Presos mantêm dois reféns em presídio de Glória

0

Presídio tem capacidade de abrigar 130 presos, mas comporta hoje 223
Custodiados do presídio Regional Senador Leite Neto, em Nossa Senhora da Glória, iniciaram uma rebelião nas primeiras horas dessa terça, 15. A confusão teria começado quando os agentes foram entregar o café da manhã. Os presos renderam dois funcionários da cadeia e os mantêm reféns até o momento.

Para liberá-los, os presos reivindicam a presença do juiz e do promotor da cidade, assim como a imprensa do Estado. Para apaziguar a situação no prédio, o secretário de Segurança Pública (SSP), João Eloy, foi acionado e enviou equipes do Comando de Operações Especiais (COE) e Grupamento Tático Aéreo (GTA) à cidade por volta das 6h.

Um funcionário do presídio contou à equipe do Portal Infonet que os agentes ainda não foram soltos pelos rebelados, mas garante que a situação já está calma e aparentemente sob controle. Questionado sobre o motivo da revolta dos presos, ele disse que não poderia informar detalhes, mas cogita-se que a proibição da entrada de alimentos levados por familiares ao presídio foi o ponto culminante.

A unidade prisional de Nossa Senhora da Glória atualmente possui 223 presos em um espaço que têm capacidade para abrigar apenas 130, segundo informações oficiais da Secretaria de Estado da Justiça e Cidadania (Sejuc). A maior parte deles cumpre pena por tráfico de tóxicos e roubo qualificado.     

Por Glauco Vinícius

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais