Falta de sinalização em avenida do Santa Maria provoca acidentes

0

Bicicletas circulam no meio da avenida
Há dez anos que os moradores do Santa Maria, localizado na zona sul da capital, reclamam dos perigos da avenida principal do bairro. Além da imprudência dos motoristas, que costumam dirigir em alta velocidade, a falta de sinalização é um problema que tem ocasionado inúmeros atropelamentos e acidentes automobilísticos.

“Para desviar dos quebra-molas que a SMTT [Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito] colocou por causa dos colégios que ficam próximos, os motoristas invadem o espaço dos carros que vem em direção contrária”, diz o morador Gilmar Santos, que possui um estabelecimento comercial na avenida. “Quando isso não resulta em colisão frontal, resulta em atropelamento de ciclistas e pedestres”, completa.

Em relação à falta de acostamento, os moradores reclamam que a avenida é muito estreita. “Numa avenida de mão dupla, o ideal é que haja espaço o suficiente para que os dois carros passem tranquilamente, o que não ocorre aqui. O espaço é tão pequeno que os carros tomam o lugar dos ciclistas e dos pedestres”, diz a moradora Carmem Santos.

Crianças são vítimas potenciais de atropelamentos
Esse problema se torna ainda mais alarmante por causa do número de crianças que circulam no local. “Há escolas aqui perto e a crianças têm o hábito de utilizar a bicicleta para brincar. Como elas são mais descuidadas que os adultos, acabam se tornando potenciais vítimas de atropelamentos”, conta Carmem.

O descaso das autoridades tem preocupado os moradores. “Há dez anos que a gente reclama dessa situação e as autoridades não fazem nada. A prefeitura está mais preocupada em urbanizar e modernizar os lugares por onde passam os turistas, como a avenida Beira Mar e a Orla de Atalaia”, reclama o morador Damião Santos.

Por Carla Santana

Comentários