Sergipe move ações contra Da Silva

0

O “caso” Da Silva voltou à baila e agora já nas esferas judiciais, policiais e esportiva. Ontem o vice-presidente do Sergipe, o desportista Ramon Barbosa disse que o  advogado Genisson Silva moveu uma ação criminal contra o atleta, que além, de assinar contrato com o Sergipe e optar pelo Confiança assume que recebeu do time rubro a importância de R$ 8 mil.

Além da ação criminal, os dirigentes rubros deram entrada de uma queixa crime na Delegacia de Defraudações, registrando um boletim de ocorrência. “O caso está com o advogado  Genisson Silva, que está tomando as medidas cabíveis. Depois dos registros policiais e judiciais, vamos encaminhar uma documentação à CBF, comprovando que o atleta  assinou contrato com o Sergipe, recebeu o dinheiro e depois foi para outra equipe”, disse Ramon Barbosa.

Segundo informações de diretores do clube do bairro Siqueira Campos, o atacante Da Silva recebeu em dinheiro o valor de R$ 2 mil e mais R$ 6 mil em cheque para firmar contrato com o alvirrubro, fato que não foi cumprido pelo jogador, que acabou assinando com o rival, Confiança, para a temporada deste ano,

“Da Silva, que estava acompanhado por seu irmão, foi até o escritório do presidente Antonio Soares da Mota, situado na Avenida Tancredo Neves e lá recebeu um cheque no valor de R$ 6 mil e mais R$ 2 mil em dinheiro, além de ter solicitado duas camisas do Sergipe, que foi providenciada por Motinha. O jogador chegou assinar um contrato preenchido e um outro, ele, Da Silva, deixou em branco”, revelou o gerente de futebol Roberto Arcieri.

Questionado sobre o assunto, Da Silva se esquiva e diz que não quer falar, pois o problema está com o seu advogado, que é o responsável pela sua defesa, em todo o processo.

Fonte: Federação Sergipana de Futebol

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais