Meteorologia prevê chuvas frequentes até a próxima sexta-feira, 12

0
Em relação às temperaturas, Overland diz que não haverá grandes alterações entre as máximas e mínimas (Foto: arquivo/ Portal Infonet)

A capital sergipana amanheceu nesta terça-feira, 9, debaixo de fortes chuvas. Segundo o meteorologista Overland Amaral, a tendência é que as chuvas sejam frequentes até a próxima sexta-feira, 12. Ele explica que o vapor de umidade vai se prolongando e, com isso, pancadas de chuvas deverão ocorrer principalmente no início da noite até início do dia seguinte.

“Essas chuvas são características do inverno porque embora não sejam intensas durante todo o dia, apresentam uma certa frequência em períodos característicos, como início da noite e madrugada”, resume Overland. Ainda segundo o metrologista, nesta quarta-feira, 9, promete chover ainda mais em comparação com as primeiras horas da manhã desta terça. “Tudo indica que amanhã o volume de chuvas será ainda maior”, alerta Amaral.

Em relação às temperaturas, Overland diz que não haverá grandes alterações entre as máximas e mínimas. “As temperaturas deverão variar entre 20ºC e 21ºC para as mínimas; e entre 26ºC e 27ºC para as máximas”, afirma.

Alerta da Defesa Civil

A Defesa Civil Estadual recomenda que a população se mantenha atenta e evite enfrentar o mau tempo. É preciso redobrar a atenção às alterações nas encostas e evitar usar aparelhos eletrônicos ligados à tomada. “As pessoas devem ficar atentas aos eventos de chuva que possam trazer prejuízos, permanecendo abrigadas em lugares seguros. As coordenadorias de Defesa Civil nos municípios também devem se manter em alerta, para o caso de precisar acionar seus planos de contingência em áreas de risco”, indica o secretário executivo da Defesa Civil Estadual, major Luciano Queiroz.

Quem desejar receber os alertas da Defesa Civil via SMS, deve enviar mensagem para o número 40199, informando o CEP da localidade sobre a qual deseja saber. Situações de emergência devem ser informadas pelo telefone 193. Na capital, intercorrências também podem ser comunicadas pelo número 199.

por João Paulo Schneider

Com informações da Secom/SEIT/SEAGRI

Comentários