Seca verde

0

As chuvas caídas em Sergipe, principalmente no litoral, dificilmente resolverão o problema da estiagem, pois neste ano não ocorreram as tradicionais trovoadas, que enchem açudes e aguadas, garantindo água suficiente para matar a sede do rebanho por muito tempo. O que tem ocorrido no estado são chuvas de um inverno atrasado, consideradas insuficientes para garantir uma boa colheita de grãos. Mesmo que as precipitações continuem, serão mal distribuídas em termos de tempo e espaço, não permitindo o plantio da lavoura, o que concretiza a chamada seca agrícola, também conhecida como ‘seca verde’. Portanto, embora continue chovendo espaçadamente no interior, o flagelo dos sertanejos parece está longe do fim. Uma lástima!

Queixa

Aqui e ali, candidatos proporcionais se queixam da falta de apoio para colocar a campanha nas ruas. A maior reclamação é com os partidos que não estariam liberando dinheiro para custear o material gráfico. Os candidatos afirmam que sem os “santinhos” fica difícil mostrar a cara ao eleitorado. Já tem gente pensando em desistir da empreitada. Que crise, sô!

Último dia

Hoje é o último dia para requerer a segunda via do título eleitoral. Ao fazer a solicitação, o cidadão deve informar o local onde pretende receber o documento. Para obter a segunda via, o eleitor deve se dirigir à zona eleitoral na qual está inscrito ou à Unidade de Atendimento ao Eleitor dos tribunais regionais eleitorais. Se estiver fora do seu domicílio eleitoral, poderá requerer a segunda via ao juiz da zona eleitoral na qual está inscrito.

Boa notícia

A Receita Federal libera hoje a consulta ao terceiro lote de restituições do Imposto de Renda Pessoa Física 2012. No lote, também há restituições que caíram na malha fina em 2011, 2010, 2009 e 2008. O dinheiro será depositado no banco no próximo dia 15. Para saber se teve a declaração liberada, o contribuinte deverá acessar a página da Receita na internet ou ligar para o Receitafone (146).

Vê se pode

Os caminhoneiros que param no Posto Fiscal de Propriá visando apresentar as notas fiscais das cargas que transportam estão sendo assaltados. O blog ficou sabendo que os bandidos ficam nas imediações do posto esperando o caminhão estacionar para praticar o assalto. Pior é que a situação é do conhecimento da Secretaria da Fazenda e da Polícia Civil, que nada fizeram até agora para evitar que o crime continue ocorrendo.

Pão e água

Comenta-se por aí que o governo do estado não paga há meses pelas propagandas oficiais veiculadas nos órgãos de comunicação. Já tem emissora que não aceita mais veicular material do Executivo. Empresas prestadoras de serviço também vivem o mesmo drama, e as de menor porte correm sério risco de fechar por falta de crédito na praça. No governo, alega-se, à boca miúda, que a culpa é da Secretaria da Fazenda. Tá feia a coisa!

Debate

O candidato a prefeito de Aracaju, Valadares Filho (PSB), participa amanhã do projeto “Conversando com o Lojista”, promovido pela CDL. Será às 12h, durante almoço na sede da entidade de classe, ali na rua Santa Luzia. Além de apresentar suas propostas para o comércio aracajuano, o prefeiturável vai responder perguntas dos varejistas. Na próxima semana será a vez de Almeida Lima participar do encontro com os lojistas.

Empregos

A elaboração de estratégias que auxiliem a abertura de novas oportunidades de negócios para as empresas sergipanas com a implantação do projeto Carnalita foi tema da reunião de ontem entre representantes do governo, Vale, Sebrae e Federação das Indústrias. A Vale vai investir cerca de US$ 4 bilhões na implementação do projeto Carnalita, voltado à produção de fertilizantes.

Alô, alô…

A deputada estadual Ana Lúcia (PT) voltou a cobrar ontem da presidência do Legislativo que pressione a Casa Civil visando agendar uma reunião dos deputados com o governador Marcelo Déda (PT). Desde o mês passado que a Assembléia enviou ofício solicitando audiência para discutir o reajuste salarial dos professores. “É preciso telefonar todos os dias para a Casa Civil pedindo que a reunião seja marcada”, afirmou Ana Lúcia.

 

Do baú político

Rôla foi a sensação das eleições de 2002 em Sergipe. Candidato pelo PGT, o biscateiro José Ribeiro obteve 20.812 votos e quase entrou na Câmara Federal. Pessoa humilde e de poucas letras, ele teve a campanha bancada por alguns profissionais liberais, que até mandaram fazer jingle, santinho e tudo mais. Derrotado, apesar da expressiva votação, o folclórico candidato explicou que seu fracasso eleitoral deveu-se aos aliados invejosos, que trabalharam na surdina para desgastar sua imagem junto ao eleitor. Pelo que ele conta, primeiro estimularam Rôla e depois lhe deram as costas. “Meter o pau por trás não é coisa de homem sério. Por que não vieram de frente?”, reclamava Ribeiro.

Resumo dos jornais

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais