Presente de grego

0

Centenas de famílias foram surpreendidas com a notícia de que o governo de Sergipe vai exonerar todos os cargos em comissão, só devendo recontratar parte deles. Um verdadeiro presente de grego na véspera do Natal. O governador reeleito Belivaldo Chagas (PSD) também sepultou o sonho dos servidores de terem direito, ao menos, à correção inflacionária. O pessedista culpa a crise econômica pelo congelamento e atrasos dos salários, aposentadorias e pensões. Apesar das dificuldades vividas pelo funcionalismo, o governador deverá gravar a tradicional mensagem desejando a todos um feliz Natal e um próspero 2019. Como isso será possível para os comissionados prestes a perderem o ganha-pão? Pior é que as sombrias previsões da equipe econômica do governo deixam claro que Sergipe está na bancarrota e que o próximo ano será idêntico ou pior do que este 2018. Cruz credo!

Adema explica

Em resposta à nota publicada neste espaço sobre nepotismo, a Administração Estadual do Meio Ambiente enviou a seguinte explicação: “Em relação à denúncia do Ministério Público Estadual sobre suposto nepotismo na Adema, informamos que os dois servidores citados estão nomeados Ad hoc, sem nenhum vínculo remunerativo ou gratificação. Diante do exposto, o presidente decidiu exonerá-los. Sobre o suposto assessor de comunicação citado na denúncia, a Adema informa que não possui assessor de comunicação”. Então tá!

Já está na Casa

A Assembleia recebeu, ontem, o projeto de reforma administrativa do governo de Sergipe. Visando reduzir despesas e agilizar a máquina pública, a propositura estabelece a fusão de secretarias, redução do número de cargos em comissão, além do cancelamento de todas as linhas de telefones funcionais. A previsão é que a reforma seja aprovada pelos deputados na próxima semana.  Aguardemos, portanto!

Sem pressa

O governo de Sergipe só se debruçará sobre uma possível reforma da Previdência estadual após o Congresso aprovar projeto neste sentido. Segundo o secretário da Fazenda, Ademário Alves de Jesus, é prudente esperar o que pode vir nacionalmente, “até para que qualquer medida nossa não seja questionada”, explicou. Ademário também informou não haver qualquer estudo sobre um possível aumento da contribuição previdenciária, que hoje é de 13% do salário. Isso tudo? Vixe!

Quer dinheiro?

Só há um caminho para o servidor estadual colocar a mão no 13º salário agora em dezembro: fazendo um empréstimo no Banese. Quem não quiser contrair mais uma dívida, terá que se contentar em receber o benefício em seis módicas prestações. O banco informa que o empréstimo está sujeito à análise da gerência e alerta que o servidor é o único responsável pela operação de crédito. Homem, vôte!

Marré deci

O senador eleito Rogério Carvalho (PT) se disse muito preocupado com aumento do número de pobres e miseráveis no Brasil. Segundo o IBGE, o país tem 55 milhões de pobres, 15 milhões deles abaixo da linha da extrema pobreza. O petista ficou estarrecido ao ouvir uma senhora dizer que o “sonho” dela é ter um banheiro em casa. “Diante dos números do IBGE, mostrando que o Brasil voltou a ser extremamente desigual, a nossa missão como senador se torna ainda maior”. Aff Maria!

Abram o olho!

E o governador Belivaldo Chagas (PSD) anda preocupado com a Deso. Ele diz não ter interesse em privatizar a estatal, porém alerta ser preciso melhorar e muito seu funcionamento. Chagas não se conforma com as enormes perdas de água tratada, incluindo os chamados “gatos”. E o governador tem razão: o furto de água na Grande Aracaju está em um nível epidêmico, a ponto de em alguns bairros existirem ruas inteiras sem hidrômetros. Belivaldo vai cobrar modernidade à Deso e exigir ações duras contra o exagerado furto de água tratada, verdadeiro caso de Polícia. Certíssimo!

Retorno às origens

E quem deu com os costados, ontem, em Taboão da Serra (SP) foi o deputado federal eleito por Sergipe Valdevan Noventa (PSC). Aproveitou para visitar a Câmara Municipal, onde exerceu o mandato de vereador por duas vezes. De olho no Congresso, Valdevan bandeou-se para Sergipe, porém antes elegeu o filho Johnatan Noventa (PTB) vereador daquele município paulista. Pelas redes sociais, Valdevan disse “ser muito bom matar a saudade dos amigos”. Marminino!

Despedindo-se

O senador Eduardo Amorim (PSDB) fez, ontem, um balanço de sua atuação parlamentar. Ele destacou as defesas feitas em plenário por melhores serviços de saúde e educação, bem como do fortalecimento de órgãos de controle e fiscalização. Por fim, o tucano disse que, a partir de 2019, “a vida toma outro rumo, mas o cuidado e a atenção ao outro permanecem imutáveis. Como cidadão, seguirei atento ao que acontece em Sergipe e no Brasil”. Ah, bom!

Troca de nome

Localizado na zona norte de Aracaju, o bairro Pau Ferro vai trocar de nome. Segundo projeto em tramitação na Câmara de Vereadores, a localidade passará a ser chamada de bairro dom Luciano Cabral Duarte, numa homenagem ao falecido arcebispo de Aracaju. Defensor da mudança, o padre Marcelo jura que os jovens não gostam do nome atual: “Muitos dizem que moram no bairro Santos Dumont, pois Pau Ferro é sempre visto de maneira deturpada”. Cruzes!

Recorte de jornal

Publicado no jornal aracajuano Gazeta Socialista, em 27 de maio de 1950

Resumo dos jornais

 

Comentários