Irresponsabilidade

0

Por pouco Aracaju não amanheceu hoje chorando dezenas de mortes causadas pela irresponsabilidade de quem promoveu, ontem à noite, uma festa na avenida Rio de Janeiro. Sem qualquer avaliação técnica, torcedores do Palmeiras colocaram centenas de pessoas sobre a laje de um lava-jato, que desabou deixando um número ainda impreciso de feridos. Segundo o capitão Sena, do Corpo de Bombeiros, várias pessoas ficaram soterradas nos escombros: “não sei como não houve mortes”, diz o experiente militar. Tomara que este acidente sirva de exemplo para quem promove festas em locais inseguros pensando unicamente no lucro financeiro, sem se preocupar com a vida alheia. Que horror!

Confiante

O candidato a prefeito de Aracaju, Valadares Filho (PSB), se reuniu com a deputada estadual Ana Lúcia e o professor Iran Barbosa, ambos da tendência petista articulação de esquerda. O prefeiturável saiu do encontro confiante no apoio dos dois, que lideram os professores da rede estadual. Antes de colocar a campanha nas ruas, Valadares tem mantido uma série de encontros com lideranças políticas.

Control-C

Mesmo que não tenha maiores problemas com a Justiça Eleitoral, o candidato a prefeito de Capela, Ezequiel Ferreira (PR), terá dificuldades para explicar ao eleitorado porque plagiou o plano de governo do município paranaense de Cascavel. Ao fazer o Control-C, ele não teve nem o cuidado de efetuar algumas alterações no texto, deixando no documento entregue à Justiça frases como “ao cidadão cascavelense”. Só se ele pensou que o PR do Partido Republicado é a sigla do Paraná.

Grana nova

Sergipe pretende usar o quanto antes em obras de infraestrutura os R$ 560 milhões do Pró-Investe, programa de crédito lançado pelo governo federal. Ontem, o governador Marcelo Déda (PT) se reuniu com secretários para estudar as formas de acesso ao dinheiro e definir prioridades para sua utilização. A idéia é dar entrada no pedido de empréstimo já em agosto próximo e iniciar as obras de imediato.

Mesa de boteco

A Secretaria de Estado do Turismo, em parceria com a Faculdade de Gastronomia Serigy, está realizando em Aracaju o 1° Festival Mesa de Boteco. O projeto abrange os bares, restaurantes e botecos e objetiva atrair mais pessoas para estes estabelecimentos, além de ser um trabalho de inclusão social. Bom é que os pratos selecionados para o festival são servidor na companhia da cachaça Boa Luz. Uma beleza de dar água na boca!

Filho do coração

O candidato a vereador por Aracaju, Tijoy Barreto (PSL), é sobrinho do deputado estadual Adelson Barreto (PSB) e foi criado por ele desde muito pequeno. “O tenho como filho e ele se parece comigo até na fala e no jeito de tratar as pessoas”, afirma o parlamentar, que não esconde o amor de pai que tem por “Adelsisnho”, como todo mundo chama Tijoy.

Posse no TJ

Está marcada para as 17h da próxima terça-feira a posse do novo presidente do Tribunal de Justiça de Sergipe, desembargador Osório de Araújo Ramos Filho. Ele vai substituir o desembargador José Alves Neto, que anunciou ontem sua aposentadoria compulsória. A vice-presidência do TJ será ocupada pela desembargadora Geni Silveira Schuster.

Boa música

Quem sentiu falta do cantor pernambucano Geraldo Azevedo nas festas juninas de Sergipe não perde por esperar. Ele fará no próximo dia 22, no Teatro Tobias Barreto, show de lançamento do CD/DVD Salve São Francisco. Todas as canções do novo trabalho – inéditas e regravações -, exaltam a beleza e a importância do rio São Francisco, que banha Petrolina, a terra natal de Geraldo Azevedo.

Decapitado

E não deu outra: os senadores cassaram o mandato de Demóstenes Torres. O homem pediu até pelo amor de Deus para continuar no Parlamento, mas não houve jeito. Interessante foi ver entre os julgadores do ex-demista figuras como Renan Calheiros, Collor de Mello e José Sarney, só para citar estes.

Nas ruas

Já circulam pelas ruas de Aracaju carros plotados com campanha de candidatos a vereador. O volume de propaganda eleitoral deve aumentar nos próximos dias, quando os partidos receberem da Justiça Eleitoral o CNPJ e o recibo para pagar pelos serviços contratados.

Do baú político

Em 1987, quando transmitiu o governo de Sergipe para Antônio Carlos Valadares, o ex-governador João Alves Filho fez questão de se deslocar a pé do Palácio Olímpio Campos até sua residência, na época ali na rua Senador Rollemberg. Uma multidão acompanhou ele e dona Maria do Carmo Alves pela rua Pacatuba, enquanto fogos de artifícios espocavam nas imediações. Ao chegar no edifício onda morava, João Alves fez um breve discurso, tendo encerrado com a seguinte frase: “Este não é um adeus, mas um até breve”. Desde então, o ex-governador tem disputado eleições, ganhando umas e perdendo outras. Nem ele mesmo acreditava que aquele “até breve” duraria até os dias atuais.

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários