Inaugurada mais uma indústria com apoio da Sedetec

0

Cachaçaria é genuinamente sergipana (Fotos: Jairo Andrade/Sedetec)

Na última sexta-feira, 21, foi inaugurada a Indústria e Comércio de Bebidas Jardim das Laranjeiras, situada na BR 235, Km16, município de Laranjeiras, dentro do complexo da Fazenda Boa Luz.

Trata-se de um empreendimento no setor de produção de destilados em alambique de cobre, cuja matéria-prima deriva da cana-de-açúcar plantada em fazenda própria, sem adição de elementos químicos, e que conta com o apoio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia (Sedetec), através da Companhia de Desenvolvimento Industrial e Recursos Minerais de Sergipe (Codise).

“Mais essa inauguração de um grande empreendimento é algo que nos enche de orgulho e satisfação, pois nesses momentos é que se percebe o interesse e empenho do empresariado sergipano, como é o caso dos amigos da Boa Luz, e de outros Estados em investirem em Sergipe”, avaliou o secretário Zeca da Silva, da Sedetec, ressaltando que investimentos desse porte contribuem também para divulgar o Estado. “Tenho certeza que a excelência do produto aqui fabricado será também uma forma de levar o nome de Sergipe e de nosso povo trabalhador para todo o país e até para o mundo”.

Secretário Zeca da Silva no momento da inauguração junto com os empresários

A cachaçaria é genuinamente sergipana. Mais uma iniciativa dos empresários Lauro Menezes e Lauro Filho que decidiram apostar alto no empreendimento e investiram cerca de R$ 3 milhões para lançar três marcas de cachaça artesanal com alto padrão de qualidade e que, muito em breve, irão ajudar a colocar Sergipe em destaque nesta área. “Essa indústria idealizamos há cinco anos e fomos buscar consultorias pelo país, a exemplo do rei da cachaça, Antônio Rodrigues, que nos deu todo esse know-how. Nós queremos produzir 200 mil litros/ano em 2012, com a perspectiva de dobrar essa produção em 2013”, afirma Lauro Menezes.

Segundo o empresário, as cachaças serão produzidas com as melhores técnicas que existem no ramo, aproveitando apenas o coração da cana para ser fermentada e destilada descartando a ‘cabeça’ e o ‘rabo’, termos usados como referência para as extremidades. “O carro chefe será a cachaça Boa Luz. Ela será extremamente sofisticada para disputar com as melhores do Brasil. As outras serão a Xingó Ouro, um blend envelhecido em barris de carvalho e de castanheira, dando uma coloração mais clara. A terceira é a Xingó Prata, que será uma cachaça branca, descansada em dornas de inox, ideal para caipirinhas e muito apreciada pelos amantes de cachaça branca”, detalha Lauro.

De acordo com a gerente administrativa da cachaçaria, Marília Aparecida Farias Mello, serão gerados 30 empregos diretos, mas a intenção é logo aumentar a produção e, consequentemente, o número de pessoas trabalhando. “Estamos ainda em fase de adequação, mas a grande ideia é, além de fornecer rentabilidade para o Estado, trazer mais empregos. O governo do Estado, através da Codise e da Sedetec, nos incentivou bastante com os incentivos fiscais. A expectativa de agora em diante é a melhor possível”, garante.

Fonte: Ascom Sedetec

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais