Excesso Coronéis R2 são tema de audiência no MPE

0

Reunião na assembléia vai discutir a situação
Na manhã desta terça-feira, 16, aconteceu uma reunião no Ministério Público Estadual (MPE) para tratar da discussão em torno do excesso de coronéis R2 no comando da Polícia Militar de Sergipe. Atualmente existem 27 coronéis no comando da PM.

“Existem sete funções de comando de coronéis na polícia, mas são 27 coronéis ocupando esses postos. É uma situação que foi colocada ao longo da reunião e é necessário que haja um equacionamento desta situação, já que existem pessoas além do número de cargos ou de funções que permitem a sua ocupação”, destacou o promotor Dejaniro Jonas.

O promotor contou que a Secretaria de Segurança Pública não enviou nenhum representante para a audiência. “A PM mandou um documento por escrito a cerca da situação, ouvimos a PGE e os gestores das entidades que representam a categoria dos Policiais e dos bombeiros”, informou.

Dejaniro afirmou ainda que não há definição sobre o assunto. “No momento não existe entendimento sobre o tema porque documentos novos foram trazidos ao conhecimento do MP e é necessário que a gente faça um estudo e análise dos mesmos para tomar providências ou no  sentido do seu arquivamento em razão de uma sentença judicial, ou no sentido da adoção de outra medida judicial se por acaso for possível essa hipótese”, finalizou.

Para o capitão Samuel da Polícia Militar, a situação prejudica outros oficiais da corporação. “Nós temos uma visão de ilegalidade, ou seja, temos casos de capitães nossos que não foram promovidos porque existe uma lei que cria as vagas para eles, mas não foi colocada na legislação da corporação a previsão desta lei”, contou.

Segundo o capitão da PM,o problema poderia ser minimizado com a colocação de alguns oficiais na reserva. “Na lei que cria o cargo para os R2 diz que ao completar 30 anos eles devem ser colocados na reserva remunerada. Nós já temos quatro oficiais coronéis R2 em condição que não foram colocados na reserva ainda. De um lado o governo diz que tem excesso de coronéis, por outro lado nós temos 4 que já deveriam estar na reserva e estão na ativa”, falou.

Estiveram presentes representantes da Procuradoria Geral do Estado, Associação dos oficiais da Polícia Militar e da Associação Beneficente dos Servidores Militares de Sergipe (ABSMSE).

Por Bruno Antunes

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais