Governo propõe perdão de dídivas a agricultores

0

Beneficiados são do semiárido e montante chega a R$ 1 bilhão
O Governo prepara uma medida provisória que dará perdão a todas as dívidas de até dez mil reais dos agricultores do semiárido com o Banco do Brasil e com o Banco do Nordeste. Somadas, as benesses chegam a um  bilhão de reais, conforme os cálculos do ministério da Fazenda.

Serão beneficiados cerca de 270 mil agricultores, de uma região que se estende por todo o Nordeste e áreas de Minas Gerais e Espírito Santo. O acordo para o perdão das dívidas está sendo fechado entre o ministro da Fazenda, Guido Mantega e o líder do PMDB no Senado, Renan Calheiros. Um texto prévio da medida provisória a ser baixada nos próximos dias diz que as dívidas acima de quinze mil reais deverão ter um abatimento, mas sem o perdão total como as que alcançam até dez mil.

O Senador Renan Calheiros explica que muita gente não tem como pagar essa dívida, que era de dois mil reais e agora chegou a dez mil ou mais. “Muitos pegaram o dinheiro para comprar uma ou duas vacas; hoje as vacas já não existem mais”, disse. Segundo o Senador, as dívidas aumentaram por causa dos juros praticados no Brasil, o que inviabilizou a possibilidade de pagamentos delas.

Por Ivan Valença

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais