Policial reformado e servidor presos em Operação Muleta

0

Dos nove mandados de prisão expedidos para a “Operação Muleta”, sete já foram cumpridos. De acordo com o delegado de Maruim, Fábio Pereira, cinco deles foram encontrados em Alagoas e dois em Sergipe.

“Foram presos um policial reformado na cidade de Nossa Senhora das Dores e um servidor em Canindé dos São Francisco. Os dois portavam armas e também documentos ligados à fraude, a exemplo de laudos médicos”, diz o delegado, acrescentando que os policiais estão trabalhando para cumprir os dois últimos mandados que tem destino Alagoas.

As primeiras informações da polícia são de que a fraude ocorria por meio de laudos médicos falsos de pessoas que já apresentavam alguma doença e informavam que o trauma havia sido ocasionado por algum acidente de trânsito. Em Alagoas, entre os presos, estão cinco advogados, uma serventuária de Justiça e um outro suspeito.

A Operação foi deflagrada nas primeiras horas da manhã desta quarta-feira, 27, para cumprir nove mandados de prisão e dez de busca e apreensão. A expedição dos mandados foi feita pela 17ª Vara Criminal da capital alagoana, após investigações para combater fraudes no DPVAT – o seguro obrigatório de danos causados por acidentes de trânsito.

A operação tem a frente o delegado de Alagoas, Rodrigo Sarmento, e conta com apoio operacional da policia sergipana, que tem a coordenação dos delegados de Sergipe, Fábio Pereira (Maruim)  e Kledson Ferreira (Canindé do São Francisco). Aproximadamente 60 policiais civis da Divisão Especial de Investigação e Capturas (Deic), Tático Integrado de Grupamento de Resgates Especiais (Tigre) e do Serviço de Inteligência da Secretaria de Estado da Defesa Social estão envolvidos no caso.

Por Raquel Almeida

Comentários