Irmã de deputado pode estar envolvida em crime

0

Dois dias antes do pleito eleitoral de 2004, a polícia decretou a prisão preventiva de três pessoas, entre elas, a irmã do deputado estadual João das Graças. Tânia Márcia Nunes dos Santos, “Gordo” e “Careca”, como são conhecidos, são acusados de envolvimento no assassinato do ex-corretor de seguros Manuel Neto, de 32 anos.

A acusada, Tânia, é ex-esposa de Manuel Neto e irmã do deputado. De acordo com as informações de uma rádio local, Tânia é acusada de ter encomendado a morte do ex-marido pela quantia de R$ 5.000. Segundo a polícia, o crime aconteceu durante uma viagem. Tânia, por algum motivo, convenceu seu marido a parar o carro num ponto da estrada onde estavam os outros dois participantes. Após entrarem no carro, ambos assassinaram Manuel.

 

De acordo com o coordenador de delegacias da capital, os acusados José Carlos Ribeiro dos Santos (Careca) e Erick Monte Santos Ribeiro (Gordo) eram amantes de Tânia. Todos os envolvidos já confessaram a participação no crime. Segundo o coordenador, o deputado João das Graças pediu para que todos os fatos foram apurados da melhor maneira possível e colaborou com a polícia para a investigação do crime.

 

Apesar de ter sido decretada a prisão ainda no início do mês, a polícia preferiu manter em sigilo os nomes dos acusados e efetuou a prisão apenas ontem.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais