Toffoli inventa histórias

0

Presidente do Supremo Tribunal Federal, o Ministro DiasToffoli está sendo massacredo nas redes sociais porque teria afirmado que o Presidente Jair Bolsonaro lhe deve um grande favor. É que ele teria defendido o então presidente eleito de ataques políticos de militares, que não queriam vê-lo assumindo a Presidência da República. Ora, como ninguém se lembra de ter visto ou ouvido o Toffoli defender o atual Presidente da República, chegou-se a conclusão de que tudo não passou de balela. Ou seja, tais fatos não teriam se passado. Foi invenção pura e simples para pode se aproximar do Presidente Bolsonaro, agora que o prestígio dele, Toffoli, anda lá embaixo. Aliás, como de resto o prestígio de todos os integrantes da Corte. O próprio Presidente Bolsonaro apenas pôs no rosto um sorriso de incredulidade, como dizer “mas não é possível”.

A Carta de Aracaju

A V Reunião dos Presidentes de Assembleias Legislativas do Nordeste – a exceção de Pernambuco e Rio Grande do Norte que ainda não aderiram ao colegiado – realizado na manhã de sexta-feira em Aracaju, foi um sucesso absoluto, o que se refletiu na chamada “Carta de Aracaju”, assinada por todos os presidentes de Legislativos e divulgada logo em seguida com todos os jornalistas presentes. O colegiado defendeu a unidade do país passando longe deles qualquer iniciativa que signifique o desmantelamento do país. O Colegiado propõe-se a estimular e aprovar Fundos Municipais de Proteção aos Idosos, com o fim de destinar recursos para políticas pública de caráter permanente. O Colegiado também debateu o saneamento básico que representa uma questão além da saúde pública. O Marco Regulatório do Saneamento. “É absolutamente indispensável que seja garantido o envio do projeto à Câmara dos Deputados o que confere mais espaço de atuação para o setor privado na exploração dos serviços de saneamento Mais adiante, a Carta de Aracaju diz que na perspectiva a da proteção constitucional ao idoso e com o objetivo de fortalecê-la em tramitações futuras. O Colegiado endossou a sugestão do Governador Belivaldo Chagas no sentido que as Assembleias pudessem aprovar cada uma, moções. Tal proposição visa permitir que parte dos recursos dos Fundos Constitucionais do Nordeste, do Norte, Nordeste, Centro Oeste, possam ser utilizados pelos Estados através através de instituições financeiras oficiais. Ao final do encontro, os parlamentares comprometeram-se a envidar esforços no sentido de atrair as Assembleias Legislativas de Pernambuco e do Rio Grande do Norte. Marcado para começar as 10h da manhã, a Reunião, a 5ª que reuniu os parlamentares de Estados Nordeste só foi encerrada as 11h30, com o lançamento da Carta de Aracaju.

É greve porque é greve

Os professores estão convocando greve geral para amanhã, 13 de agosto, em todo o País. Aracaju já aderiu ao movimento paredista.

O slogan desta nova greve é que é interessante: “É greve porque é greve”. A greve é contra o desmonte da Educação e em defesa do direito à entidades sindicais e movimentos com direito à aposentadoria.

A greve começa as 8h da manhã com uma manifestação em frente ao Palácio de Despachos.

Agora vetado projeto volta depois

Os três vetos apostos pelo governador em projetos de lei aprovados pela Assembleia Legislativa, dois vetos foram mantidos integralmente, mas um terceiro não logrou aprovação. É o projeto de lei de Redação Final da autoria do ex-deputado Augusto Bezerra. Institui a política estadual de reinserção social de dependentes químicos. O deputado Capitão Samuel diz que pretende reapresenta-lo nos próximos dias, depois de conversar com a PGR para saber onde está a ilegalidade.

Comentários