Polícia apreende 121kg de maconha

0

A droga foi encontrada atrás de um gaurda-roupas (Fotos: Portal Infonet)
Após um mês de investigação, policiais do Departamento de Narcóticos (Denarc), realizaram a apreensão, na tarde desta sexta-feira, 10, no Loteamento Pai André, em Nossa Senhora do Socorro, de 121 kg de maconha.

Com o apoio da Rádio Patrulha, a equipe do Denarc chegou ao casal Gilza pereira dos Santos, 44 anos, e Moisés Batista dos Santo, 41 anos, que controlavam o fornecimento da droga naquela região. “Quando chegamos na chácara e abordamos Gilza, ela nos levou até o quarto onde encontramos, atrás do guarda-roupa, 121 kg de maconha. Apreendemos também uma balança digital e três aparelhos celulares”, relata o delegado Osvaldo Resende.

Ainda de acordo com o delegado, após a apreensão da droga e da prisão da mulher, uma equipe se dirigiu

Delegado Osvaldo Resende diz que Moisés já tem antecedentes criminais
até uma clínica no bairro São José. “Moisés trabalhava como pintor e estava de serviço em uma clínica, quando chegamos e efetuamos a prisão dele”, explica.

Osvaldo Resende ainda relatou que em depoimento a polícia, Gilza disse que a droga foi guardada na residência por Moisés. “Ele alega que recebe dinheiro para armazenar a droga em casa e disse que não fornecia a maconha”, ressalta.

Moisés já respondeu a um processo e foi condenado por furto no no estado de São Paulo. Gilza não possui antecedentes criminais.

Outra Apreensão

Cocaína, crack e maconha foram apreendidos no conjunto Marcos Freire I
Ainda no final manhã desta sexta-feira, 10, após informações anônimas, uma equipe do Denarc, coordenada pela delegada Aliete Melo, detectou a existência do comércio de entorpecentes no conjunto Marcos Freire I, em especial nas ruas 14,15 e 20.

De acordo com informações do Denarc, a polícia conseguiu apreender 100 gramas de maconha, 1 pedra de crack, 107 gramas de cocaína, uma motocicleta Dafra, de placa policial IAK 4183, quatro carimbos de cartório e cerca de R$ 2 mil.

Segundo a polícia, durante a operação duas pessoas foram presas, identificadas como ‘Maycom’ e ‘Ítalo’. O segundo confessou que é proprietário da droga e que iria comercializá-la em uma festa na Praia de Atalaia.

Por Alcione Martins e Kátia Susanna

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais