Aracaju recebe sedativos para intubação e alivia estoque perto do fim

0
Estoques estavam praticamente esgotados nas unidades municipais (Foto: Ilustrativa/Pixabay)

Sob o risco de ter o estoques de medicamentos para intubação de pacientes zerados e comprometer a assistência médica durante o período de pandemia, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) recebeu na tarde desta quarta-feira, 5, uma remessa com sedativos para abastecer as unidades do município que estão administrando pacientes com a Covid-19. Foram cerca de 2.500 medicamentos encaminhados pelo Ministério da Saúde, suficientes para garantir a assistência médica por pelo menos 12 dias, segundo a SMS.

Foram recebidos 2.213 doses de Besilato de Atracúrio 10MG e 486 doses de Brometo de Rocurônio 10mg. Conforme informações da SMS, os medicamentos já estão sendo distribuídos entre as unidades municipais, responsáveis pelos cuidados de metade dos pacientes diagnosticados com o vírus em Sergipe.

Antes da chegada dessa remessa, a SMS vinha alertando que os estoques estavam perto do esgotamento, e durariam no máximo três dias. A deficiência no abastecimento de medicamentos essenciais no processo de intubação de pacientes é observada em todo território nacional. Em Aracaju, a Prefeitura desde o mês de julho tenta, através do Ministério Público Federal, ações para garantir o abastecimento.

De acordo com a secretária municipal de Saúde, Waneska Barbosa, a durabilidade dessa remessa de medicamentos vai depender do avanço da pandemia nos próximos dias. “O Ministério da Saúde encaminhou um quantitativo que nos dá cobertura no tratamento por aproximadamente 12 dias. Se conseguirmos regular os pacientes mais graves de forma rápida e caso não tenhamos pacientes com dificuldade de sedar, o consumo dessas medicações dura um período maior, podendo chegar a 30 dias. Por isso, reforçamos a necessidade de seguir as recomendações sanitárias de uso de máscara, distanciamento social, lavagem constante das mãos”, explica a gestora.

Com informações da SMS

Comentários