Apenas 10 cidades sergipanas ainda não registraram óbitos pela Covid

0
Interior vive momento de alerta para descentralização de casos (Foto: Freepik)

A escalada do contágio da Covid-19 já atinge todos os 75 municípios sergipanos. Em mais de 120 dias de pandemia, os números de infecções continuam subindo aceleradamente e preocupando as autoridades de saúde. O estado já soma 45 mil casos confirmados e 1.125 mortes. Das 75 cidades sergipanas, apenas 10 não registram mortes provocadas pelo vírus.

Amparo de São Francisco, Canhoba, Graccho Cardoso, Itabi, Macambira, Malhada dos Bois, Nossa Senhora da Aparecida, Santa Rosa de Lima e São Miguel do Aleixo formam a lista de municípios que não registraram vítimas fatais até o momento.

O interior vive um momento de alerta para a descentralização dos casos da doença, conforme já tem ocorrido em alguns outros estados brasileiros. A descentralização de casos da doença da Região Metropolitana para o interior do estado levanta a preocupação da assistência de saúde dos médios e pequenos municípios. Em muitos casos, as cidades possuem apenas unidades de atendimento básico e, em caso de agravamento dos pacientes com a doença, precisam transferir os infectados para hospitais regionais de municípios vizinhos – que já sofrem com a pouca oferta de leitos de UTI.

Há cerca de 10 dias, o Hospital Universitário de Lagarto, por exemplo, recebeu a ampliação de 10 leitos, conforme informações do Governo do Estado. Apesar da tentativa de expandir leitos, o Governo tem encontrado dificuldades de mercado, de recursos e de profissionais para efetivar a ampliação de mais unidades de tratamento intensivo.

Segundo dados da Secretaria de Estado da Saúde (SES), divulgados neste domingo, 19, em Sergipe há 724 pessoas internadas com a Covid-19, 293 delas em leitos de UTI, ou seja, em quadro de saúde delicado. Somando rede privada e público, o Estado ainda oferta 27 leitos de UTI.

Por Ícaro Novaes

Comentários