Presa quadrilha suspeita de assaltar a Maratá

0
O assalto foi realizado no dia 21 do mês passado (Foto: Arquivo Portal Infonet)

Menos de um mês após o assalto a Indústria Maratá em Itaporanga D’Ajuda, policiais do Complexo de Operações Policiais Especiais (Cope), junto com o Departamento de Inteligência da Polícia Civil (Dipol) realizaram uma operação nos estados de São Paulo e Goiás e prenderam cinco dos seis envolvidos no crime. As prisões foram pedidas por meio de mandado judicial expedido pela comarca de Itaporanga D´Ajuda.

Participaram da ação das prisões que foram efetuadas no último domingo, 19, 15 policiais do Cope que estavam nos estados realizando levantamentos há cerca de 10 dias.

De acordo com o delegado Cristiano Barreto, chamou a atenção o modo de operação dos criminosos e o sotaque dos integrantes. A informação do delegado é que no dia anterior ao assalto a Maratá, outra indústria localizada na mesma região também foi assaltada. Nos dois assaltos a polícia encontrou semelhanças.

Dos cinco presos, dois foram detidos em São José do Rio Preto e três em Goiânia. A expectativa da polícia é que pelo menos três presos cheguem a capital sergipana na tarde desta segunda-feira, 20.

Com a prisão a polícia conseguiu desarticular a quadrilha que estava agindo em vários estados. “Por conta de extensa folha criminal muitos desses integrantes estavam utilizando documentos falsos”, afirmou o delegado.

O nome dos envolvidos não foi divulgado. A polícia ainda procura um sexto suspeito de ter entrado na Maratá e subtraído valores.

Por Kátia Susanna

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais