Morte de policial: testemunha sofre enfarto

0

O comerciante do ramo de pescados Gilson da Silva Marinho, 68 anos, sofreu um enfarto nesta terça-feira, 12, no momento em que estava sendo ouvido pelo delegado de Piaçabuçu, Dárcio Pacheco, sobre o triplo-assassinato ocorrido na noite de segunda-feira, 11, na praia do Pontal do Peba, que vitimou o policial civil sergipano Sergio Figueiredo Souza, 51 anos, e o empresário e amigo do policial José Jaminho Teixeira.

De acordo com a Polícia Civil, Gilson seria o alvo do assalto. Os criminosos teriam seguido Gilson até o Pontal do Peba em um Pólo Sedan de cor prata. O comerciante foi ferido a coronhadas e teve R$ 600 roubados quando tentava pedir ajuda em um posto da Polícia Militar da cidade.

A testemunha contou ao delegado que o policial, Sérgio Figueiredo, foi ao seu encontro para tentar defendê-lo da ação criminosa, mas acabou sendo assassinado a queima roupa. Além dele, foram assassinados: o empresário sergipano José Jamyl Teixeira, 40, e o barbeiro Francisco Calixto dos Santos, 68, conhecido como “Chico Baia”.

Agentes da Delegacia de Piaçabuçu informaram que foi justamente durante o depoimento que o comerciante sentiu-se mal e foi encaminhado ao hospital da cidade, onde foi constatado o princípio de enfarto. Apesar do susto, Gilson passa bem, conforme informações dos policiais.

Outra testemunha ouvida hoje foi Carlos Eduardo, que afirma ter presenciado o assalto e os crimes quando passava pelo local. Segundo a Polícia, não houve novidades nos depoimentos, apenas confirmação da versão do comerciante que conseguiu escapar com vida.

Novos depoimentos serão tomados nos próximos dias.

Fonte: Alagoas24horas

Comentários