canal. Os moradores dos conjuntos residenciais já denunciaram, mas nada foi feito.

 

Aos servidores públicos

Em algumas secretarias e órgãos públicos tem pessoas chateadas com as denúncias que são publicadas neste espaço sobre o uso indevido dos veículos públicos. Muitas destas denúncias são frutos da própria observação deste jornalista que circula muito por toda cidade. Por exemplo, há cerca de quatro meses viu um gol cinza da PM entrando na pousada (motel) Poxim, na Avenida Tancredo Neves, próximo das 13h. O veiculo não estava identificado. Outras denúncias são feitas por amigos, por telefone e por leitores, por e-mail. As fontes são checadas antes de qualquer publicação. Este jornalista tem a certeza que a grande maioria dos servidores públicos é favorável que estes abusos acabem. Então, quem estiver chateado com este jornalista é porque usou indevidamente o veículo público. Pode fazer “biquinho”…

 

Topic com adesivo da Seed entregando panfletos

Na última sexta-feira, populares chamaram a polícia quando viram no centro da cidade uma topic com o adesivo da Seed, com pessoas entregando panfletos do senador Almeida Lima. O motorista foi parar na delegacia e teve que explicar que prestou serviços a educação, sub-locado por uma empresa. Para acabar com fatos a Seed pretende exigir que todos que prestam serviço, mesmo sendo sub-locados que atuem em tempo integral e não façam outro tipo de serviço.

 

Crise no setor têxtil atinge todo o país

Não é só o Estado de Sergipe que vem sofrendo com a crise no setor têxtil e o conseqüente desemprego. Uma das maiores fábricas do setor, a Coteminas, fechou uma unidade em Blumenau, demitindo 370 funcionários e outra em Monte Claros (MG), com mais de 800 funcionários. Uma das causas principais da crise no setor é a concorrência com os produtos asiáticos e a queda do dólar frente ao real que prejudica as exportações. Em Sergipe, o governo do Estado, através da Secretaria do Desenvolvimento Econômico, está mantendo entendimentos  com o Sindicato da Indústria Têxtil objetivando encontrar meios de minimizar os efeitos da crise que atinge o setor.

 

Candidatos sem votar e café da manhã para comemorar?

Ontem, 18, no Shopping Jardins, num bate papo em uma das cafeterias, o diálogo entre um advogado e um profissional liberal foi estarrecedor. Um advogado comemorava a falta de quorum na eleição da OAB e disse que a “vitória” será comemorada num café da manhã na próxima segunda-feira. O advogado citou também dois candidatos ao cargo de desembargador que estavam na porta e fizeram campanhas para os colegas não votarem, conseqüentemente também não votou. Chegou a citar o nome do advogado Jorge Rabelo. A coluna está apurando tudo e vai divulgar a relação.

 

JB fala sobre eleições municipais

O deputado federal Jackson Barreto (PMDB) concedeu entrevista ao programa Jornal da Ilha, comandado pelo radialista Gilmar Carvalho e falou sobre as eleições municipais deste ano. Em relação à Socorro o parlamentar afirmou que vai participar ativamente da eleição naquela cidade. “Eu vou estar no palanque em  Socorro, terei um candidato a vice que é o Betinho que, inclusive já foi convidado por alguns candidatos, mas nosso grupo só vai decidir quem será o principal candidato em meados do mês de maio”, afirmou.JB afirmou que a cidade que representa a maior dificuldade com relação às alianças é Itabaiana. “Tenho muito apreço por Maria Mendonça, mas em Itabaiana, Luciano Bispo é o nosso candidato, eu tenho obrigação de estar no palanque do meu partido, porque se eu for para o palanque de Maria Mendonça eu poderei até ser penalizado pelo meu partido”, disse.

 

Assaltos na região da praia da Sarney

De um comerciante da Sarney: “Os comerciantes da região da praia da Sarney estão abandonados e os assaltos são praticamente todo fim de semana. Teve um proprietário de um dos bares próximo ao antigo clube da telergipe que abandonou o negócio e todo o dinheiro investido depois que seu bar foi assaltado quatro vezes, sendo duas em um só mês, isso tendo o bar sido inaugurado em novembro de 2007. O extremo para ele foi o roubo até dos talheres de seu bar. Esse fim de semana houve mais um arrombamento em outro bar, levaram a bomba d água e dois botijões, os quais foram recuperados próximos a pista. A região precisa de mais rondas policiais, mais segurança para os comerciantes. Já existem inúmeros bares a venda pois ninguém que ficar arriscando a vida num lugar que é dominado por bandidos. Por favor  Cláudio Nunes, ajude-nos. Secretário Kércio Pinto, olhe por nós, ou a Praia da Sarney vai virar um local cheio de imóveis fechados, abandonados e dominados por marginais”.

 

Seminário Estadual do Programa de Água Doce

Na manhã de hoje, 19, em Aracaju, o deputado federal Iran Barbosa (PT) participa do Seminário do Núcleo Estadual de Sergipe do Programa de Água Doce, a convite do secretário Nacional de Recursos Hídricos e Ambiente Urbano, Luciano Zica. O evento será aberto às 9h, no Hotel Quality, em Aracaju. O seminário é promovido pela Secretaria Nacional de Meio Ambiente e Recursos Hídricos. Participam do evento, além de Zica e Iran, Renato Ferreira e Francisco Priscilla, do Ministério do Meio Ambiente, além do secretário estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Márcio Macedo e de técnicos de instituições.

 

Indignação com votação na OAB I

Desabafo do acadêmico Roberto Chagas: “Estou realmente indignado! Mais um papelão na OAB/SE, mais uma tentativa frustrada de salvar a imagem da ordem, imagem violentada tantas vezes numa só administração. Muitos candidatos que não tem votos suficientes para síndico de condomínio, os famosos “Pocas Urnas” e a Direção da OAB estão entusiasmados com a idéia do conselho escolher a lista sêxtupla. Esquecem-se, que existe o julgamento do mérito do mandado de segurança….  Está cedo para comemorar. Quanto ao quorum, tarefa difícil para uma só pessoa, mas que sem dúvida não chegaria aonde chegou, não fosse à capacidade de Dr. Edson Ulisses de agregar, transformando-se num imã de força de vontade e objetivo, que contagiou e atraiu a grande maioria de seus eleitores, sim, porque a quase totalidade dos eleitores presentes eram eleitores dele.

 

Indignação com votação na OAB II

“Quem estava presente viu um espetáculo de covardia, apenas um candidato trabalhando sua campanha, Dr. Edson Trabalhou como candidato único, foi zombado, sempre na surdina é claro, nenhum deles tem moral e muito menos coragem de enfrentar Dr. Edson Ulisses “olho no olho”, pelos pouquíssimos concorrentes acharam coragem de comparecer. Vi candidatos que apenas marcaram “pareça” para tentar passar a idéia que estavam em campanha, dois deles comemoram, quando perceberam que não seria possível atingir o quorum. Se a OAB tivesse coragem de divulgar lista de votantes, veríamos que não foram votar o Presidente Nacional da OAB, (César Britto), Conselheiros e alguns candidatos, não esquecendo do nosso “Henry BU”, que assume 2ª feira (18/02/2008), mas não pôde votar sexta (15/02/2008).Seja qual resultado deste imbróglio, este grande Guerreiro sairá fortalecido para outras lutas, que certamente virão.  Ao Guerreiro Solitário, independentemente do resultado desta farsa maquiada de eleição, ofereço meus cumprimentos e meus serviços, conjugados com minha mais profunda admiração”. Roberto Chagas (Acadêmico de direito / Unit – Itabaiana).

 

Conversas positivas I

O governador Marcelo Déda avaliou positivamente a viagem que fez a Brasília na semana passada. Durante os três dias que passou na capital federal, Déda conversou coordenador da bancada federal de Sergipe, deputado José Carlos Machado (DEM), e com o relator-geral da Comissão Mista de Orçamento, deputado José Pimentel (PT-CE). As discussões giraram em torno das emendas para Sergipe contidas no Projeto de Lei Orçamentária da União, em votação no Congresso Nacional. Com o fim da CPMF, Déda estava preocupado que com redução da arrecadação do governo federal, Sergipe tivesse vários de seus projetos prejudicados. No entanto, as conversas com o deputado José Pimentel foram bem proveitosas. Além de atender aos pedidos da bancada, o relator ainda incluiu, por solicitação de Marcelo Déda, mais R$ 60 milhões para reforçar os projetos de Sergipe. Com a inclusão desse valor, há uma previsão de que até o final de 2008 seja aberta a licitação para construção da ponte Estância – Indiaroba.

 

Membros do Partido de Sergipe

Déda elogiou o comportamento da bancada sergipana. O governador agradeceu aos três senadores e aos oito deputados federais que representam o Estado em Brasília. “Todos contribuíram assinando a ata, aprovando as propostas, dando todo suporte as decisões e encaminhamentos do deputado José Carlos Machado e dando sustentação e apoio às negações que feitas por mim e pelos deputados José Carlos Machado e José Pimentel”, afirmou Déda. “As pessoas que compõem nossa bancada foram neste momento membros do partido de Sergipe”, complementou Déda. Ele ainda destacou a conduta do coordenador da bancada sergipana, deputado José Carlos Machado. “Quero agradecê-lo. Eu acho que a política tem que ser dura, disputada, temos que explicitar nossas divergências. Mas seria uma indignidade se eu deixasse de reconhecer que a bancada funcionou unida em prol de Sergipe.Machado teve um comportamento republicano. Pela boca do governador, agradece todo o povo de Sergipe”.

 

Unidade do TRE no CEAC da rodoviária

Objetivando dar maior comodidade aos cidadãos sergipanos, uma equipe do Tribunal Regional Eleitoral, juntamente com uma equipe do Governo Estadual, visitou as instalações onde irá funcionar o novo CEAC – Centro de Atendimento ao Cidadão, no Terminal Rodoviário Governador José Rolemberg Leite. O CEAC da rodoviária nova como é conhecida, possivelmente estará funcionando a partir do inicio do mês de abril e funcionará como um cartório eleitoral, emitindo 2ª via de títulos, certidões, etc.

 

Sintese comanda a SEED I

De uma servidora pública: “Acompanhamos recentemente noticias acerca da Merenda Escolar.  Denúncias plantadas pelo Sintese, levaram a imprensa paga pelos dirigentes do sindicato, principalmente o programa do deputado suplente.  Todo mundo sabe que as licitações, pregões, etc. são realizados pela Superintendência de Compras da SEED, e apenas homologada pelo Secretário da Educação.  Acontece que na SEED, está montada uma rede de intrigas, cuja objetivo maior é desmoralizar o Secretário da Educação, que mesmo rodeado de assessores com gratificações de até R$ 4.000,00 (Juquinha, Fábio) não percebem que dentro da própria Secretaria são orquestradas estas notícias.   Quando vemos na televisão o Prof. Joel denunciando a Secretaria da Educação, este mesmo que indicou seu irmão para dirigir o Marco Maciel, nos parece piada.   Na ASPLAN, a Deputada Secretária indicou 80% do cargos na SEED.  Na ASPLAN, onde é articulado todo o boicote ao Secretário da Educação, sua Diretora, Professora de Educação Física, sem qualificação em planejamento, montou a republica da educação física, dividindo em grupos amigos e inimigos”.

 

Sintese comanda a SEED II

Continua a servidora: “Tá na hora do Senhor Secretário tomar uma decisão no sentido de colocar ao Sr. Governador que, é impossível administrar a Educação com tantos inimigos ao redor, estes membros do Sintese, grupo fechado que só olha para o próprio umbigo.  Quem não lembra da Deputada Ana Lúcia na Educação do município?   Ela não está fisicamente na Educação, mas suas representantes não pessoas terríveis, que perseguem, boicotam e nada planejam.   Caro Cláudio,  você que é bem informado, sabe do que é capaz esse pessoal do Sintese.   Governador, dê condições ao Secretário da Educação desenvolver um belo trabalho na educação.   Pelo amor de Deus livre a educação dos Sinteses da vida, e verá quanta capacidade tem os servidores da educação em brilhar os caminhos do desenvolvimento”.

 

Frase do dia

“O que teria levado uma utopia/projeto tão generoso como o socialista – que chegou a tornar-se alternativa concreta à opressão, alienação e exploração capitalista – à situação de infortúnio que se encontra já há, pelo menos, duas décadas? Significaria isso a vitória da superioridade do capitalismo sobre o socialismo?” José Antônio Segatto, professor e sociólogo da Unesp.

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais