“A vitória de Déda o qualificou”

0

Um dos grandes questionamentos das últimas eleições para a Prefeitura de Aracaju foi se realmente, caso reeleito, o prefeito Marcelo Déda cumpriria seu mandato até o final. Após o pleito, algumas reuniões entre lideranças políticas já começam a ser feitas e aumentam os indícios de que Déda é um forte candidato ao Governo do Estado.

 

Segundo o deputado Jackson Barreto, ainda não estão sendo traçadas estratégias nesse sentido porque é muito cedo. “Sábado, almoçamos na casa de Valadares com o prefeito Marcelo Déda, mas não discutimos estratégias para 2006. Estamos atuando no sentido de trabalhar oferecendo suporte à capital e ao interior do Estado”, explicou.

 

Jackson afirmou que todos os participantes da reunião têm definidos propostas e objetivos para 2006. “A vitória da oposição foi muita clara em todos os lugares de Sergipe. O governador não se preocupe em contestar isso porque não se contesta aritmética com palavras. Evidente que as oposições têm, hoje, o direito de conversar sobre projetos alternativos para 2006”.

 

O deputado deixou bem claro que ninguém ainda foi cotado para disputar o Governo do Estado, mas que Marcelo Déda é um nome forte devido ao resultado obtido na votação pelo atual prefeito da capital sergipana. “Ninguém é cego para não ver que a vitória de Déda o qualificou para disputar o cargo de governador nas próximas eleições”.

 

Quanto ao atual governador, João Alves Filho, Jackson fez questão de deixar claro sua oposição, afirmando que João era muito feliz quando sua família era pequena, uma vez que hoje, “o governo parece uma casa da mãe Joana. João puxa de um lado, Maria do outro, o filho de outro, o genro de outro. Então, meu amigo, é muito difícil querer comandar o Estado com cada um da família querendo um pedaço do governo”.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais