Governo finaliza pagamento de artistas do Arraiá do Povo

0
O evento aconteceu entre os dias 18 e 30 de junho na Orla de Atalaia (Foto: Pritty Reis)

O Governo de Sergipe, através da Secretaria de Estado da Cultura, finalizou nesta sexta-feira, 14, o pagamento dos artistas que se apresentaram no Encontro Nordestino de Cultura – Arraiá do Povo 2018. O evento, que aconteceu entre os dias 18 e 30 de junho, na Praça de Eventos da Orla de Atalaia, é considerado um dos maiores e mais tradicionais festejos juninos do país, com cerca de 100 atrações, sendo a maioria de artistas sergipanos.

Pelo quarto ano consecutivo, todas as atrações do evento foram contratadas através de edital de seleção, garantindo assim um processo transparente e democrático. “Em mais uma edição dessa grande festa, buscamos mostrar a autenticidade da nossa cultura regional e do nosso forró, através de um trabalho de equipe pensado para o público sergipano e também para os turistas que visitam o nosso estado movimentando nossa economia e o turismo em Sergipe”, enfatiza o secretário de Estado da Cultura, João Augusto Gama.

Com um custo total de aproximadamente 2,6 milhões, o Encontro Nordestino de Cultura 2018, que abrange os Arraiás do Povo, do Arranca Unha e do Gonzagão, foi financiado com recursos do Governo de Sergipe (R$ 791 mil), Ministério do Turismo (R$ 822 mil), Ministério da Cultura (R$ 400 mil), Banese (R$ 400 mil), Caixa Econômica Federal (R$ 100 mil) e Sebrae (R$ 40 mil).

Para os organizadores do evento, o reconhecimento da população foi motivo de grande alegria, principalmente pelo esforço empenhado para a realização do Arraiá do Povo, considerado o maior evento junino do estado. “A nossa política de priorização dos artistas da terra na composição da programação foi realizada em mais esta edição. Cerca de 100 grupos e artistas sergipanos participaram do evento, marcado pela segurança e alta assiduidade do público que lotou as 13 noites de festa”, destacou o superintendente executivo da Secult, Irineu Fontes.

Os pagamentos das quadrilhas juninas que participaram dos concursos do Espaço Cultural Gonzagão e do Arraiá do Arranca Unha, no Centro de Criatividade, também foram efetivados, assim como os grupos que participaram do edital de seleção da Feirinha do J. Inácio, além das despesas referentes à contratação de estrutura e serviços terceirizados nesses festejos.

Fonte: Secult

Comentários