Gualberto lamenta a cassação

0

Prova de que o governador Belivaldo Chagas ficou contrariado com a decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), em decisão tomada na tarde anterior, de cassar o seu mandato, e de sua vice, Eliane Aquino, está no fato de que ontem ele passou o dia de “cara amarrada” e recusou-se a comentar, com quem quer seja, o resultado do pleno do Tribunal. Nem para amigos próximos, Belivaldo disse alguma coisa sobre a decisão que definitivamente não foi do seu agrado. Ele, de fato, não esperava esse revés, até porque, no seu entender, ele não cometeu nenhum pecado capital nas eleições do ano passado. O deputado Francisco Gualberto levou para a tribuna da Assembleia, em discurso de mais de 30 minutos, toda a insatisfação do governo pelo resultado do julgamento. Ele negou ter havido abuso de poder político e econômico, ao usar a estrutura do Governo do Estado em favor da campanha eleitoral de 2018. Diante do resultado expedido pelo Tribunal Regional Eleitoral, Gualberto disse ter dificuldade em compreender a legislação eleitoral brasileira. “Se de fato ela existe não é para ser cumprida”.”Eu acredito que a lei eleitoral que norteou a eleição passada falava do prazo dos atos vedados ao Executivo. E o dia limite para os atos vedados seria 6 de julho.Somente a partir daí, o governante não poderia poderia participar de inaugurações, dar ordens de serviço, nem participar de eventos do seu próprio governo. Eu tinha certeza que a data era 6 de julho, mas com a decisão desta semana, pelo menos essa data não vale”, lamentou o parlamentar. Em momento algum, o governador participou de qualquer evento a partir do dia 6. Nem à distância”, Gualberto prosseguiu até o final de seu discurso, neste tom de lamuria.

Dois que se foram

A morte retirou do convívio dos sergipanos, esta semana, duas figuras excepcionais. O Professor Sebastião dos Santos deixou atrás de si o agradecimento de muitos estudantes que cursaram a Faculdade Pio X sem que precisasse passar pela tesouraria para pagar mensalidades. O coração generoso escondia o ser humano que não negava a ninguém o direito de estudar, algumas vezes contrariando até sua própria família. Numa outra seara, o médico Rodrigo Nabuco Teixeira edra um apaixonado pelos estudos. Tanto que, no final de sua vida, fez o Curso de Direito pois, embora fosse médico, o que ele queria ser mesmo era advogado. Aracaju pranteia os dois, Sergipe sente saudades de seus filhos queridos.

Abrahão Crispim

A Academia Itabaianense de Letras irá inaugurar um busto do imortal Abrahão Crispim de Souza, na praça Chiara Lubich, em Itabaiana. O monumento ficará exposto de 11 a 15 de setembro , durante a V Bienal do Livro de Itabaiana. Após o encerramento do grande evento,a Academia de Letras irá marcar a data com muita honra. Abrahão Crispim já emprestou o nome dele ao Plenário da Câmara Municipal de Aracaju, a uma rua no Conjunto Augusto Franco e ao Centro de Artes e Esportes Unificado no bairro Olaria. Também recebeu foto na galeria dos ex-Presidentes do Sindicato dos Bancários de Sergipe, e diversas outras homenagens.

Mês do Economista

O Secretario de Estado da Administração, George da Trindade Góis, vai receber hoje, quarta-feira, a Medalha do Mérito Econômico entregue pelo Conselho Regional de Economia de Sergipe (CORECON-SE). A solenidade faz parte da programação que marca o

mês do Economista e acontecer a partir das 19h no auditório do CCSA, da Universidade Federal de Sergipe.

 

 

 

Comentários