Profissionais da saúde fazem manifestação em frente a SES

0
Em greve por tempo indeterminado, os trabalhadores da saúde fizeram ato em frente a SES (Foto: Sintasa)

Profissionais da saúde que atuam nas unidades da Fundação Hospitalar de Saúde (FHS) e na Secretaria de Estado da Saúde (SES), em greve por tempo indeterminado desde a última quinta-feira, 15, fizeram um ato em frente ao Centro Administrativo da Saúde na manhã desta sexta-feira, 16.

De acordo com Sindicato dos Trabalhadores na Área da Saúde do Estado de Sergipe (Sintasa), durante assembleia realizada ontem, a categoria decidiu que serão feitos atos diariamente em frente a SES.

Trabalhadores lutam por auxílio alimentação, insalubridade e revisão do Plano de Carreiras (Foto: Sintasa)

“A pauta que foi enviada para categoria foi rejeitada. Nós queremos a antiga pauta, que contemple o auxílio alimentação, a insalubridade dos servidores e revisão do Plano de Carreiras. A gente quer sentar para negociar e ter datas exatas de pagamento, e atualizar a questão salarial dos servidores, que hoje ganham R$ 1.045,00, abaixo do salário mínimo é R$ 1.100,00”, enfatiza Augusto Couto, presidente do Sintasa.

Os servidores celetistas da FHS e os estatutários da SES lutam, além da atualização do Acordo Coletivo, pelo tíquete-alimentação de R$ 600,00, pela criação da comissão para revisão do Programa de Emprego e Remuneração (PER) e Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos (PCCV); insalubridade, que seja pago pelo salário-base e não pelo salário mínimo; e implementação das 30 horas semanais.

FHS

A Fundação Hospitalar de Saúde (FHS) reafirma diálogo permanente com os servidores e esclarece que há grandes avanços nas tratativas relacionadas ao Acordo Coletivo de Trabalho, com o Sindicato dos Trabalhadores na Área da Saúde do Estado de Sergipe (Sintasa).

Do elenco de pautas apresentadas pelos sindicatos, quase 80% já foram superadas havendo grande avanço nas negociações com a classe sindical. A Fundação Hospitalar de Saúde ressalta ainda que outras duas pautas que demandam maior impacto financeiro, também avançaram referentes ao auxilio creche com proposta de pagamento de valor de R$ 100 e o pagamento do auxílio alimentação.

A FHS informa que assim que forem superadas as questões jurídicas, informará aos Sindicatos a forma e o prazo para a implementação do auxílio alimentação aos servidores.

Por Karla Pinheiro

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais