É proibido gastar

0

As palavras de ordem no governo de Sergipe são economizar e apertar o cinto. Na reunião de hoje com o secretariado, o governador reeleito Belivaldo Chagas (PSD) voltará a exigir economia de guerra visando colocar a casa em ordem. Em janeiro, esta mesma orientação será repassada aos novos auxiliares. Tanta preocupação com a economia se justifica, pois do contrário o governo não conseguirá regularizar a folha salarial e manter funcionando a contento serviços essenciais como saúde e segurança pública. Só depois que tais objetivos forem alcançados é que o Executivo poderá pensar em investimentos. Portanto, não esperem novidades para os próximos meses, pois está difícil conseguir dinheiro até para o cafezinho. Que crise!

Diplomado na cadeia

O deputado federal eleito Valdevan Noventa (PSC) foi diplomado, ontem, pela Justiça Eleitoral. O ato inusitado aconteceu no Cadeião de Estância, onde o político está preso sob a acusação de coagir testemunhas. A diplomação foi determinada pelo ministro do Tribunal Superior Eleitoral Admar Gonzaga que, no entanto, negou pedido de habeas corpus em favor de Valdevan. Pelas redes sociais, Noventa pede aos amigos que tenham fé: “Aguardo e acredito na justiça, pois fui eleito deputado federal em um regime democrático pela vontade do povo”. Marminino!

Nomeação abortada

A senadora Marta Suplicy (sem partido) abortou a indicação do deputado federal André Moura (PSC) para a diretoria da Anvisa. Presidente da Comissão de Assuntos Sociais do Senado, Marta disse não fazer sentido esta indicação no apagar das luzes, particularmente por ferir os critérios técnicos e éticos. Antes, as entidades que representam os servidores da Anvisa já haviam emitido notas considerando a indicação de André “um total escárnio”. Crendeuspai!

Corda bamba

A depender do Ministério Público Eleitoral, a Justiça cassa os mandados dos deputados federal Bosco Costa (PR) e estadual Ibrain Silva Monteiro (PSC). Segundo o MPE, as prestações de conta dos dois eleitos apresentam uma série de irregularidades, tidas como “falhas graves”. Entre elas está o aluguel de veículos, “usado como artifício para desvio de recursos do fundo partidário e compra de apoio político”, diz o MPE. Homem, vôte!

Condenação mantida

O Pleno do Tribunal de Justiça manteve a condenação em regime fechado dos deputados estaduais Augusto Bezerra (PHS) e Paulinho das Varzinhas (PSC). Os dois foram condenados a 12 anos de reclusão sob a acusação de terem metido a mão grande nos recursos da Assembleia. Como Paulinho conseguiu um habeas corpus preventivo, os desembargadores ampliaram o benefício para Augusto Bezerra e os demais condenados no processo. Então, tá!

Divisão do bolo

O governador reeleito Belivaldo Chagas (PSD) deve anunciar amanhã qual será a participação do PT no futuro governo. Pelo menos é o que espera o presidente estadual do PT e senador eleito Rogério Carvalho. O petista acredita que será bom para “o partido estar no Governo de Belivaldo, cuja candidatura e campanha ajudamos a construir”. Ah, bom!

Despesa proibida

O Tribunal de Contas de Sergipe proibiu o governo estadual de nomear os aprovados no concurso para especialista em políticas públicas e gestão governamental. As nomeações só devem ocorrer quando as despesas com pessoal do Executivo ficarem abaixo do limite prudencial estabelecido pela Lei de Responsabilidade Fiscal. O governo, no entanto, está autorizado a nomear aprovados em concurso para cargos na área de segurança pública.

Liberdade condenada

E o senador eleito Alessandro Vieira (Rede) se posicionou contra soltar presos condenados em 2ª instância. Tomada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal, Marco Aurélio Mello, a decisão foi suspensa pelo presidente do STF, Dias Toffoli. Segundo o senador, a reforma do Judiciário é mais uma das bandeiras urgentes para a próxima legislatura. Vieira diz que este não é um desafio simples, “mas precisa ser enfrentado, antes que a impunidade mate de vez a democracia brasileira”. É vero!

É preciso avisar?

O Supremo Tribunal Federal começou a julgar recurso do Sindipetro de Sergipe e Alagoas contra a necessidade de avisar previamente às autoridades para realizar manifestações. A votação foi suspensa quando o julgamento estava com cinco votos contra a exigência e três a favor. No recurso, o Sindicato dos Petroleiros questiona a decisão judicial impedindo que manifestantes bloqueassem uma rodovia em Sergipe, com o argumento de que não houve aviso prévio. Aff Maria!

Nunes virou livro

Já está nas livrarias do Brasil o livro “Nunes, o artilheiro das decisões”. Escrita pelo jornalista Marcos Eduardo Neves, a obra conta um pouco da história do sergipano que nasceu em Cedro de São João e se tornou campeão do mundo pelo Flamengo. Na década de 70, Nunes foi o grande artilheiro do Confiança, de onde saiu para brilhar no Santa Cruz (PE) e depois no Mengão. Em 1978, chegou à Seleção Brasileira, porém uma contusão o impediu de ir à Copa do Mundo disputada na Argentina. Vale a pena ler o livro!

Recorte de jornal

Publicado no jornal Correio de Aracaju, em 25 de dezembro de 1908

Resumo dos jornais

Comentários