Criança de 5 anos morre sem causa aparente

0

Josivan Santos de Jesus, teve morte indeterminada (Fotos: Portal Infonet)
Dor e incertezas são os sentimentos que tomam conta dos familiares de Josivan Santos de Jesus, de 5 anos de idade, que morreu na tarde de domingo, 12, com causa de morte indeterminada.

Segundo Rita de Cássia Santos, mãe da criança, na última sexta-feira, 10, Josivan foi levado ao hospital Santa Isabel, aparentemente com problemas de garganta. “Ele tava com a garganta inflamada e vermelha, ai levamos para urgência e a médica Ana Carolina Rosa aplicou uma dose de Dipirona[antinflamatório] e uma Bezetacil [antibiótico] e mandaram pra casa”, explica a mãe.

Mãe diz que filho chegou com vida no Hospital
Ainda segundo Rita de Cássia, a criança voltou ao hospital no dia seguinte, apresentando dores na barriga e na garganta e foi atendido pela médica Eliana Estevão. “Ele estava vomitando e se queixando de uma dor muito forte na barriga, foi quando a médica passou Buscopan e chá de cidreira ou boldo, além de mandar tomar água de côco. Depois disso liberou ele. Em casa eu só dei chá de cidreira”, relata.

Òbito

Ao retornar para a casa, Rita de cássia relatou que o estado da criança agravou muito e na tarde do domingo, 12, e por volta das 14h, levou Josivan para o Hospital Nestor Piva. “Ele começou a suar muito e ficar roxo então ficamos desesperados e levamos para o Hospital, onde os médicos foram logo ‘entubando’ ele e colocando um aparelhinho no dedo. Ele chegou vivo no Nestor Piva”, afirma a mãe de Josivan.

Criança foi sepultada às 10h dessa segunda-feira
Por volta das 15h a família foi informada que a criança havia morrido, mesmo com todas as tentativas de reanimá-lo. “Nós ficamos acompanhando pelo vidro da sala o atendimento e o aparelhinho que mostra a pulsação tava mostrando que ele ainda tava vivo. Depois o médico falou que ele tinha morrido”, explica Rita de Cássia.

Ainda na tarde de domingo, 12, familiares registraram um boletim de ocorrência na Delegacia Plantonista. “Quando ele morreu mandaram a gente ir para a Hildete Falcão liberar o corpo, mas chegamos lá eles mandaram a gente voltar e pegar o laudo médico. No laudo o médico coloca que ele chegou morto no hospital e que a morte foi indeterminada”, relata a mãe de Josivan.

Mãe diz que dos medicamentos receitadosdeu apenas chá de cidreira
O corpo da criança foi velado na residência da família, situada na rua Curitiba, no Bairro Industrial, e o enterro aconteceu por volta das 10h desta segunda-feira, 13.

Hospital Santa Isabel

Ainda na manhã desta segunda-feira a médica Eliana Estevão explicou à equipe do Portal Infonet todos os procedimentos tomados durante o atendimento a criança. “A criança chegou aqui por volta das 20h do sábado, com um quadro regular, sem febre, com uma palidez facial e apresentando uma desidratação leve e quadro de vômito pós-alimentares”, explica.

A médica ainda ressaltou que ele estava com diurese, não tinha dor. “Coloquei no soro iniciando uma hidratação venosa, prescrevi soro oral muito líquido, medicamento para o vômito. Fizemos uma reavaliação e ele tava conversando sem sinais de

gravidade. A criança foi liberada às 22h”, acrescenta Eliana.

De acordo com Eliana a criança também não apresentou nenhuma reação alérgica aos medicamentos. “Ele foi medicado na sexta-feira, retornou no sábado sem apresentar nenhuma reação alérgica. Se houvesse algum problema nesse sentido as reações seriam quase que imediatas”, explica

Eliana Estevão ainda chamou a atenção para a situação do pai da criança, ao chegar ao hospital. “Tive que solicitar que o pai ficasse do lado de fora porque ele chegou aqui com sinais de embriaguez, visivelmente alcoolizado”, revela.

Diretor diz que vai solicitar prontuário do Nestor Piva
Segundo o diretor administrativo do Hospital Santa Isabel, Frederico Guerrieri, após tomar conhecimento do fato através da mídia, ele solicitou os prontuários de atendimento. “ Temos aqui os prontuários dos atendimentos, onde pudemos comprovar que tudo foi feito dentro da normalidade e que todas as medidas necessárias foram tomadas”, explica.

Ainda segundo Frederico o Hospital irá solicitar o prontuário de atendimento do Hospital Nestor Piva. “É importante pontuar que a criança saiu daqui às 22h e que só às 14h do dia seguinte foi encaminhada ao hospital Nestor Piva. Então tudo precisa ser apurado. Será que a família fez o que a médica prescreveu durante esse tempo? O que levou o agravamento do quadro? Se a família alega que a criança chegou com vida no outro hospital, só o prontuário irá dizer o que foi feito lá. Quero apenas deixar claro que realizamos de forma correta nosso trabalho e  estamos aqui a disposição para qualquer esclarecimento, onde aguardamos a família para conversar e tirar eventuais dúvidas”, pontua Frederico.

Laudo médico diz que criança chegou morta ao hospital
Hospital Nestor Piva

De acordo com assessoria de comunicação da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), que responde pelo Hospital Nestor Piva, a criança chegou ao hospital  por volta das 14h do domingo,12. “Segundo o prontuário do hospital a família chegou desesperada com o menino no colo, já com sinais de óbito. O garoto teve uma parada cardiorrespiratória, onde a equipe tentou reanimar, mas não teve sucesso” explica a assessora Déa Jacobina

Ainda de acordo com a assessora, a causa da morte foi indeterminada porque não houve nenhum atendimento anterior que pudesse constatar o problema.

Em relação aos sinais vitais alegados pela mãe da criança, a assessoria explicou que houve uma Midriase Paralítica (sinais de óbito sem reflexos pupilares), e que na tentativa de reanimar a criança a família acompanhou pelo vidro da sala o monitor cardíaco que respondia as massagens realizadas pelos médicos “Quando os médicos fazem o movimento esses sinais emitem ondas captadas pelo monitor. É difícil para uma família entender esses procedimentos feitos na estabilização. Mas o que está registrado no prontuário é que realmente a criança já entrou em paradas cardiorrespiratória”, finaliza Déa Jacobina.

Por Alcione Martins e Kátia Susanna

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais