Fafen tem duplicação adiada

0

Por iniciativa do deputado Albano Franco, parte da bancada sergipana, esteve com o presidente da Petrobras, Sérgio Gabrielle, com a finalidade de fazer cobranças sobre assuntos de interesse do Estado. Na oportunidade, o presidente da estatal disse da inviabilidade econômica de duplicação da FAFEN, em face do baixo preço da tonelada de uréia no mercado internacional, especialmente o praticado pela Rússia, maior produtor mundial, que coloca este fertilizante no Brasil a um preço 75% inferior ao aqui vigente.

Frustra-se, pelo menos temporariamente, a possibilidade de ampliação desta fábrica de grande repercussão para a economia sergipana, que vinha sendo reivindicada à Petrobras pelo Governador Marcelo Deda.

Por Ivan Valença

Comentários