Dinheiro amarrado

0

Encontrou-se uma explicação para a frieza da campanha eleitoral em Sergipe: o baixo investimento feito até agora pelos candidatos a governador. Embora tenham declarado à Justiça Eleitoral que pretendem gastar, juntos, algo em torno de R$ 40 milhões, até o momento “torraram” menos de R$ 5,2 milhões, a maior parte com os programas eleitorais gratuito no rádio e na televisão. Quer dizer, o dinheiro ainda não teria chegado, como esperado, nos bolsos das lideranças eleitorais do interior para a montagem do que eles chamam de “estrutura de campanha”. Há quem garanta, contudo, que a “grana” para a compra de votos não faz parte dos recursos declarados por partidos e candidatos, pois boa parte do dinheiro era suja e está sendo lavado justamente agora. Sendo isto verdadeiro, a frieza verificada na campanha política deste ano não é motivada pelas planilhas econômicas apresentadas à Justiça Eleitoral.

Mal visto

O candidato a deputado estadual Manoel Messias, o “Sukita” (PSB), perderá tempo se for pedir votos à direção do partido dele. Os capas pretas do PSB estão por aqui com o “Sukita” desde que este os acusou de terem falsificado sua assinatura visando tirá-lo da disputa eleitoral. Contrariados com o aliado, os dirigentes do PSB prometem processá-lo por calúnia e outras cositas más. Cruz, credo!

Abra o olho!

Desconfie quando o sujeito
Em tempo de eleição
De repente fica simples,
Vai logo dando-lhe a mão,
Pondo no colo criança
Dizendo cheio de esperança:
É o futuro da nação!

Cuidado com o camarada
Que só vive garantindo
Resolver todo problema,
Que diz nunca está mentindo,
Que dá tapinha nas costas,
Chamando amigo nas portas
E que só vive sorrindo.

1º turno

Jackson Barreto, Rogério Carvalho e Belivaldo Chagas reuniram na manhã de ontem, no hotel Mercure, 50 prefeitos, além de vice-prefeitos, vereadores e lideranças municipais para definir os próximos passos na reta final da campanha eleitoral. A ordem é não cantar vitória com os bons resultados das pesquisas, mas intensificar a mobilização em todos os municípios. E, com os pés no chão, trabalhar para eleger Jackson o primeiro turno e garantir a eleição de Rogério.

Sentiu o golpe

Os resultados das últimas pesquisas deixaram preocupados os aliados do candidato a governador Eduardo Amorim (PSC). Tanto isso é verdadeiro que os assessores do candidato se apressaram em justificar os percentuais das consultas de intenção de votos no horário eleitoral gratuito. Escudando-se em um gráfico, a apresentadora do programa do PSC se esforça na tentativa de provar que existe um empate técnico entre Jackson e Amorim. O que você acha?

Condenados

A Justiça Federal condenou ontem à prisão em regime fechado os ex-prefeitos de Poço Verde e São Domingos, respectivamente, Tonho de Dorinha e Hélio Mecenas. Ambos são acusados de participarem de um esquema que fraudou licitações para desviar recursos públicos. Tonho e Hélio foram presos pela Polícia Federal em 2006 durante a Operação Fox, que prendeu outras 33 pessoas, entre as quais o ex-prefeito de Socorro e hoje presidente da Assembleia Legislativa, deputado Zé Franco (PDT).

Defesa difícil

O vereador Agnaldo Feitosa (PR), líder do prefeito de Aracaju na Câmara, tem se esforçado para defender a administração municipal. Ontem mesmo, ele passou um tempão na tribuna tentando mostrar que todos os problemas da cidade foram deixados pelos ex-prefeitos. “Querem que Dr. João Alves resolva tudo em menos dois anos”, disse Feitosa. Claro, que o vereador governista não conseguiu convencer ninguém!

Proibido

A Anvisa proibiu a distribuição e comercialização do produto Alimento em Pó para Dietas com Restrição de Fenilalanina, da marca Profenil 2, lote 2P082. A validade do lote é fevereiro de 2016. O produto é indicado para crianças de 1 a 8 anos de idade.
A decisão da Anvisa foi tomada a partir de relatório de ensaio que não identificou no produto a presença do aminoácido valina, apesar de constar na lista de ingredientes.

Petrobras

Com o título acima, o Jornal da Cidade publica hoje a seguinte nota: “A oposição esperava que o nome do governador Jackson Barreto (PMDB) aparecesse na lista de políticos citados pelo ex-diretor da Petrobras, Paulo Roberto Costa. Na entrevista concedida ontem à rádio Liberdade FM, Eduardo Amorim (PSC) tentou ligar JB ao ex-diretor da estatal. Ele esqueceu que Costa esteve em Sergipe quando não mais respondia pela Petrobras. Foi recebido pelo governador como um empresário que queria construir uma refinaria em Sergipe”.

Gazeteiros

Hoje tem sessão na Assembleia Legislativa, isso se houver quórum para tanto. Semana passada, a maioria dos deputados não apareceu para trabalhar e as duas únicas sessões da semana foram suspensas. Caso eles resolvam dar as caras hoje e amanhã no Parlamento, a Mesa Diretora deve colocar vários projetos na pauta de votação. Aguardemos, portanto!

Volta atrás

Com o prazo para troca de candidatos perto de se esgotar, advogados dos "fichas sujas" estudam entrar com recurso na Justiça Eleitoral para anular a data limite e dar até a véspera da eleição para seus clientes se rearticularem caso venham a ter sua candidatura barrada. O prazo legal se esgota no próximo dia 15, ou seja, 20 dias antes do primeiro turno das eleições. O objetivo da data limite visa evitar que um dos concorrentes faça toda a campanha e, indeferido, ceda o lugar para um parente ou aliado na véspera da eleição.

Recorte de jornal

Publicado no jornal laranjeirense O Horizonte em 15 de abril de 1886

Resumo dos Jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários