Trabalhadores da saúde protestam por condições de trabalho

0
Ato ocorre na porta da SES (Fotos: Iracema Corso/CUT)

Profissionais da saúde e entidades sindicais realizam um ato na manhã desta terça-feira, 1º de setembro, em frente a Secretaria de Estado da Saúde (SES) para cobrar condições de trabalho, salário e valorização da categoria.

De máscaras, os manifestantes utilizaram cruzes simbolizando a morte dos trabalhadores em decorrência da pandemia do novo coronavírus.

De acordo com o presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT/SE), Roberto Silva, o protesto é pela valorização dos trabalhadores da saúde. “É necessário se fazer esse ato para termos uma resposta do governo. Queremos o pagamento de 40% de insalubridade a todos os profissionais da saúde da linha de frente do coronavírus, abertura de uma mesa de negociação com o governo para se discutir o acordo coletivo que desde 2014 o governo não negocia, além de cobrar melhorias nos equipamentos de EPI porque há reclamações dos profissionais que nos hospitais a proteção dos equipamentos são ineficientes”, conta.

SES

A assessorias de comunicação da SES informa que a secretária Mércia Feitosa está neste momento reunida com representantes da diretoria da CUT para ouvir os anseios da categoria.

por Aisla Vasconcelos

Comentários