Gestores do Santa Isabel são ouvidos na CPI da Saúde

0
Gestores do Hospital Santa Isabel foram ouvidos nesta segunda-feira, 30 (Foto: Heribaldo Martins)

Três gestores do Hospital e Maternidade Santa Isabel foram ouvidos na tarde dessa segunda-feira, 30, na Câmara Municipal de Aracaju, pelos vereadores que integram a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Saúde.

O vereador Isac Silveira, que é relator da CPI da Saúde, disse que os gestores relataram que as dificuldades financeiras do hospital se devem ao atraso nos repasses do Governo do Estado. “De acordo com os gestores, há uma fatura vencida no valor de R$ 1.533.584,11, que é referente aos serviços prestados nos meses de abril e maio, além de outra fatura prestes a vencer no valor de R$ 1.226,000 relativo ao serviço de junho. Eles alegaram que estão pagando as despesas com recursos que estavam guardados”, detalha.

A suspensão dos atendimentos na urgência do Santa Isabel foi alvo de críticas pela CPI da Saúde. Na visão do relator, mesmo sendo o mais organizado, do ponto de vista orçamentário, entre os hospitais filantrópicos, o Santa Isabel precisa adotar medidas de reestruturação para que se mantenha como uma unidade de porta aberta para atendimentos de partos e tratamento de crianças.

SES

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) informou que realizou nesta segunda-feira o repasse no valor de R$ 1.226.867,29 referente ao contrato com o Hospital Santa Isabel.

CPI da Saúde

A CPI da Saúde foi instaurada para investigar os contratos firmados entre a Prefeitura de Aracaju e os hospitais filantrópicos. Os vereadores fizeram visitas às unidades hospitalares e requisitam uma série de documentos. Nessa segunda fase, estão sendo ouvidos gestores dos hospitais filantrópicos. Na próxima fase, o relator deverá apresentar um relatório que será submetido à votação dos integrantes da CPI. Esse parecer vai indicar se houve irregularidades e pedir, ou não, a punição dos envolvidos aos órgãos de justiça.

por Verlane Estácio

Comentários